Como obter laudos na Telemedicina

Por Dr. José Aldair Morsch, 27 de janeiro de 2016
laudos na telemedicina

O diagnóstico fiel das doenças depende, quase sempre, de uma série de exames e dos laudos na Telemedicina são alternativas para trazer rapidez e qualidade nos serviços médicos.

Eletrocardiograma, Eletroencefalograma, Ultrassom, exames de sangue, radiografias e outros métodos são usados pelos médicos para compreender o que há de errado na saúde do paciente com precisão e agilidade.

As clínicas, porém, precisam manter uma estrutura de laboratórios e equipamentos, além de mão de obra especializada, com um custo elevadíssimo.

Os laudos na Telemedicina surgiram para reduzir os custos nos exames.

A realidade dos serviços de saúde

O problema é que nem todos os estabelecimentos de saúde têm acesso próximo e fácil a toda a estrutura de diagnóstico, principalmente nos hospitais de cidades menores.

Solicite um orçamento

Assim, o médico pode ter dificuldade de acessar exames mais minuciosos e que ofereçam maior precisão dos laudos, com um custo que seja viável.

Com a economia sempre instável, o investimento em especialistas e em equipamentos de ponta fica inviável. Ocorre um sucateamento generalizado, tanto no setor público como privado.

A Telemedicina como uma saída viável para redução de custos

A alternativa para essas clínicas e hospitais é que apostem nos laudos na telemedicina como forma de aumentar os tipos de exames e reduzir os custos mesmo sem especialistas.

Mesmo a distância, o médico consegue complementar sua análise terceirizando a interpretação dos exames com entrega rápida dos laudos, conforme a carência de especialistas da região em que ele atende.

Na prática, a Telemedicina permite que um clínico geral consulte especialistas que estejam em outras localidades e possam complementar a análise de diagnóstico – e com um custo baixo, já que não é preciso deslocamento dos profissionais nem do maquinário, nem do paciente numa ambulância para uma cidade maior sem necessidade.

Além de oferecer maior segurança ao médico, essa tecnologia beneficia principalmente o paciente, já que o laudo realizado por um especialista qualificado em determinada especialidade que também significa uma “segunda opinião”, ou seja, quem é atendido recebe um cuidado duplo.

É importante lembrar que medicina e Telemedicina são a mesma coisa. O que muda na precisão dos laudos é a ampliação da rede de especialistas e de laboratórios, possibilitada pela Internet e pelos mecanismos de telecomunicações.

Um exemplo na prática: A Rede Catarinense de Telemedicina

Para que fique mais claro quais são as possibilidades da telemedicina para obter laudos com maior precisão, vamos mostrar o exemplo do Portal de Telemedicina da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, detalhado neste artigo.

O Portal é uma ferramenta eletrônica que auxilia o trabalho dos profissionais de saúde que necessitam visualizar e diagnosticar exames gráficos e de imagens remotamente, usando uma infraestrutura chamada “Sistema Integrado Catarinense de Telemedicina e Telessaúde” (STT/SC).

Esse sistema permite a realização de telediagnósticos diretamente pela internet, e atua como central de captação e emissão de laudos.

Estão integrados mais de 400 instituições de saúde (incluindo grandes hospitais estaduais e unidades básicas) em 291 municípios de Santa Catarina.

O tráfego dos dados é realizado de forma criptografada e segura por meio da Rede de Governo do Estado de Santa Catarina, e o acesso a unidades básicas de saúde e a médicos.

Inclusive via aplicações para dispositivos móveis, é oferecida por meio de um ponto de convergência entre a internet e a Rede de Governo do estado.

Precisão, segurança e validade jurídica

Com o intuito de elevar o nível de segurança e tornar os documentos eletrônicos juridicamente válidos, o sistema realiza o protocolo digital de documentos eletrônicos dos dados de imagem e da combinação texto de laudo-dados de exame.

Esse carimbo de tempo é realizado com protocolizadora digital de documentos eletrônicos (PDDE), que garante que seja impossível protocolar um documento eletrônico de forma retroativa com relação ao tempo, ao número do protocolo e ao conteúdo do original.

Aproveite seu aparelho analógico ou digital e envie os exames para ter laudos na telemedicina

A tecnologia permitiu desenvolver uma plataforma em nuvem de Telemedicina que recebe exames de qualquer tipo de aparelho.

Se o cliente usa um aparelho analógico, que imprime os exames em papel, basta escanear ou fotografar e anexar no sistema de telemedicina e em 30 minutos recebe o resultado do exame na forma de laudo médico na sua área de trabalho para imprimir ou salvar na pasta do paciente.

Para os aparelhos digitais é uma moleza, pois no momento que finaliza o exame ele já pode enviar direto para o sistema de Telemedicina e aguardar o laudo do especialista.

A Telemedicina e o comodato dos equipamentos médicos

O cliente que não dispõe de recursos para comprar o equipamento pode optar pelo aluguel em comodato. Após assinar contrato de 1 ano de uso, o cliente recebe o aparelho, marca treinamento online e recebe 30 laudos gratuitos todos os meses.

Em resumo, todas as clínicas instaladas em locais remotos devem avaliar a possibilidade de utilizar laudos na telemedicina para ampliar seus serviços de exames sem precisar de um especialista em tempo integral para interpretar e laudar seus exames.

As clínicas de medicina ocupacional são as mais beneficiadas neste modelo de negócio.

Aproveite e estude a viabilidade disso para a sua região.

Não esqueça de compartilhar nas suas redes e assinar nosso blog!

Dr. José Aldair Morsch – Especialista em Telemedicina

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia pela PUC-RS. Pós-graduação em Cardiologia Pediátrica pela PUC-RS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp