Como é feito uma Tomografia? Para que serve?

Por Dr. José Aldair Morsch, 19 de janeiro de 2016

O que é Tomografia Computadorizada?

A tomografia computadorizada é um exame cujo funcionamento é semelhante ao raio X onde são utilizados esses mesmos raios para obter imagens de partes internas do paciente (ossos, órgãos e outras estruturas), então, a máquina que executa a tomografia produz radiografias transversais, que são processadas por um computador.

tomografia para que serve

Após esse processamento, o resultado são imagens bem detalhadas da área que o médico especialista precisa avaliar.

Diferenças entre RX e Tomografia Computadorizada

O que é Tomografia Computadorizada?

A maior diferença (e vantagem) entre a tomografia computadorizada e o raio X é que aquela é mais precisa, por isso, é mais eficiente na detecção de lesões, fraturas ou tumores que ainda estejam muito pequenos.

Solicite um orçamento

Enquanto o Raios X, agora chamado de radiologia digital tira somente uma radiografia do local estudado, a tomografia gera 600 cortes para serem analisados.

Dessa forma, é mais fácil obter um diagnóstico precoce por meio da tomografia e, por consequência, conseguir melhores resultados com o tratamento.

História da Tomografia Computadorizada

Tomografia Computadorizada

O histórico da tomografia computadorizada confunde-se um pouco com o do raio X, porque partiu da mesma descoberta, ou seja, de que os raios poderiam servir para revelar imagens internas.

Os créditos são do físico alemão Wilhelm Conrad Rontgen. No início, o exame de raio X, bem mais simples, era a única alternativa de diagnóstico por imagem, mas felizmente, hoje existem outros exames mais exatos.

No entanto, a primeira máquina destinada a fazer a tomografia computadorizada foi construída apenas no ano de 1972, no “THORN EMI Central Research Laboratories”, na Inglaterra.

Os criadores, Allan Cormack (sul-africano) e Godfrey Newbold Hounsfield (britânico) conquistaram o Prêmio Nobel de Fisiologia.

A evolução do raio X (bem mais simples) para a tomografia computadorizada só foi possível graças ao trabalho empenhado dos pesquisadores e também aos avanços tecnológicos.

Para que serve uma Tomografia computadorizada?

Tomografia Computadorizada

Ao se deparar com o exame, lembramos de áreas de investigação clínica.

A utilidade de Tomografia computadorizada abrange 3 áreas do conhecimento como:

  1. Saúde, onde investiga uma infinidade de doenças dentro de várias especialidades médicas, odontológicas e veterinárias.
  2. Entomologia que a ciência que estuda os insetos. A Tomografia computadorizada 3D auxilia no estudo da metamorfose de várias categorias de insetos com imagens reconstruídas e coloridas perfeitas para acompanhar as fases.
  3. A Arqueologia e Paleontologia são beneficiadas com imagens em alta definição do interior de sarcófagos com múmias preparadas ou mesmo em situação de mumificação natural.

Mas então como é feito o exame de Tomografia Computadorizada?

Tomografia Computadorizada como é feito

Como o objetivo do artigo é trazer conteúdo relevante sobre Tomografia computadorizada na saúde, vamos ao paciente.

Basicamente o paciente é orientado para chegar na clínica ou hospital em jejum de 6 horas.

De acordo com a parte do corpo a ser examinada poderá ou não usar contraste iodado na veia.

Sempre é feito uma entrevista antes para saber de alergias, doenças prévias, cirurgias, marcapasso, pinos pelo corpo, medicamentos que usa.

Essas informações ajudarão o especialista a interpretar de maneira mais eficiente o exame.

Exame de Tomografia Computadorizada

No momento do exame é pedido para o paciente deitar na mesa que irá ser encaminhada para dentro do túnel que passa a radiação pela região estudada e forma as imagens no computador que serão posteriormente analisadas.

O exame dura em torno de 30 minutos e conforme o local em que é realizado poderá ter o resultado na forma de laudo médico no mesmo dia ou alguns dias depois.

A clínica que usa a telerradiologia consegue liberar os laudos para o paciente sempre no mesmo dia, isso porque os exames são enviados para uma plataforma em nuvem onde vários Radiologistas acessam e interpretam os exames em tempo real.

A comodidade de ter telemedicina na radiologia reduz os custos e traz mais qualidade no seu serviço. Pode aumentar o numero de exames, reduzir o tempo de entrega dos laudos e aumentar muito os lucros.

Por que a Tomografia computadorizada é tão importante?

Tomografia como funciona

  • É um dos procedimentos de imagens médicas mais realizados, por volta de 100 milhões de exames por ano só nos EUA e Inglaterra.
  • Corresponde a metade do preço quando comparado a uma Ressonância magnética.
  • O aparelho de TC está disponível mais facilmente em pequenas cidades.
  • A tecnologia com redução de radiação permitiu rápida expansão do exame.

Tipos de aparelhos de Tomografia computadorizada

Tomografia como funciona

Os tomógrafos sofreram evoluções constantes e hoje estão na sétima geração de máquinas de tomografia.

aparelhos de Tomografia

As gerações dos aparelhos de Tomografia.

A grande revolução ocorreu na transição do formato de captação helicoidal, para a tomografia computadorizada multislice.

Neste formato é possível realizar cortes em vários ângulos.

Os aparelhos mais modernos podem oferecer reconstruções  multiplanares, onde a imagem é apresentada de uma forma linear ou no formato de tomografia computadorizada 3D.

Tomografia computadorizada

Tomografia computadorizada 3D

O nível de definição de uma TC com contraste 3D é impressionante, como se estivéssemos literalmente dissecando um ser humano.

Tomografia computadorizada de tórax

Tomografia computadorizada de tórax

Outra alternativa disponível para hospitais são os aparelhos móveis para extremidades.

Aparelho de tomografia computadorizada móvel

Aparelho de tomografia computadorizada móvel

Não resta dúvida que se for realizar um exame de TC, o paciente ou mesmo seu médico devem escolher serviços de radiologia com aparelhos que ofereçam todos esses recursos.

A Tomografia computadorizada e os seus riscos

Tomografia riscos

Existem 2 riscos importantes para serem avaliados no momento de decidir realizar um exame de tomografia computadorizada:

  1. A Tomografia computadorizada com contraste é nefrotóxica e por utilizar iodo na sua constituição, pode dar alergia.
  2. Como usa raios X como fonte de radiação, expõe o paciente a altas doses e deve ser sempre revisado o protocolo utilizado para realizar o exame.

Aplicações da Tomografia computadorizada

Tomografia como funciona

As 12 principais aplicações clínicas da TC:

  1. Tomografia computadorizada de crânio para avaliar AVC (acidente vascular cerebral) e traumas.
  2. Angiotomografia de tórax para avaliar embolia pulmonar.
  3. Tomografia computadorizada de tórax na oncologia ou enfisema pulmonar, dpoc e pneumotórax.
  4. Avaliação de próteses nos diferentes locais do corpo.
  5. TC com contraste de tórax e mediastino para avaliar parênquima e placas.
  6. Avaliação de estruturas articulares em geral, como da pelve para cirurgia de acetábulo para a ortopedia.
  7. TC na odontologia do tipo cone beam para avaliar arcada dentária, mandíbula. Também muito utilizado na bucomaxilofacial.
  8. Na área cardiovascular, avalia placas de coronárias ou de carótidas com a técnica de reconstrução em 3D. Também avalia volumes cardíacos e válvulas cardíacas.
  9. Especialidades como neurologia, urologia também se beneficiam com imagens de alta definição de áreas do cérebro, medula, coluna, abdome.
  10. Na radioterapia, a tomografia computadorizada com contraste auxilia no planejamento 3D do local a ser irradiado em tratamentos do câncer.
  11. Na veterinária é possível utilizar a TC para a maioria dos animais.
  12. Entomologia ligada a insetos, arqueologia e paleontologia também se beneficiam com o aparelho de tomografia computadorizada.

A Telemedicina como ferramenta complementar na Radiologia

Tomografia interpretacao

E a tecnologia também tem contribuído com os exames de diagnóstico por imagem onde a telemedicina se une para atender serviços á distância sem Radiologistas a necessidade de estarem presentes no local onde o paciente realiza o exame.

Essa união foi tão bem sucedida que surgiu a especialidade chamada telerradiologia.

Um dos grandes pontos positivos da tomografia sobre o raio X é o fato de que ela permite que o corpo humano seja analisado em secções transversais, de modo que o médico que irá avaliar o resultado pode ter uma visualização muito mais nítida.

Já no raio X, todas as “camadas” do organismo ficam sobrepostas, o que pode comprometer a percepção.

Vantagens da Telemedicina

Tomografia como funciona

Com a telemedicina, é possível que profissionais avaliem os resultados das tomografias computadorizadas e descrevam os laudos médicos mesmo se estiverem em outra cidade, estado ou até país, tudo graças às tecnologias de telecomunicações usadas em favor da medicina.

Assim, muitas clínicas que possuem o aparelho para fazer a tomografia, mas não contam com os médicos para avaliar o resultado e dar o laudo (o que é comum em cidades pequenas, por exemplo), podem oferecer o exame aos pacientes e submetê-los a essa análise de um profissional externo.

Solicite um orçamentoA telemedicina é a prova de que a tecnologia pode melhorar a saúde e a qualidade de vida das pessoas.

Com os seus recursos, muita gente terá acesso a exames que antes não poderia fazer, pela falta de médicos especializados para fornecer um laudo preciso e indicar os passos do tratamento.

Além de encurtar distâncias entre médicos e pacientes, também é uma forma de reduzir custos, já que dispensa a necessidade de contratar um especialista.

Em resumo, a Tomografia já é considerada um exame rotineiro complementar ao Raios X e presente em quase todos os centros médicos de cidades com pelo menos 50 mil habitantes ou até menos.

É possível aprofundar a investigação para a maioria das doenças que não foram vistas no Raios X e trazer com isso mais segurança no tratamento para toda a comunidade envolvida.

A grande vantagem de usar a telerradiologia é não precisar gastar com uma equipe multidisciplinar na clínica, podendo aumentar o volume de exames e até fazer exames que a equipe normalmente não tem especialização.

É importante lembrar que na telemedicina existem especialistas para todas as regiões do corpo e isso traz mais clareza nas investigações e menos chance de não encontrar uma doença em sua fase inicial.

Gostou do artigo? Compartilhe com os amigos! Assine nosso blog para receber conteúdos semanais sempre atualizados.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia pela PUC-RS. Pós-graduação em Cardiologia Pediátrica pela PUC-RS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp