Saiba como funciona a relação entre a Telemedicina e laudo a distância

Por Dr. José Aldair Morsch, 31 de outubro de 2019
Telemedicina e laudo a distância: saiba como funciona

A Telemedicina e laudo a distância levam o especialista para interpretação de exames de forma virtual para qualquer região do planeta que usa internet.

Veja que eles já fazem parte de nossas vidas, trazendo qualidade de vida, saúde e atendimento médico em regiões distantes, nas quais o especialista ou até mesmo um Clínico Geral não estão presentes para atender a população em geral.

Ou seja, cidades esquecidas e regiões pobres sem investimento público poderão receber essa especialidade.

Logo, este artigo é completo, falando tudo sobre a telemedicina e laudo a distância. Com certeza, você terá vários esclarecimentos sobre o assunto.

Resumo sobre Telemedicina

Infográfico mostra de forma resumida como funciona a Telemedicina e o telediagnóstico

 

Conceito de Telemedicina e laudo a distância

A telemedicina, especialidade da “Telessaúde”, “E-saúde” ou “cuidados de saúde virtual”, melhora a saúde dos pacientes com interação bidirecional, comunicação interativa em tempo real entre paciente e médico ou profissionais da saúde em locais distantes, através do uso de computador e internet.

O que diz a legislação sobre Telemedicina e laudo a distância?

Em primeiro lugar, a Telemedicina com laudo à distância foi devidamente regulamentada pela Portaria MS nº 2.546, promovida em 2011 pelo Ministério da Saúde.

Assim, com a medida, receberam permissão para uso os telediagnósticos pelo SUS.

Já a ampliação do tema, que permitiu que empresas prestassem laudos de telerradiologia, se garantiu pela resolução nº 2.107, aprovada pelo CMF em 2014.

Em 2015, criou-se o Programa Nacional de Telessaúde Brasil Redes através da Nota Técnica 50 do Ministério da Saúde.

No instrumento, se definiu diversos critérios e diretrizes, como a obrigação de que a definição diagnóstica seja feita com base em parâmetros clínicos e epidemiológicos, de acordo com os indicadores de avaliação vigentes.

Com todos os pontos até aqui, podemos perceber que a Telemedicina com laudo à distância já existe há alguns anos no Brasil.

Porém, foi só em março de 2020 que ela ganhou autorização junto das teleorientações.

Isso porque, com a Portaria nº 467, os atendimentos à distância receberam permissão durante a pandemia da COVID-19.

Enquanto isso, a a regulamentação dos equipamentos de Telemedicina com laudo à distância conta com legislações específicas do CFM e da Anvisa.

Como funciona?

Estamos falando de uma comunicação eletrônica, utilizando uma plataforma em nuvem de telemedicina, um computador ou smartphone obviamente para acessar a plataforma e aparelhos médicos como eletrocardiograma para realizar os exames e enviar os arquivos usando a internet.

Dessa forma, os médicos especialistas estão logados na plataforma e interpretam os exames em tempo real para liberar o laudo a distância em minutos para as clínicas que fizeram os exames.

Isso acontece muito rápido, igual enviar um e-mail e instantaneamente receber outro na sua caixa de entrada.

Além disso, a Telemedicina tem várias definições e formatos, e deve se entender como uma ferramenta de trabalho que vai desde interpretar exames médicos até teleconsulta usando videoconferência, passando pelo ensino a distância e monitorização de pacientes crônicos.

Com sistemas em nuvem, utilizando a Telemedicina e laudo a distância, um clínico se comunica com um paciente ou com um especialista que ele necessita para uma segunda opinião de forma rápida, segura e protegida.

Na figura abaixo, é possível observar uma enfermeira com uma câmera de alta resolução captando imagens de doença de pele e transmitindo para a central de Telemedicina. É a teledermatologia auxiliando no diagnóstico de câncer de pele.

A aliança entre Telemedicina e laudo a distância

Como você pode perceber no exemplo mencionado e em tudo o que expliquei até aqui, o principal mérito da telemedicina é tornar o acesso à saúde mais fácil e acessível para os pacientes, além de amplo e assertivo para os especialistas.

Inclusive, quando se usa Telemedicina e laudo à distância em conjunto com as teleconsultas, suas possibilidades podem ir muito além das abordadas.

Nessa modalidade, não existe mais a necessidade de deslocamentos para clínicas ou hospitais para segundas consultas, por exemplo.

Assim, basta que o paciente receba seu exame online, encaminhe para o médico na central de Telemedicina e receba todas as orientações necessárias sem nem precisar sair de casa!

Por que usar a Telemedicina e laudo a distância?

Os 10 benefícios oferecidos pela Telemedicina e laudo a distância:

  1. Por ser bidirecional, a Telemedicina e laudo a distância são interativos e em tempo real.
  2. A Telemedicina é útil em áreas de isolamento, onde a escassez de profissionais de saúde levou a falta de acessibilidade tanto a cuidados básicos quanto especiais, evitando inclusive o fechamento de hospitais por falta de profissionais atuantes.
  3. Através da Telemedicina, os pacientes podem ter acesso aos cuidados de saúde mais rápido, incluindo o laudo a distância na telemedicina;
  4. Redução nas reinternações com monitorização domiciliar remota;
  5. Maior fidelidade no tratamento prescrito após a alta hospitalar
  6. Recuperação mais rápida do que a de pacientes que não receberam atenção remota, pois até os horários dos medicamentos se acompanha de perto;
  7. A Telemedicina e laudo a distância permite que os hospitais criem redes com estações conectadas e interligadas que fornecem aos profissionais o acesso completo ao prontuário eletrônico onde estiver;
  8. Por terem seus conhecimentos compartilhados  para fora de suas próprias instituições com maior facilidade, os médicos podem oferecer um valor incrível para os seus colegas e os pacientes deles;
  9. Tecnologia médica remota é uma maneira cada vez mais eficaz para oferecer medicina preventiva e gerenciar as doenças crônicas dos pacientes.
  10. Quando os pacientes têm os resultados de seus exames, não precisam se deslocar para realizar a entrega e receber as orientações dos médicos. Tudo é feito via teleconsulta;
  11. Pessoas com doenças crônicas, idosos, gestantes, entre outros com limitações têm especial benefício, já que não precisam se deslocar e contam com acompanhamento contínuo;
  12. A obtenção dos resultados é muito mais ágil e o armazenamento é mais sólido. Os dados têm a proteção de ferramentas de segurança, de acordo com as exigências da área.

Qual a formação necessária em Telemedicina e laudo a distância?

Especialistas em Telemedicina, médicos, paramédicos, profissionais em TI

Engana-se quem pensa que precisa ser médico para manusear os equipamentos de Telemedicina.

Isso porque os treinamentos são direcionados para os técnicos em enfermagem e enfermeiros – também chamados de paramédicos – que fazem os exames e enviam para os médicos através da plataforma de Telemedicina.

Nesta figura abaixo, é possível ver um paramédico realizando um exame de audiometria em uma criança – com transmissão dos dados para a central de Telemedicina onde o especialista acompanha em tempo real.

Nos serviços de Telessaúde existe uma clara hierarquia que funciona em simbiose, ou seja, um setor depende do outro.

O tripé do laudo a distancia e telemedicina se compõe de:

  1. Médico que fez sua faculdade, sua especialização;
  2. Técnico em enfermagem que fez curso para auxiliar os enfermeiros e médicos nos ambulatórios e hospitais; e
  3. Responsável pela parte da tecnologia da informação que desenvolve a área de atuação entre médico, técnicos e pacientes.

O desafio em manusear os aparelhos médicos

Utilizar a tecnologia da informação para disponibilizar o laudo a distância na telemedicina implica em uma mudança completa no formato de atendimento do paciente, com cuidados desde a realização do cadastro no sistema de telemedicina, proteção de dados segundo a LGPD e disponibilização dos laudos dos exames de forma virtual.

Sendo assim, é necessário ter sempre à disposição um time de suporte e equipes com programas de educação a distância para fazer treinamentos regulares e ajustes urgentes para os clientes que tiveram problemas com seu pessoal de apoio.

Esse formato de trabalho faz com que se libere o laudo a distância em questão de minutos, no momento que um médico necessita do resultado de um exame.

Quais são os benefícios da Telemedicina e laudo a distância?

A partir de todos os aspectos mencionados até aqui, é fácil perceber como a Telemedicina com laudo à distância pode ser vantajosa, tanto para médicos, quanto para pacientes.

Dessa forma, entre seus benefícios mais marcantes, destacam-se:

  • Agilidade na entrega de laudos, já que existem especialistas totalmente dedicados à sua elaboração, que encaminham tudo o quanto antes aos pacientes;
  • Qualidade na avaliação de exames, uma vez que os médicos responsáveis são devidamente qualificados, experientes e voltados apenas a essa função;
  • Redução de custos operacionais, pois a clínica ou hospital não precisa estruturar suas operações para a emissão dos laudos. Basta enviar os dados e receber a documentação pronta;
  • Diagnósticos precisos e confiáveis, com a qualidade, precisão e rigor próprios dos exames comuns, mas com mais praticidade e apoio amplo de especialistas;
  • Armazenamento fácil e seguro, feito totalmente via web e resguardado por sólidos protocolos de proteção;
  • Integração com prontuário eletrônico, para que os dados dos pacientes fiquem unificados e forneçam melhores insumos para atendimentos futuros;
  • Melhora no atendimento ao paciente, já que todos os pontos mencionados até aqui refletem em mais praticidade, agilidade, acessibilidade e excelência para os indivíduos em atendimento!

A Telemedicina oferece suporte permanente

Presenciais quando solicitadas ou mesmo com cursos a distância – todos voltados para técnicos em enfermagem, enfermeiros e, até mesmo, para médicos clínicos.

Devemos lembrar que ocorre muita rotatividade no serviço de apoio ao paciente e que pela distância é obrigatório disponibilizar suporte permanente.

Isso pode ser feito com cursos de reciclagem que ajudam os membros da equipe a manterem os seus conhecimentos.

Ou, ainda, através de vídeos educativos em qualquer dispositivo via internet.

Afinal, as tecnologias integradas da Telessaúde estão ajudando médicos, clínicas e hospitais a agregar valor aos seus pacientes e suas práticas.

Além disso, o treinamento abrangente aproveita anos de conhecimento, ajudando a agilizar o processo de inclusão de telemedicina em seu fluxo de trabalho.

Especialidades da telemedicina e laudo a distância

  • Telecardiologia
  • Teleneurologia
  • Telepneumologia
  • Telerradiologia
  • Teledermatologia
  • Telepatologia
  • Telepsiquiatria
  • Telepsiquiatria
  • Teleinterconsulta médica

A Telemedicina e laudo a distância atua em todo planeta

A Telemedicina tornou-se verdadeiramente um serviço global

Nos EUA, a passagem de novas leis de seguro de saúde provocou um foco maior sobre o uso da Telemedicina como uma ferramenta para reduzir os custos de saúde e agilizar o atendimento ao paciente.

Assim, tecnologias de Telemedicina e laudo a distância podem ajudar os profissionais de saúde a atenderem ao aumento esperado da procura de cuidados médicos, sem causar atrasos desnecessários no tratamento ou exigindo cortes em outras áreas.

Com o uso de dispositivos de telecuidados, software, aplicativos e serviços, os médicos podem diagnosticar e tratar pacientes com rapidez e eficiência, em qualquer parte do mundo.

Abaixo, é possível conhecer o aparato completo de Telemedicina usado para atendimento a distância fornecidos pela globalmed.

Dessa forma, é possível fornecer ainda informações para os diversos tipos de especialistas disponíveis na plataforma de Telemedicina, fornecer laudos a distância e diagnosticar doenças.

Carrinho de Telessaúde

Estação completa de Telemedicina

Além disso, o uso da tecnologia de Telemedicina e laudo a distância está em constante crescimento e se popularizando mundo afora, justamente por permitir aplicações de longo alcance, levando a pacientes em locais remotos melhor acesso aos cuidados com a saúde e qualidade de vida.

Não é mais necessário para os pacientes rurais, que às vezes têm recursos limitados para viajar grandes distâncias, se submeterem a todo um “sacrifício” para receber assistência médica de qualidade. A Telemedicina chega até seus povoados.

Promoção da Saúde através da Telemedicina

Usando uma Plataforma de telemedicina na melhora da Saúde

A Telemedicina é a prestação de cuidados de saúde através do uso de tecnologias de informação em saúde (TI em saúde) na forma de uma plataforma de telemedicina em nuvem.

Na verdade, a Telemedicina e laudo a distância é dependente de aplicações de TI de saúde, tais como registros eletrônicos de saúde, aplicações de contas nos trabalhos administrativos e de armazenamento, software de transferência de imagem para que o médico tenha acesso ao exame do paciente.

Sendo assim, observe abaixo a nitidez e os detalhes de imagens recebidas pelo especialista no momento que está avaliando um paciente a distância.

Avanços em sistemas de TI de saúde, por exemplo, ajudam a baixar os custos médicos, melhorar a eficiência, proporcionar um melhor atendimento aos pacientes e elevar a qualidade do serviço.

Nesse sentido, há uma grande variedade de aplicações de sucesso na indústria de cuidados de saúde, incluindo:

  • Faturamento administrativo
  • Prescrição eletrônica (e-prescrição)
  • Entrada de pedidos com provedor informatizado
  • Sistemas de apoio à decisão clínica
  • Registros de saúde eletrônicos
  • E-mail de comunicação com os pacientes
  • Computadores desktop e laptop
  • Carrinhos médicos móveis
  • Periféricos médicos portáteis
  • Mobile com aplicativos

O componente central da Saúde é o registro eletrônico dos dados, onde as informações na forma de dados do paciente são armazenados.

Inclusive, a posição do governo para a interoperabilidade acabará por exigir informações de saúde protegidas do paciente para ser compartilhado, quando apropriado, com qualquer instalação de saúde que agilize o seu atendimento.

Sendo assim, tecnologias de Telemedicina e laudo a distância comprovadas já permitem que praticantes em todo o mundo se comuniquem de forma segura com colegas e pacientes. Tudo isso para rever imagens médicas e outros dados clínicos, aperfeiçoando o atendimento de casos complicados com o auxílio de Big data.

A evolução dos cuidados ao paciente com a Telessaúde e telemedicina

Telemedicina como ferramenta e auxílio nos exames

Como parte de uma alternativa para corrigir o que se tornou um exercício anual de cortes nos reembolsos tanto do SUS quanto dos planos de saúde, cada médico pode participar ativamente do sistema de telessaúde.

Logo, o profissional é cadastrado de acordo com sua especialidade, com base na sua formação, utilização de recursos, atividades de melhoria da prática clínica e avanço de Informação disponibilizada pelo sistema.

Na prática, quanto mais efetivo o atendimento na Telemedicina, mais atendimentos concluir, menos reclamações obtiver, entre outros pontos, é o que irá definir a classificação do profissional e os valores pagos dos procedimentos a ele.

Sendo assim, o processo de atendimento do paciente com a Telemedicina e laudo a distância permite atender todos os formatos de atenção em saúde, desde o pronto socorro, alas de hospitais, clínicas, consultórios médicos e pacientes em seus domicílios.

Nas figuras abaixo, demonstramos o exame de fundo de olho feito por um enfermeiro ou técnico em enfermagem em uma cidade qualquer e os resultados recebidos pelo especialista para formular suas conclusões e orientar nas condutas necessárias para cada paciente, tudo em tempo real.

Teleoftalmologia

Avaliação de fundo de olho á distância

É possível configurar um pacote de serviços para determinados segmentos, por exemplo, um pequeno lugarejo que não tem médico que resida na cidade e esteja de plantão, pode receber auxílio remoto 24 horas.

Assim, basta disponibilizar um técnico em enfermagem e internet para receber auxilio a distância e se submeter a triagem e exames locais, com resultados rápidos.

Dessa forma, o técnico em enfermagem pode receber do médico a distância o comando necessário, seja internação, liberação para casa, encaminhamento para um local com maiores recursos.

Telessaúde como centralizadora dos cuidados

Os planos de saúde podem se beneficiar com a Telessaúde disponibilizando o atendimento remoto domiciliar dos pacientes de sua carteira.

Assim, o médico atende o paciente remotamente via vídeo conferência e resolve mais de 80% dos problemas, trazendo uma economia gigantesca para o plano.

Outra alternativa completamente legal e lucrativa é o plano de saúde criar centros de exames orientados com Telessaúde.

Essa modalidade aceita no Brasil traz uma economia de até 80% nos custos com exames, bastando ter o local para a execução dos exames e um técnico para ser treinado na execução e envio para a plataforma de Telemedicina.

Inclusive, a Unimed é pioneira nessa iniciativa.

Retorno sobre o Investimento (ROI) com a Telemedicina e laudo a distância

Retorno do Investimento é uma preocupação válida quando temos a adição de uma linha de serviços de Telemedicina para opções de entrega de cuidados de saúde.

Por exemplo, gerar a receita que iguala ou supera as despesas em prazo de dois anos é considerado um ROI adequado na saúde.

Imagine que um cliente de um hospital de acesso crítico no interior, rastreou seu programa de Telecardiologia durante os seis meses iniciais.

Assim, em apenas esse curto espaço de tempo, o programa economizou R$ 240.000 em despesas de transporte de doentes.

Além do tradicional eletrocardiograma digital realizado com exames e laudos a distância, é possível examinar o paciente com estetoscópio de transmissão de sons eletrônico – conectado ao computador conforme demonstrado abaixo.

Estetoscópio eletrônico

Estetoscópio para atendimento á distância

Dessa forma, os benefícios incluem o fato de que 75% dos pacientes com problemas cardíacos foram capazes de serem tratados localmente e permanecer na sua comunidade.

Telemedicina e laudo a distância na Teleneurologia

O sucesso desse programa levou ao hospital para participar de uma rede de Teleneurologia e expandir com especialistas em Telepneumologia.

Para exames neurológicos, é possível usar toucas compactas que já estão com os eletrodos posicionados corretamente para colocar na cabeça do paciente, isso reduz tempo de preparo e aumenta a eficiência do exame, observe os modelos abaixo.

Toucas de EEG

Touca para realizar exame de EEG

Nesse sentido, o custo médio de uma consulta de Telemedicina por departamento de emergência com consultas remotas resultou em 31% menos transferências de pacientes em comparação às consultas telefônicas.

Também houve uma redução de custos na qual o ROI foi calculado em 1,28 a partir da análise de caso-base, significando um retorno de US$ 1,28 para cada dólar investido em Telemedicina.

Além disso, estudos têm demonstrado que a percentagem de fidelidade no tratamento é maior quando os pacientes necessitam viajar menos.

A Telemedicina e laudo a distância ainda pode ampliar o alcance de um especialista, fornecendo um valor adicional ao serviço que disponibiliza essa ferramenta.

Inclusive, é possível atender pacientes de regiões distantes em qualquer especialidade.

Veja abaixo o caso de um atendimento pediátrico usando uma câmera de alta resolução!

telemedicina e laudo a distância

Avaliação de otorrinolaringologista á distância

Os pacientes apreciam a conveniência da Telemedicina e laudo a distância

Dependendo da distância percorrida, uma consulta médica pode consumir parte ou todo o dia do paciente e isso implica em maior risco de vida e custos mais elevados.

Para os pais com crianças pequenas, por exemplo, uma viagem para ser atendido por um especialista distante pode obrigá-los a perder um dia inteiro e comprometer inclusive a renda da família com faltas no trabalho.

O futuro da Telemedicina e laudo a distância

Serviços de saúde remotos e tecnologia estão rapidamente se tornando comum para as organizações de saúde em todo o mundo.

A rapidez dos países em adotarem essas tecnologias de Telemedicina é variável. E por incrível que pareça, os EUA estão entre os mais lentos para perceber os benefícios que estes métodos podem entregar.

No entanto, a tecnologia foi profundamente aprimorada na Telemedicina e laudo a distância, ao ponto de desenvolvermos um carrinho completo de atendimento a distância que pode ser usado num posto de saúde ou até em UTIs.

Veja o modelo demonstrado abaixo.

telemedicina e laudo a distância

Modelos de estação de telemedicina

No Brasil, o pioneirismo em uso da Telessaúde no serviço público se concentra em três Estados: São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Nos outros Estados a iniciativa privada é terceirizada para esses serviços.

Sendo assim, mais de 2.000 estudos têm sido realizados pesquisando Telemonitorização, com a grande maioria mostrando o quão valiosa a assistência médica remota pode ser.

Os resultados incluíram:

  • Redução nas readmissões hospitalares em 83%,
  • Diminuindo visitas domiciliares de enfermagem em 66%,
  • Reduziu também os custos globais em mais de 30%.

Além disso, pacientes e cuidadores que utilizam tecnologias de Telessaúde relataram aumento da satisfação com os tratamentos.

Mesmo assim, o corpo de evidências que suportam a medicina remota e os seus resultados continua a crescer.

Nesse sentido, Big data continua a mostrar um favorecimento da assistência médica remota.

Inclusive, as economias de custo imensas não podem ser ignoradas e nada mais tem provado em pesquisas que pode reduzir essas despesas.

Os benefícios da Videoconferência

A videoconferência pode ser uma ferramenta extremamente eficaz no emprego de telemedicina remota para:

  • Teleconsulta
  • Teleinterconsulta
  • Teleatendimento
  • Monitorização remota

Isso porque seus usos são muitos. Eles vão desde o monitoramento e acompanhamento dos pacientes que receberam alta para facilitar a comunicação e acompanhar sua recuperação, até a consulta inicial em locais onde o especialista não atende.

Abaixo, demonstramos um modelo compacto para ambientes reduzidos, no qual é possível receber o mesmo nível de atendimento dos grandes hospitais com carrinhos completos.

telemedicina e laudo a distância

Oftalmo na telemedicina

Vantagens da videoconferência

  • Ao utilizar a tecnologia de videoconferência, os profissionais de saúde e pacientes podem reduzir os custos associados com visitas regulares de consultório.
  • Os médicos podem estar em qualquer lugar com monitoramento e coleta de informações do paciente, enquanto o paciente permanece no conforto da sua casa.
  • Bem como reduzir os custos desnecessários e tempos de viagem, isso pode ser particularmente benéfico para pacientes com problemas de mobilidade ou preocupações ambientais para os quais não seria o ideal para visitar um hospital ou clínica.
  • Hospitais estão a toda hora integrando essa ferramenta, como pode ser conferido nesta reportagem em que um hospital geral integra rede de Telemedicina.
  • Além de comunicação médico-paciente, a videoconferência também está permitindo que os hospitais possam criar redes para oferecer informações uns aos outros com apoio e consultas.
  • Por ser facilmente compartilhado seus conhecimentos fora de suas próprias instituições, os médicos podem oferecer um valor incrível para os seus colegas médicos e pacientes desses colegas.

Segurança e privacidade com Telessaúde

Para normatizar o exercício da Telessaúde no Brasil, o Conselho Federal de Medicina criou a especialidade de Telemedicina com resoluções que iniciaram no ano de 2002.

Nesse sentido, descrevemos as sequencias de resoluções em ordem cronológica abaixo:

  • Define e disciplina a prestação de serviços através da Telemedicina (Resolução CFM nº 1.643/2002);
  • Determina e normatiza a Telerradiologia (Resolução CFM Nº 1890/2009);
  • Aprova as normas técnicas concernentes à digitalização e uso dos sistemas informatizados para a guarda e manuseio dos documentos dos prontuários dos pacientes, autorizando a eliminação do papel e a troca de informação identificada em saúde (Resolução CFM Nº 1.821/2007);
  • Normatiza o CRM Digital para vigorar como cédula de identidade dos médicos inscritos nos Conselhos Regionais de Medicina (Resolução CFM nº 1.983/2012).

“… a empresa que presta serviços de Telemedicina deverá ser registrada no Conselho Regional de Medicina onde está situada e mantém sua inscrição primária. Desta forma, estaria dispensada de manter registro também nos demais estados da federação.” (DESPACHO SEJUR N. 194/2013).

Nos Estados Unidos, a especialidade teve início em 1996, onde o Congresso aprovou o Health Insurance Portability e Accountability Act (HIPAA).

Esta legislação procurou melhorar a eficiência dos sistemas de registos de saúde eletrônicos enquanto protege os direitos do paciente, reduzindo os casos de fraude, informações e abusos.

10 grandes forças que impulsionam a Telemedicina e laudo a distância

10 grandes forças que impulsionam a Telemedicina e laudo a distância

10 grandes forças que impulsionam a Telemedicina e laudo a distância

1- Resultados de longo prazo são indiscutíveis e mantidos

A Medicina está se afastando da cobrança eventual de procedimentos – como consultas e exames – e indo mais para o seguimento a longo prazo do paciente – oferecendo valor, segurança e recorrência.

Sendo assim, esta estratégia destina-se a colocar mais ênfase nos resultados que produzem com soluções a longo prazo.

Afinal, ela resolve o problema de sucesso esporádico, pois traz melhorias incrementais para o tratamento dos sintomas, se preocupando inclusive com a causa do problema.

Isso se correlaciona com as diferenças entre um médico, auxiliado por dispositivos médicos dentro de um sistema de Telemedicina clínica que pode ver e tratar um paciente como em consulta presencial, com prontuário eletrônico acessado por todos os especialistas e dando seguimento nos tratamentos.

Dessa forma, uma interação superficial via telefone com um consumidor que procura cuidados de saúde, baseados em sintomas ocasionais, tem um contato direto ao serviço de Telessaúde do Consumidor sem conhecer profundamente o paciente.

2- Custo muito mais reduzido

O envelhecimento da população traz mais gasto na saúde e a redução de custos é fundamental neste cenário.

Com isso, os custos dos cuidados de saúde nos Estados Unidos têm aumentado cerca de US$ 3 trilhões por ano.

Assim, a preocupação de que eles vão continuar a aumentar levou a criação da CARE, organização de assistência responsável e leis de paridade de Telemedicina aprovadas em 29 estados.

Portanto, Telemedicina e laudo a distância representa a única forma de avançar com o acesso aos cuidados de saúde, mantendo os custos e ajudando a melhorar os resultados.

3- Melhorias drásticas em equipamentos já utilizados, “disruptiva”

Enquanto muitos fabricantes de tecnologia médica tentam criar produtos de mudança de paradigma, a maioria só acaba por atingir pequenas melhorias para a tecnologia existente.

Dessa forma, as empresas cujos departamentos continuarem a fazer upgrades de hardware e software -existentes de acordo com as sugestões dos clientes – irão de fato oferecer valor consistente.

Esse é o uso de aparelhos antigos com tecnologia nova.

4- Materiais tecnológicos com mobilidade

Alguns fabricantes estão estabelecendo posições competitivas significativas, tornando-se familiarizados com o mais recente em tecnologias de materiais. Isso porque o objetivo é aplicar em dispositivo tradicional, linha farmacêutica, biofarmacêutica, biologia celular e fabricação de inovações com grande investimento em pesquisas.

Logo, não existem limites em agregar conexões no carrinho de Telemedicina, qualquer aparelho médico que registre os dados digitais podem ser incorporados como periféricos e auxiliarão o especialista no momento do atendimento.

No entanto, utilizar smartphone para realizar exames médicos é uma realidade presente na vida das pessoas.

Observe nesse carrinho abaixo, por exemplo, a especialidade de audiologia fazendo parte da estrutura:

telemedicina e laudo a distância

Carrinho para atendimento de audiologia

5- Capital investido na ordem de bilhões de dólares

Como reflexo de uma economia incerta, o financiamento disponível deslocou-se da maior parte de curto prazo, focada em pequenos investidores, para empresas de tecnologia médica de médio e grande portes com um interesse de longo prazo no futuro dos cuidados de saúde.

Estas empresas estabelecidas, pretendem permanecer no negócio de tecnologia médica, independentemente das condições atuais do mercado e assim exigem inovação para o progresso em sua indústria.

6-  Diminuir o impacto da recessão no ciclo econômico

Situações de abalo econômico servem para “diluir o rebanho” em qualquer indústria. E isso não é diferente em tecnologia médica.

Afinal, as empresas que poderiam não conseguir completar o desenvolvimento quando o capital foi prontamente disponível não pertencem e não permanecerão ao negócio quando o financiamento se tornar escasso.

Sendo assim, utilizar recursos acessíveis para atacar grandes problemas de saúde é o desafio de qualquer startup de saúde.

7- União de diversas disciplinas na medicina

Como a pesquisa de inovadores em diferentes disciplinas científicas – materiais, biologia celular, biotecnologia, farmacêutica, convergem entre si, aumenta a compreensão.

Isso levou a uma gama de novos produtos médicos, com pelo menos 480 empresas só no Brasil.

8- Tecnologia da Informação em saúde

Os fabricantes que compreendem os efeitos significativos da tecnologia da informação sobre a evolução de tecnologia médica serão capazes de obter fortes vantagens competitivas.

Além disso, a área de TI em saúde avança com a inteligência artificial e ninguém discute os benefícios do seu uso na IOT.

9- Aplicações para Neurologia entre outros

O potencial da tecnologia médica que se aplica a intervir na doença neural e trauma é praticamente inexplorado.

Assim, a atuação em teleneurologia trás um cenário futurista, com exames variados como:

  • Eletroencefalograma clínico, ocupacional ou com mapeamento cerebral;
  • Polissonografia;
  • Teleinterconsulta na emergência para AVC.

10- Impostos diferenciados na Telemedicina

O governo Brasileiro disponibiliza ramo de atividade específico para a Telemedicina e isso torna o imposto mais brando e estimula a especialidade.

Software de Telemedicina em nuvem

A aquisição de forma segura, armazenamento e encaminhamento de imagens médicas facilita um melhor acompanhamento da progressão da doença.

Além disso, agiliza as consultas de forma remota com mais eficiência com especialistas e melhor preservação dos dados em registros médicos eletrônicos dos pacientes em nuvem.

As empresas de Telemedicina e laudo a distância desenvolveram uma gama de produtos que permitem aos médicos digitalizar dados, armazenar e transmiti-los remotamente. Tudo ao mesmo tempo, preservando a privacidade do paciente.

Nesse sentido, a Telemedicina Morsch é um avançado sistema de automação de gráficos e imagens que proporciona aos profissionais de saúde capturar imagens de diagnóstico de alta resolução digital e transmiti-los para as consultas em tempo real. Ou em uma data posterior para simplificar o processo de aquisição, armazenamento e transmissão de imagens médicas.

Então, nosso software de automação de imagem pode ajudar a reduzir custos e melhorar o atendimento para seus pacientes.

Exames médicos e prontuários na nuvem

Exames médicos e prontuários na nuvem

Exames médicos e prontuários na nuvem

A indústria de saúde atual gera trilhões de bytes diários e estes registos eletrônicos são uma bênção em termos de aumentar a partilha de informações sobre a eficiência e diminuir os custos.

Mas, com tantos dados que estão sendo gerados, surge a necessidade de gerenciá-los.

Sendo assim, prontuários e imagens médicas devem ser armazenados de forma segura e de fácil acesso a todos os departamentos em todo o sistema de saúde.

No entanto, as tecnologias de armazenamento atuais estão colocando limitações significativas sobre quão eficientemente esses dados são gerenciados.

Além disso, dados médicos na nuvem podem ajudar a aliviar essas limitações, fornecendo métodos de armazenamento e acesso mais efetivo que irá escalar facilmente como a riqueza das informações do paciente e imagens médicas nos sistemas de saúde de todo o país.

Nesse sentido, devemos incentivar para que isso continue a crescer.

Inclusive, soluções de computação em nuvem tornam mais fácil, mais rápido e mais eficiente de compartilhar estudos de pacientes com especialistas distantes para uma rápida tomada de decisão colaborativa em tratamentos de doenças raras.

No mais, a facilidade com que um ortopedista consegue atender a distância é incrível, observe o tamanho do RX portátil capaz de realizar o exame e enviar para a central ser analisado em tempo real.

telemedicina e laudo a distância

Radiologia e telemedicina

Como um DICOM PACS funciona na Telemedicina e laudo a distância?

Ele permite estudos de várias modalidades de exames ao configurar o aparelho que faz o exame para mandar os arquivos digitais no formato DICOM para a nuvem.

  • Tomografia computadorizada
  • Ressonância magnética
  • Raios-X
  • Ultra-som
  • Densitometria óssea

Dessa forma, exames de imagem podem ser acessados de qualquer lugar do mundo e armazenados de forma segura na nuvem através do PACS.

Para realizar um ultrassom a distância, basta conectar o transdutor num notebook e enviar as imagens para o especialista.

Abaixo, mostramos como a simplicidade chegou e substituiu aqueles aparelhos gigantes para realizar uma ecografia:

telemedicina e laudo a distância

Ecogragia e telemedicina

Compartilhar e visualizar os estudos com apenas alguns passos básicos como login e senha, e até mesmo os pacientes podem acessar a estes estudos a qualquer momento a partir de seus computadores domésticos.

Qual é a relação entre teleorientação e laudo a distância?

O conceito de teleorientação, já abordado anteriormente, pode ser muito beneficiado pela Telemedicina com laudo à distância.

Isso porque, a facilidade de receber os exames remotamente pode ser expandida para os atendimentos em que o médico analisa os resultados dos diagnósticos.

Ou seja, a pessoa recebe seus resultados e, ao invés de se deslocar para a segunda consulta, basta que ela encaminhe ao médico via internet e receba suas orientações à distância.

Mais do que garantir uma medicina mais prática, barata e amplamente acessível para a população, esse tipo de diferencial é muito importante em momentos de crise, como na atual pandemia.

Assim, os pacientes podem continuar suas consultas, exames e tratamentos, cuidando de sua saúde normalmente, mas sem riscos e exposições que favorecem a contaminação por COVID-19!

Pacientes acamados são Monitorados continuamente

Uma das principais vantagens da Telemedicina e laudo a distância é a capacidade de prestar cuidados de alta qualidade para pacientes que de outra forma não podem ter acesso a esse cuidado.

Nesse sentido, a Telemedicina e laudo a distância é especialmente valiosa para contornar as restrições geográficas, permitindo que os médicos possam se conectar com os pacientes em todo o mundo.

Mas o laudo a distância e Telemedicina também podem ser úteis para o tratamento de pacientes que são simplesmente incapazes de viajar para um centro médico devido a problemas de mobilidade ou se eles estão acamados por causa da doença.

Reconhecendo esta necessidade de serviços de Telemedicina e laudo a distância móvel para pacientes acamados, empresas de Telemedicina fornecem toda a funcionalidade de um carrinho de Telemedicina portátil.

Assim, ele pode viajar com o prestador de cuidados de saúde para a localização do paciente e conectar por videoconferência o paciente e o médico.

O carrinho é completo com um tablete ou PC, alto-falante, microfone e um conjunto de câmeras e periféricos, permitindo o atendimento de um clínico remoto a pacientes acamados. Observe o modelo abaixo:

telemedicina e laudo a distância

Carrinho de Telemedicina

UTIs remotas controladas com Telemedicina e laudo a distância

Tratamento de pacientes em unidades de terapia intensiva (UTIs) representa quase um terço de todos os custos hospitalares.

Além do alto custo dos cuidados intensivos, os especialistas que prestam este atendimento conhecido como intensivistas, estão em falta.

Assim, a Telemedicina pode oferecer uma solução para estas preocupações financeiras e logísticas através UTIs remotas.

Além disso, a Telemedicina é mais comumente usada em um cenário entre um médico e um paciente ou entre dois médicos.

Cada vez mais, no entanto, na UTI do controle remoto estão sendo implementadas para ajudar a alargar o leque de intensivistas, bem como permitir-lhes monitorar vários pacientes em múltiplas instalações.

Porém, ao comparar o tamanho dos carrinhos com o ambiente hospitalar, nota-se uma harmonia com os funcionários, a portabilidade, a eficiência em resultados.

Veja na figura abaixo.

telemedicina e laudo a distância

Estações de Telemedicina

UTIs remotas deram origem a uma série de resultados positivos, incluindo a diminuição da mortalidade do paciente, menor permanência na UTI e rápido retorno sobre o investimento para os hospitais.

Falta de Profissionais da Saúde em locais remotos e a Telessaúde como solução

Instalações de saúde rurais enfrentam uma série de desafios únicos, não menos do que é a dificuldade de garantir um número suficiente de profissionais de saúde.

Porém, num país continental como o Brasil, é muito difícil oferecer serviços de saúde com especialistas em pequenas cidades.

Embora a escassez de médicos exista em todo o país, para as zonas remotas, a falta de pessoal se estende muito mais longe.

No entanto, nas instalações de saúde rurais, muito mais pressão é colocada sobre médicos, que não têm a assistência que os seus colegas de grande cidade recebem.

Além disso, quando em áreas urbanas, médicos do hospital são colocados em rotações razoáveis para plantões exaustivos de trabalho. Já nas áreas rurais, um médico pode ser chamado a cada fim de semana, em dias alternados ou em todos os momentos.

Os desafios do acesso à Saúde

Os pacientes sem plano de saúde, como é a maioria, são um desafio adicional.

Isso porque, em um ambiente urbano, os médicos em programa de residência de um hospital normalmente cuidam de pacientes que são admitidos sem cobertura de plano de saúde.

Em instalações mais isoladas, esta responsabilidade recai sobre os médicos da equipe, que já estão sobrecarregados.

Porém, isso torna ainda mais difícil para estas instalações conseguirem manter os médicos na equipe.

Além disso, estes fatores têm obrigado muitas unidades de saúde a fechar as portas, que por sua vez reduz a atividade econômica nesses locais.

Nesse sentido, um passo importante a ser tomado é o desenvolvimento de programas de treinamento online para os médicos e enfermeiros, o que ajuda a preencher posições muito necessárias em instalações de saúde rurais.

Inclusive, as tecnologias de Telemedicina e laudo a distância servem para conectar pacientes rurais com os médicos em qualquer lugar do país.

Esta poderia ser uma solução importante para melhorar os cuidados em áreas remotas onde em pessoa o tratamento nem sempre é prontamente disponível.

Carrinhos de Telemedicina com unidades remotas completas

Estes protótipos estão totalmente equipados como estações de Telessaúde. Eles podem capturar, transferir e armazenar imagens médicas de diagnóstico e dados entre os profissionais médicos e pacientes, mesmo dos locais mais remotos.

Assim, postos médicos móveis permitem que o pessoal de saúde atue para proporcionar a melhor assistência médica aos pacientes em áreas remotas.

Para serviços menores, é possível adquirir aparelhos médicos portáteis como eletrocardiograma digital, EEG digital, espirometria para realizar os exames médicos em qualquer lugar.

Dessa forma, os pacientes não precisam mais viajar para ver especialistas ou outros peritos a fim de receber assistência médica completa.

Porém, carrinhos de Telemedicina vão muito além do carrinho médico típico. Eles tem recursos de videoconferência e contam com dispositivos médicos para auxiliar os profissionais em avaliação remota de pacientes.

Além disso, é claro que não esquecemos dos dentistas!

Observe abaixo um específico para auxiliar os dentistas em casos complicados:

Teleodontologia

Estação de telemedicina para odontologia

Os carrinhos de Telemedicina possuem câmeras de diagnóstico e software de transferência de imagem. Além de osciloscópios digitais, eletrocardiograma e monitores de sinais vitais, e sondas de ultrassom para agilizar o atendimento ao paciente.

Assim, a Telemedicina pode realmente transformar a assistência ao paciente, permitindo aos profissionais diagnosticar e tratar pacientes em sua localização, sem a necessidade de viajar.

Como a Telemedicina pode melhorar o SUS?

Em síntese, as Universidades no Brasil vem investindo em Telessaúde há quase 20 anos.

Isso fez com que se tornasse uma especialidade forte, após vários trabalhos publicados provando a viabilidade do serviço.

Com pioneirismo em São Paulo, a sequência do projeto em Santa Catarina e agora o Rio Grande do Sul com uma intensa campanha pública de conscientização através da divulgação dos trabalhos feitos pela UFRGS com a rede pública, onde a aceitação do público está excedendo as expectativas com exames e laudos a distância rápidos e eficientes.

Sendo assim, este modelo de serviço de Telessaúde aplicado no serviço público pode reduzir pela metade os custos de saúde.

Também pode triplicar o atendimento em volume e qualidade em qualquer ponto do País que disponha de qualquer tipo de internet.

Além disso, a iniciativa privada vem se consolidando no mercado, com várias empresas de Telemedicina oferecendo serviços para a área pública e privada como medicina ocupacional.

Diariamente, a mídia nos alerta para as filas de pacientes no sistema público esperando por exames dos mais variados tipos. Isso tudo com aparelhagem disponível nos hospitais e falta de especialistas.

Tudo isso pode ficar no passado com simples atitudes de governantes sérios que escolham pessoas qualificadas para administrar os serviços de saúde.

Em pouco tempo, as contas públicas no setor da saúde reduzem drasticamente e a qualidade aumenta sem precedentes.

Conclusão

O forte da Telemedicina Morsch é oferecer uma plataforma em nuvem capaz de transmitir exames e laudos a distância, praticamente em tempo real, para todas as especialidades.

Ou seja, o paciente visita o local do serviço e após realizar o exame, espera 30 minutos. De lá, ele sai com o resultado pronto para levar até seu médico.

Esta postagem foi desenvolvida em parceria com a Globalmed.

Quer saber ainda mais detalhes sobre o serviço de Telemedicina?

Então assine nossa newsletter! Compartilhe nas suas redes sociais!

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE