Como é feito o RX de tórax OIT? Para que serve?

Por Dr. José Aldair Morsch, 19 de janeiro de 2016
rx de tórax oit

O Rx de tórax OIT é um exame específico para acompanhamento de doenças  ocupacionais relacionadas ao trabalho.

Por usar um protocolo de interpretação próprio e padronizado, pode ser realizado em qualquer lugar do mundo e ser comparado com clareza para saber sua evolução.

Este exame pode ser realizado em qualquer lugar e ter sua interpretação feita online usando uma plataforma de Telemedicina em nuvem.

Para que serve o Rx de Tórax OIT?

Ele é capaz de registrar as imagens dos ossos, órgãos internos, padrão de acometimento do pulmão pela sílica  e estruturas como a coluna, por meio dos raios x.

Com ele, é possível verificar a presença de fraturas, doenças ósseas, tumores e outros problemas, além de acompanhar o desenvolvimento de tais doenças.

Solicite um orçamento

Realização e análise do Rx de tórax OIT

Quem executa o Rx de tórax é um técnico em radiologia, mas o resultado é dado por um médico radiologista, apto a descrever e interpretar as alterações que forem encontradas.

A telemedicina tem sido extremamente útil na elaboração de laudos de raio X de tórax OIT, especialmente para clínicas de comunidades pequenas, que não contam com um médico radiologista especialista em padrão OIT.

É importante lembrar que a execução técnica do Rx de tórax comum e para interpretação no padrão OIT é a mesma, o que muda é a forma do radiologista interpretar.

O padrão OIT, seguido atualmente na interpretação do exame, garante maior segurança e credibilidade.

A Sociedade Brasileira de Radiologia criou um modelo de laudo padrão que é aceito em qualquer serviço.

Com isso fica muito fácil fazer o acompanhamento das modificações que podem ocorrer ao longo da vida do colaborador.

Um pouco sobre a origem do RX

Os raios X foram descobertos em 1895, pelo físico Wilhelm Conrad Rontgen, enquanto estudava um tubo de raios catódicos em sua residência.

O princípio do tubo é um vidro, dentro do qual se colocava um material condutor que, quando aquecido, emitia elétrons, que ficaram conhecidos como raios catódicos.

Em um de seus experimentos, Rontgen percebeu que ao ligar esse tubo, uma placa feita de um material fluorescente brilhou. Esse brilho logo se apagou ao desligar o tubo.

Mais tarde, o físico fez com que aqueles raios que saíam do tubo atravessassem a mão da esposa até chegarem a uma chapa fotográfica do lado oposto.

Depois, foi possível ver uma imagem dos ossos dela revelada na chapa.

Basicamente, foi assim que o raio X foi descoberto.

O uso do Rx de tórax OIT na Medicina do Trabalho

O RX de tórax OIT é o exame que segue as determinações da Organização Internacional do Trabalho (OIT), visto que o RX é bastante solicitado no contexto laboral.

No ano de 1930, a OIT estabeleceu esse padrão que inclui a revisão e a edição de classificação radiológica das pneumoconioses, ou seja, das doenças pulmonares provocadas pela inalação de poeira, bem típicas de determinados ambientes de trabalho.

Quando os trabalhadores podem fazer o RX de tórax padrão OIT, a sua qualidade de vida melhora exponencialmente.

Afinal, o exame realizado dentro do que é descrito pela Organização pode identificar essas doenças pulmonares a tempo de que sejam tratadas.

Também serve para que o empregador avalie o ambiente de trabalho que está oferecendo aos seus colaboradores e faça as adequações necessárias.

No Brasil, é utilizada a versão 2014 do RX padrão OIT, que está prevista em nossa legislação trabalhista como alternativa de interpretação dos exames radiológicos, tanto para exames admissionais e demissionais, quanto para acompanhamento periódico de trabalhadores expostos à poeira.

Em 2014 foi padronizado uma nova versão de laudo único para todos os serviços, assim o médico do trabalho poderá comparar de forma exata as modificações que ocorreram ao longo do tempo de exposição aos produtos com risco de desenvolver patologias pulmonares.

A qualidade do laudo de RX de Tórax OIT é igual em qualquer lugar do mundo

Como segue padrões de marcações internacionais exatas, não importa onde foi feito, será possível saber de forma segura o que modificou no exame do ano seguinte.

Abaixo mostro um laudo real de como o sistema da Telemedicina Morsch disponibiliza para o cliente o modelo sugerido para o acompanhamento de doenças pulmonares.

rx de torax oit

Modelo de laudo de rx de tórax padrão oit

A telemedicina tem melhorado a interpretação de exames de RX nesse padrão, porque, por meio dela, não é necessário que cada clínica tenha um radiologista.

Especialistas da Telemedicina Morsch que moram em qualquer lugar que tenha internet, por meio da plataforma de Telemedicina em nuvem, podem fazer uma interpretação precisa do exame e liberar o laudo médico em minutos.

É uma facilidade a mais para que empresas e trabalhadores recebem laudos médicos confiáveis, para garantir a saúde e o bem-estar dos colaboradores.

Com esse recurso tecnológico, todos saem ganhando, especialmente em cidades menores, onde muitas vezes faltam profissionais.

O que acha de espirometria complementar para acompanhar o colaborador?

Sim, precisamos lembrar que muitas alterações iniciais não vistas no RX de tórax, portanto, devemos nos aliar a espirometria como método complementar para uma triagem mais precisa e inicial das doenças do parênquima pulmonar.

A Telemedicina Morsch como parceira da Medicina do Trabalho

A espirometria é uma realidade nas principais clínicas de medicina do trabalho e a Telemedicina auxilia na interpretação dos exames e entrega os laudos médicos em minutos.

O cliente pode utilizar seu próprio aparelho ou contratar um espirômetro em comodato onde paga uma mensalidade e recebe 30 laudos mensais de cortesia.

Em resumo, acompanhar os colaboradores que estão expostos a doenças pulmonares em seu local de trabalho está cada vez mais fácil e com registro exato da sua evolução.

É possível utilizar tanto a Espirometria para diagnóstico inicial, quanto o Rx de Tórax padrão OIT para registrar anualmente sua evolução.

Avalie se o seu serviço está preparado para o futuro e fique á vontade para discutir sobre os exames que podem lhe ajudar em sua clínica.

Compartilhe nas redes, assine nosso blog!

Dr. José Aldair Morsch – Cardiologista – Especialista em Telemedicina

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia pela PUC-RS. Pós-graduação em Cardiologia Pediátrica pela PUC-RS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp