Telerradiologia: o que é, como funciona e benefícios

Por Dr. José Aldair Morsch, 20 de setembro de 2019
Telerradiologia: o que é, como funciona e benefícios

Telerradiologia é a especialidade que permite e avaliação remota de testes de diagnóstico por imagem, gerando laudos digitais.

Como braço da telemedicina, essa disciplina vem crescendo nas últimas décadas, alcançando unidades de saúde no Brasil e no mundo e ganhando relevância por romper barreiras geográficas.

Além disso, investir nessa área pode aumentar a produtividade, agilidade e reduzir as despesas na sua clínica, hospital ou consultório, como explico ao longo deste artigo.

Acompanhando até o final, você vai ficar bem informado sobre os conceitos, normas e vantagens da telerradiologia para o seu serviço.

Boa leitura!

Solicite um orçamento

Telerradiologia: o que é?

telerradiologia o que e

O que é telerradiologia?

Na Resolução 2.107/2014, o Conselho Federal de Medicina (CFM) define a telerradiologia como:

“O exercício da Medicina, onde o fator crítico é a distância, utilizando as tecnologias de informação e de comunicação para o envio de dados e imagens radiológicas com o propósito de emissão de relatório, como suporte às atividades desenvolvidas localmente.”

Em outras palavras, a telemedicina radiológica serve para compartilhar informações nesse campo, inclusive registros de exames, viabilizando a emissão de laudos médicos a distância.

Esse compartilhamento de dados obedece a uma série de regras e padrões, os quais visam garantir que médicos radiologistas recebam imagens de qualidade, apoiando a entrega de resultados confiáveis e diagnósticos assertivos.

Em geral, as imagens devem ser salvas no formato DICOM (Digital Imaging Communications in Medicine) e transmitidas por um sistema PACS (Picture Archiving and Comunication System).

Seguindo as normas atuais, a telerradiologia também protege as informações médicas, preservando seu sigilo.

Essa especialidade compreende os exames de diagnóstico por imagem das seguintes subáreas:

Como funciona a telerradiologia?

Como funciona a telerradiologia?

Como funciona a telerradiologia?

A telerradiologia funciona a partir da combinação entre equipamento com tecnologia digital, plataforma de telemedicina e um técnico em radiologia treinado para conduzir exames simples.

Conforme determina o CFM, testes simples, como um raio X do joelho ou uma mamografia digital, podem ser realizados pelo técnico, desde que esteja devidamente capacitado.

Durante o exame, o aparelho digital capta sinais que envia a um computador com software específico, que os converte em pixels – os menores pontos em uma imagem digital.

Alguns equipamentos modernos permitem uma configuração feita remotamente que, após concluída, envia as imagens em formato DICOM para a plataforma de telemedicina de modo automático.

Mas, mesmo quando o aparelho não possui essa possibilidade, o próprio técnico que conduziu o exame pode compartilhar os registros, acessando o portal a partir de qualquer dispositivo conectado à internet, mediante login e senha.

Em seguida, radiologistas logados no sistema visualizam, avaliam e interpretam as imagens, anotando os achados do exame e conclusões no laudo médico online.

Esse documento é assinado digitalmente e liberado na plataforma em até 30 minutos depois que o técnico insere as imagens do exame no portal.

O laudo remoto fica, então, disponível para ser salvo, impresso ou transmitido para o médico que solicitou o exame.

Diferença entre a telerradiologia e radiologia convencional

Diferença entre a telerradiologia e radiologia convencional

Diferença entre a telerradiologia e radiologia convencional

A principal diferença entre elas está na forma de emissão do laudo médico.

Enquanto os serviços de radiologia convencional precisam manter especialistas para interpretar exames localmente, a telerradiologia delega os laudos a radiologistas que não se encontram na clínica onde o exame foi realizado.

Como expliquei antes, basta manter técnicos em radiologia capacitados para conduzir os testes e deixar os resultados sob a responsabilidade dos especialistas da empresa de telemedicina.

Assim, não é preciso manter uma equipe de radiologistas para cobrir todo o horário de funcionamento da sua clínica ou hospital.

Optar pela telerradiologia faz a diferença, especialmente, no tempo de espera pelo laudo médico.

Isso porque os radiologistas locais costumam ter diversas tarefas e responsabilidades ao longo do dia. Já os profissionais de telemedicina ficam dedicados apenas à interpretação dos testes.

Ou seja, contar com o suporte da telemedicina radiológica possibilita a entrega do laudo no mesmo dia do exame, acabando com as filas de espera e atrasos no atendimento.

-> Solicitar orçamento de laudo a distância em telerradiologia

A Telerradiologia como uma especialidade dentro da Medicina

A Telerradiologia como uma especialidade dentro da Medicina

A Telerradiologia como uma especialidade dentro da Medicina

A telerradiologia está cada vez mais presente em hospitais e clínicas que colocam a qualidade do atendimento em primeiro lugar.

A radiografia já representou um grande avanço para a medicina diagnóstica, possibilitando a captação de imagens e, consequentemente, o tratamento de diversos problemas de saúde de maneira não invasiva.

Posteriormente, surgiram outras modalidades de exames por imagem, como a ultrassonografia, a ressonância magnética e a tomografia computadorizada.

Com o desenvolvimento tecnológico, as imagens radiográficas passaram a ser feitas em formato digital, possibilitando o envio dos arquivos para plataformas de telemedicina e a inserção automática dos laudos aos prontuários eletrônicos dos pacientes (PEP).

Isso abriu espaço para o desenvolvimento de um serviço altamente especializado, que garante aos hospitais e clínicas acesso a laudos radiológicos feitos à distância: a telerradiologia.

Confira os 7 benefícios da telerradiologia

benefícios da telerradiologia

Confira os 7 benefícios da telerradiologia

Agora que você já conhece as aplicações e diferenças entre a telemedicina radiológica e a radiologia convencional, veja as principais vantagens de apostar na telerradiologia.

1. Diagnóstico à distância

A telerradiologia possibilita que o diagnóstico seja feito a distância.

Ao receber as imagens no sistema de telemedicina, o médico radiologista analisa, elabora o laudo e envia o resultado ao hospital ou clínica solicitante.

2. Supre a falta de radiologistas

Se a instituição médica estiver com dificuldades para contratar um radiologista, ou se existir uma sobrecarga de laudos médicos a serem feitos, a telerradiologia é a solução, pois esse tipo de serviço garante atendimento 24 horas, todos os dias da semana.

3. Agilidade no atendimento

A telerradiologia acaba com as filas de espera por atendimento, problema comum em hospitais e clínicas que sofrem com a falta de radiologistas, excesso de exames e demora na manutenção e ou troca de equipamentos danificados.

4. Os laudos são liberados em minutos

A telerradiologia garante o pronto atendimento a partir do envio das imagens, que são interpretadas por radiologistas qualificados.

Dessa forma, o médico responsável pelo atendimento ao paciente poderá concluir o diagnóstico com mais rapidez, liberando o laudo em minutos.

Quanto mais rápido o médico obtiver os resultados dos exames, mais cedo o paciente iniciará o tratamento, o que melhora o seu prognóstico.

Nos casos de urgência, isso é ainda mais importante, pois segundos podem fazer a diferença entre a vida e a morte do paciente.

Essa é uma grande vantagem da telerradiologia, pois a equipe de atendimento está de prontidão 24 horas, em qualquer dia da semana, e tudo é feito através da internet.

Se o computador falhar, ainda é possível usar dispositivos móveis para ter acesso aos laudos médicos.

5. Qualidade dos laudos

O serviço de telerradiologia conta com uma rede de médicos radiologistas com especialidades em diversas áreas, tais como radiologia na neurologia, na ortopedia, cardiovascular entre outras.

Esse fator garante agilidade no atendimento e qualidade na elaboração dos laudos.

O hospital e a clínica contam, então, com suporte técnico e uma equipe de especialistas dedicada à interpretação dos exames e produção de laudos otimizados.

6. Custo menor

Ao contratar o serviço de telerradiologia, o hospital e a clínica conseguem reduzir custos operacionais.

Isso porque não é necessário manter uma estrutura completa na unidade de atendimento, pois a empresa de telerradiologia é que fará a avaliação e laudo a partir das imagens recebidas através da internet.

Assim, é possível diminuir as despesas com a folha de pagamento e encargos sociais, gastos com a impressão de chapas realizadas por equipamentos de radiologia analógica, entre outros custos.

A tecnologia PACS aplicada à telerradiologia proporciona mais economia aos hospitais e clínicas, com garantia de qualidade no serviço.

O custo-benefício a telerradiologia é compensador, porque permite a melhoria contínua do atendimento ao paciente.

7. Operação segura

A telerradiologia é um serviço seguro.

A operação, realizada pela internet, é protegida pela criptografia de dados e outros sistemas de segurança para garantir o sigilo dos dados dos pacientes.

A transmissão das informações é instantânea e, em pouco, tempo, os resultados são disponibilizados ao cliente.

Os exames ficam armazenados em nuvem e podem ser acessados, a qualquer momento, por computadores e dispositivos móveis utilizados pelo médico, como tablet e smartphone.

Regulamentação da telerradiologia no Brasil

Regulamentação da telerradiologia no Brasil

Regulamentação da telerradiologia no Brasil

Conforme descreve este artigo, assinado por pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo, desde os anos 2000, a telerradiologia é uma das especialidades da telemedicina mais popularmente aplicadas.

Um dos motivos para isso é que a interpretação de exames sem a presença do paciente já era constante entre os médicos radiologistas, mesmo antes do surgimento dessa disciplina.

Esses especialistas sempre foram habituados a trabalhar observando e examinando imagens para fins diagnósticos.

Portanto, a telerradiologia é utilizada há décadas por estabelecimentos de saúde brasileiros, o que impulsionou sua modernização e chamou a atenção das principais entidades médicas.

Desse modo, foi natural o movimento para que o setor fosse regulamentado, culminando na aprovação, em 2009, da Resolução CFM 1890, que foi a primeira legislação a definir e normatizar a telerradiologia no país.

Cinco anos depois, o documento foi substituído pela Resolução CFM 2.107/2014, ainda em vigor, e que atualmente é a norma mais importante nessa área.

O texto afirma que os serviços prestados em telemedicina radiológica devem contar a infraestrutura tecnológica adequada e seguir as determinações do CFM quanto à guarda, manuseio, transmissão de dados, confidencialidade, privacidade e garantia do sigilo profissional.

Por integrar a telemedicina, a telerradiologia também é regida pela Resolução CFM 1.643/2002, que define e regula essa área.

Por que contratar uma empresa de telerradiologia para sua clínica?

Por que contratar uma empresa de telerradiologia para sua clínica?

Por que contratar uma empresa de telerradiologia para sua clínica?

Contar com uma parceira de telemedicina radiológica permite que sua equipe tenha uma experiência completa, com laudos a distância e serviços agregados.

Quando houver dúvidas sobre os resultados dos exames, os profissionais de saúde podem pedir uma segunda opinião qualificada, rapidamente e sem burocracia.

Clientes da Morsch têm, ainda, suporte remoto para configurar o PACS e enviar os registros de exames automaticamente para a plataforma de telemedicina.

É seguro o laudo a distância pela telerradiologia?

Sim, é seguro.

O laudo emitido remotamente tem o mesmo efeito do tradicional, pois segue as mesmas regras para emissão.

Isso significa que ambos os documentos são considerados como um ato médico. Ou seja, somente médicos podem se responsabilizar por eles, inserindo seus dados (carimbo) e assinatura.

Para garantir a autenticidade do laudo online, ele só é válido quando recebe a assinatura digital do radiologista que o produziu.

Além disso, o processo de emissão do laudo remoto obedece às regras do CFM e da SBIS (Sociedade Brasileira de Informática em Saúde), sendo todo realizado por intermédio do portal de telemedicina.

O sistema precisa ser registrado e aprovado pelas autoridades de saúde, contando com mecanismos de segurança como senhas e criptografia para preservar o sigilo das informações.

A telerradiologia como solução para clínicas e hospitais

A telerradiologia como solução para clínicas e hospitais

A telerradiologia como solução para clínicas e hospitais

Falei, nos tópicos anteriores, sobre os benefícios de apostar na telerradiologia, como a cobertura das ausências do radiologista e redução no valor pago por laudo médico.

Mas não é só isso.

Quando prestado por uma empresa de telemedicina bem estruturada, o serviço vai além da emissão de laudos com agilidade e confiabilidade.

Clientes da Morsch, por exemplo, contam com uma plataforma integrada, o que facilita a ampliação do portfólio e expansão do negócio.

Uma clínica que começou realizando apenas exames de raio X e mamografia, por exemplo, pode adicionar a tomografia a custos atrativos, delegando os laudos para os radiologistas da parceira de telemedicina.

A clínica ou hospital pode até incluir novas especialidades no seu escopo de atuação e solicitar laudos a distância no próprio sistema, com apenas alguns cliques.

Por isso, a telerradiologia é uma escolha inteligente para empreendedores que buscam pelo crescimento da sua unidade de saúde nos próximos meses ou anos.

Sobre a Telemedicina Morsch

Sobre a Telemedicina Morsch

Atuante no campo da telemedicina desde 2001, a Morsch oferece amplo suporte na otimização da entrega de resultados de testes radiológicos, segunda opinião e suporte remoto.

Ofertados através de uma plataforma completa, os serviços ficam disponíveis 24 horas por dia, inclusive durante feriados e finais de semana, garantindo o atendimento e entrega de laudos em minutos.

Em poucos cliques, o cliente solicita laudos com segurança para exames como:

  • Radiologia geral
  • Raio X de tórax padrão OIT
  • Mamografia digital
  • Densitometria óssea
  • Tomografia computadorizada
  • Ressonância nuclear magnética.

Além dos procedimentos em telerradiologia, a Morsch contempla testes de diagnóstico em telecardiologia, teleneurologia e telepneumologia.

Conclusão

Neste artigo, apresentei as aplicações, abrangência e benefícios da telerradiologia para clínicas, hospitais e consultórios de todos os portes.

Ficou evidente como esse braço da telemedicina ajuda a enxugar despesas e melhorar o atendimento, resultando em pacientes mais satisfeitos.

Deixe que a Morsch auxilie você na modernização do seu serviço radiológico.

Entre em contato para saber mais, ou, se preferir, teste grátis nossa plataforma.

Se este artigo foi útil para você, compartilhe.

Deixe um comentário abaixo.

Referências Bibliográficas

Telemedicina: uma visão geral do estado da arte – Keylla Sá Urtiga, Luiz A. C.Louzada e Carmen Lúcia B. Costa.

Resolução CFM Nº 2.107/14 – Define e normatiza a Telerradiologia – Conselho Federal de Medicina.

Resolução CFM Nº 1.643/2002 – Define e disciplina a prestação de serviços através da Telemedicina.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp