Telerradiologia: conheça os 7 benefícios dessa especialidade

Por Dr. José Aldair Morsch, 7 de setembro de 2017
o que é telerradiologia

A Telerradiologia já é uma realidade nos melhores centros médicos, públicos e privados do mundo.

Seria possível disponibilizar em locais remotos com a mesma qualidade?

A resposta é sim!

tudo sobre telerradiologia no brasil como funciona

Os avanços científicos e tecnológicos possibilitam a realização de diagnósticos e exames precisos, com atendimento médico a distância em qualquer lugar com acesso a internet. 

Solicite um orçamento

A Telemedicina garante assistência médica especializada a pacientes que estejam em localidades mais distantes dos principais centros médicos e hospitalares do país.

Ao atuar na interpretação de imagens como RX, tomografia, ressonância, a Telemedicina acaba levando o nome de telerradiologia.

Neste artigo abordo os benefícios ao utilizar essa especialidade.

A tecnologia e a Medicina em atendimento a distância

telerradiologia telemedicina

Os avanços científicos e tecnológicos possibilitam a realização de diagnósticos e exames precisos, com atendimento médico à distância.

A telemedicina garante assistência médica especializada a pacientes que estejam em localidades mais distantes dos principais centros médicos e hospitalares do país.

Para isso, basta que os serviços de saúde contratem prestadores de serviços de telemedicina – os quais disponibilizam equipamentos de alta performance tecnológica e total assistência no gerenciamento dos atendimentos.

Dessa forma, clínicas e hospitais conseguem oferecer consultas, exames e tratamentos de melhor qualidade, pois contam com equipamentos de ponta e profissionais altamente qualificados para complementar e auxiliar a equipe médica.

A Telerradiologia como uma especialidade dentro da Medicina

telerradiologia o que é

Neste contexto, a telerradiologia está cada vez mais presente em hospitais e clínicas que colocam a qualidade no atendimento em primeiro lugar.

A radiologia por si só já representou um grande avanço para a medicina diagnóstica, possibilitando a realização de imagens e, consequentemente, o tratamento de diversos problemas de saúde.

Posteriormente, surgiram outras modalidades de exames por imagem, como a ultrassonografia, a ressonância magnética e a tomografia computadorizada.

Com o desenvolvimento tecnológico, as imagens radiográficas passaram a ser feitas em formato digital, possibilitando o envio dos arquivos para plataformas de Telemedicina em nuvem e que os resultados sejam anexados aos prontuários eletrônicos dos pacientes.

Isto abriu espaço para o desenvolvimento de um serviço altamente especializado, que garante aos hospitais e clínicas acesso a laudos radiológicos feitos à distância: a teleradiologia.

O que é e como funciona a telerradiologia?

como funciona a telerradiologia

Telerradiologia é uma especialidade médica que interpreta exames de imagens a distância, como Rx digital, tomografia computadorizada, mamografia digital, ressonância magnética, usando a internet com um sistema de Telemedicina em nuvem.

É chamado de Telerradiologia porque tudo é feito a distância, com a mesma qualidade do serviço realizado no local em que foi realizado o exame.

Para oferecer o serviço de radiologia, hospitais e clínicas tinham que investir na aquisição ou locação dos equipamentos e contratar médicos radiologistas para fazer os laudos.  

A Telerradiologia permite que a unidade de saúde possa utilizar de sua tecnologia com diagnóstico de imagem à distância, que oferece o serviço de envio de imagens e laudos assinados pelos melhores médicos radiologistas do país.

Com isso, o hospital e a clínica poderão entregar os resultados dentro dos prazos informados a sua equipe médica e aos pacientes. Tudo é muito rápido.

É um procedimento absolutamente seguro, pois todas as informações, transmitidas pela internet, aos médicos radiologistas, são criptografadas e protegidas.

O uso do sistema PACS (Picture Archiving and Communication System) possibilitou um grande avanço para os serviços de radiologia digital, com a elaboração de laudos à distância.  

A telerradiologia é a solução para centros médicos localizados em regiões com déficit de radiologistas para atender a demanda de pacientes e também funciona como uma segunda opinião médica, complementando o diagnóstico feito pelo profissional do hospital ou clínica.

O atendimento de qualidade gera satisfação aos pacientes, o que é extremamente importante para a expansão do negócio.

Confira os 7 Benefícios da telerradiologia

benefícios da telerradiologia

1. Diagnóstico à distância

A telerradiologia possibilita que o diagnóstico seja feito a distância.

Ao receber as imagens no sistema de Telemedicina, o médico radiologista analisa, elabora o laudo e reenvia o resultado ao hospital ou clínica solicitante.

2. Supre a falta de Radiologistas

Se a instituição médica estiver com dificuldade para contratar um radiologista ou se existir uma sobrecarga de laudos médicos a serem feitos, a telerradiologia é a solução, pois este tipo de serviço garante atendimento 24 horas, todos os dias da semana.

3. Agilidade no atendimento

Com a telerradiologia não existe morosidade no atendimento aos pacientes, problema comum em hospitais e clínicas que sofrem com a falta de radiologistas, excesso de exames e demora na manutenção e ou troca de equipamentos danificados. O suporte é sempre imediato.

4. Os laudos são liberados em minutos

A telerradiologia garante o pronto atendimento no envio das imagens á partir da máquina que realiza o exame e em seguida a recepção dos laudos me minutos.

Dessa forma, o médico responsável pelo atendimento ao paciente poderá concluir o diagnóstico com mais rapidez.

Quanto mais rápido o médico conseguir os resultados dos exames, mais cedo o paciente iniciará o tratamento.

Nos casos de urgência, cada segundo é importante para a vida do paciente.

Esta é a vantagem da telerradiologia, pois a equipe de atendimento está de prontidão 24 horas, em qualquer dia da semana, e tudo é feito através da internet.

Se o computador falhar, ainda é possível usar dispositivos móveis para ter acesso aos laudos médicos.

5. Qualidade dos laudos

 O serviço de telerradiologia conta com uma rede de médicos radiologistas com especialidades em diversas áreas, tais como Radiologia na neurologia, na ortopedia, na cardiovascular entre outros, o que garante agilidade no atendimento e qualidade na elaboração de laudos.

O hospital e a clínica contarão com suporte técnico e uma equipe de especialistas concentrada no diagnóstico de imagens e laudos otimizados.

Tudo em tempo real, a qualquer hora do dia ou da noite.

A qualidade na emissão dos laudos agiliza todos os processos de atendimento ao paciente.

6. Custo menor

 Ao contratar o serviço de telerradiologia, o hospital e a clínica conseguem reduzir custos operacionais.

Isto porque não é necessário manter uma estrutura completa na unidade de atendimento, pois a empresa de telerradiologia é que fará o diagnóstico e laudo das imagens recebidas através da internet.

É possível reduzir as despesas com a folha de pagamento e encargos sociais, gastos com a impressão de chapas realizadas por equipamentos de radiologia analógica, entre outros custos.

A tecnologia PACS aplicada à telerradiologia proporciona mais economia aos hospitais e clínicas, com garantia de qualidade no serviço.

O custo-benefício a telerradiologia é compensador porque permite a melhoria contínua do atendimento ao paciente.  

7. Operação segura

A telerradiologia é um serviço seguro.

A operação, realizada pela internet, é protegia pela criptografia de dados e outros sistemas de segurança para garantir o sigilo dos dados dos pacientes.

A transmissão dos dados é instantânea e, em pouco, tempo, os resultados serão disponibilizados ao cliente.

Os exames ficam armazenados em nuvem e podem ser acessados, a qualquer momento, por computadores e dispositivos móveis utilizados pelo médico como tablet e smartphone.

A Telerradiologia é uma solução inovadora e inteligente para hospitais e clínicas que buscam otimizar seus processos e melhorar o atendimento aos pacientes.

Diferença entre radiologia convencional e Telerradiologia

telerradiologia

Radiologia convencional

  1. Os radiologistas estão presentes na clínica ou setor de radiologia de um hospital
  2. Trabalham por conta própria ou contratados por um tempo específico.
  3. Os radiologistas fazem regime de plantão noturno e de finais de semana.
  4. Os exames são feitos de acordo com a especialização do radiologista, com suas limitações.
  5. O tempo de liberação dos laudos médicos vai depender da demanda de serviço na semana.

Na Telerradiologia

  1. Não existe a necessidade do radiologista presencial no serviço que é realizado o exame.
  2. Não há contrato de trabalho
  3. Não há um tempo definido de trabalho por dia, visto que funciona 24/7/365 dias no ano.
  4. Pode ser realizado qualquer exame de qualquer especialidade, o que restringe é a capacidade o aparelho de radiologia usado.
  5. Não há regime de plantão.
  6. Os pagamentos são feitos pelos exames laudados e não por tempo de trabalho do radiologista.

Regulamentação da Telerradiologia

telerradiologia conceito

A  resolução 2.107/14 do Conselho Federal de Medicina define os seguintes pontos a serem respeitados:

Dados clínicos

A transmissão dos exames por telerradiologia deverá ser acompanhada dos dados clínicos necessários do paciente, colhidos pelo médico solicitante, para a elaboração do relatório.

Autorização do paciente

O paciente deverá autorizar a transmissão das suas imagens e dados por meio de consentimento informado, livre e esclarecido.

Especialista local e a distância

A responsabilidade pela transmissão de exames e relatórios a distância será assumida obrigatoriamente por médico especialista em Radiologia e Diagnóstico por Imagem e com o respectivo registro no CRM.

Áreas de atuação delimitadas I

Portadores de Certificados de Atuação em Mamografia e Densitometria óssea só poderão assumir a responsabilidade pela transmissão de exames e emitir relatório na respectiva área.

Áreas de atuação delimitadas II

Para atividades específicas e únicas em medicina nuclear, o responsável deverá ser médico portador de título de especialista em Medicina Nuclear, devidamente registrado no Conselho Regional de Medicina e autorizado pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).

Áreas de atuação delimitadas III

Para os casos de exames de imagem híbridos (radiologia e medicina nuclear), o laudo deve ser emitido por especialistas das duas áreas.

Limites para a prática a distância I

É vedada a utilização de telerradiologia para procedimentos intervencionistas em radiologia e diagnóstico por imagem e exames ultrassonográficos.

Limites para a prática a distância II

 Em caso de radiologia geral não contrastada[por exemplo, radiografias de  tórax, extremidades, colunas, crânio,  e outros], inclusive mamografia e, em caso de emergência, quando não existir médico especialista no estabelecimento de saúde, o médico responsável pelo paciente poderá solicitar ao médico especialista  o devido suporte diagnóstico a distância.

Especialista exigido

Deve haver obrigatoriamente um médico especialista local nos serviços nos quais são realizados exames de radiologia  especializada ou contrastada, e também naqueles onde são realizados exames de tomografia computadorizada, ressonância magnética e medicina nuclear.

Responsabilidade partilhada

A responsabilidade profissional do atendimento cabe ao médico especialista assistente do paciente que realizou o exame. O médico especialista que emitiu o relatório a distância é solidário nesta responsabilidade.

Sede em território brasileiro

As pessoas jurídicas que prestarem serviços em Telerradiologia deverão ter sede em território brasileiro e estar inscritas no CRM de sua jurisdição.

No caso do prestador ser pessoa física, este deverá ser médico portador de título de especialista (Radiologia e Diagnóstico por Imagem) ou certificado de área de atuação (Mamografia ou Densitometria óssea, ressalvados os limites impostos na resolução).

Normas operacionais

A Resolução traz um anexo com as normas operacionais e requisitos mínimos para a transmissão e manuseio dos exames e laudos radiológicos

Compressão e transmissão das imagens

 Os protocolos de comunicação, formato dos arquivos e algoritmos de compressão deverão estar de acordo com o padrão atual DICOM e HL7.

A avaliação da taxa de compressão é de responsabilidade do médico radiologista com registro no CRM.

Visualização e processamento das imagens

É de responsabilidade do médico especialista em Radiologia e Diagnóstico por Imagem (ou com certificado em Mamografia ou Densitometria óssea) garantir as características técnicas das estações remotas de trabalho, monitores e condições ergonômicas que não comprometam o diagnóstico.

Segurança e privacidade

Os sistemas informatizados utilizados para transmissão e manuseio dos dados clínicos, dos laudos radiológicos, bem como para compartilhamento de imagens e informações, devem obedecer às normativas do CFM.

Especificamente para telerradiologia, os sistemas devem atender aos requisitos obrigatórios do “Nível de Garantia de Segurança 2 (NGS2)”, estabelecida no Manual de Certificação para Sistemas de Registro Eletrônico em Saúde vigente, editado pelo CFM e Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS).

Onde encontrar um serviço completo de telerradiologia?

serviço de telerradiologia

A Telemedicina Morsch é uma empresa reconhecida no mercado nacional pela inovação e qualidade dos serviços de diagnóstico de imagem e elaboração de laudos médicos a distância, entre os quais a Telerradiologia.

A empresa oferece o suporte técnico necessário para o envio de imagens e elaboração de  tipos de 7 tipos de laudos radiológicos:

  1. Radiografia digital.
  2. Mamografia digital.
  3. Tomografia computadorizada.
  4. Ressonância nuclear magnética.
  5. Angiotomografia geral.
  6. Angiotomografia cardiovascular.
  7. Densitometria óssea.

O hospital e a clínica podem contratar o serviço completo, envio de imagens através do sistema PACS e a emissão de laudos médicos.

Em resumo, a Telerradiologia como especialidade médica leva o radiologista de forma virtual até zonas remotas onde jamais esse profissional iria trabalhar.

Hospitais e clínicas podem montar um serviço de radiologia e realizar os mesmos exames que são feitos em grandes cidades.

Os registros são enviados para uma central de Telemedicina onde os especialistas logados na plataforma de Telemedicina irão acessar o PACS das imagens em DICOM e após a interpretação, emitirão os laudos médicos online com assinatura digital.

A Telerradiologia veio para reduzir o incômodo de se deslocar para grandes centros com ambulâncias e esperar por dias o resultado de um exame de imagem como uma ressonância magnética.

Vale lembrar que ainda assim, em muitos serviços de grandes capitais, um laudo de tomografia computadorizada ou ressonância magnética pode levar uma semana para ficar pronto.

Essa demora custa vidas e isso pode ser otimizado e evitado muitas mortes na espera de um exame.

Compartilhe com seus amigos nas redes sociais!

Assine nosso blog e recebe conteúdo semanal no seu e-mail!

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia pela PUC-RS. Pós-graduação em Cardiologia Pediátrica pela PUC-RS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp