Estudo divulga que pacientes preferem atendimento por telemedicina

Por Dr. José Aldair Morsch, 13 de novembro de 2017
atendimento por telemedicina

De acordo com estudos da American Telemedicine Association (em tradução literal, Associação Americana de Telemedicina), a telemedicina é uma tendência crescente que só de 2013 para cá já foi melhorada em mais de 50%, além dessa tendência é certa a preferência  dos pacientes pelo atendimento por telemedicina.

Consultas virtuais, suporte remoto para terapias intensivas, observação de pacientes por meio de câmeras e trabalho com equipes locais para que médicos decidam condutas remotas são algumas das possibilidades oferecidas pela telemedicina.

De acordo com a associação, desde que tais atividades foram implementadas em um hospital específico com sede em Missouri, as internações de pacientes caíram 35%, enquanto as mortes esperadas foram reduzidas em 30%.

Felizmente, hoje já não é mais preciso estar frente a frente com o médico para que ele possa lhe ajudar com alguma condição de saúde.

Com a telessaúde, cuidados médicos podem ser oferecidos à distância – e muitas ocorrências podem até mesmo ser resolvidas virtualmente.

De acordo com o fundador do Programa de Telemedicina do Arizona (Arizona Telemedicine Program), nos dias de hoje, as situações em que o médico precisa estar fisicamente na sala para tratar um paciente são muito esporádicas.

Solicite um orçamento

Para ele, desde o diagnóstico até a prescrição a maioria dos problemas de saúde já podem ser tratados sem que o indivíduo precise realizar a visita presencialmente, perdendo horas e horas em uma sala de espera.

Para exemplificar, vamos falar um pouco mais sobre um programa de telemedicina que tem feito sucesso nos Estados Unidos, o “Doctor on Demand” (doutor por demanda, em tradução literal).

O programa funciona da seguinte maneira: após identificar uma condição que, muito possivelmente, exige apenas um simples tratamento – como gripes, lesões esportivas, resfriados, leves infecções, problemas oculares, vômito ou diarreia – você conversa com o médico por vídeo e lhe explica, em tempo real, o que está acontecendo.

As consultas de 15 minutos custam, em média, US$40, e oferecem a solução para o problema de saúde em questão.

No caso de problemas de saúde mental, tais como ansiedade e depressão, a rede também conta com profissionais especializados – assim como psicólogos ou psiquiatras. Os blocos de 25 minutos de conversa com os médicos credenciados giram em torno de US$50.

A seguir, vamos conhecer mais sobre a telemedicina, assim como seus dados estatísticos, particularidades e atividades.

Alguns dados estatísticos sobre a telemedicina

Uma pesquisa realizada pela empresa Accenture que consultou 1.500 adultos mostra que 78% deles gostaria de ser atendido, na maioria de seus encontros de saúde, por meio dos serviços da telemedicina.

Eles concordam ainda que a tecnologia, além de atender as necessidades de imediato, também melhora e facilita o acesso à saúde.

Outros dados coletados pela pesquisa foram os seguintes:

  • 76% dos pacientes disseram que utilizariam os serviços de telessaúde para cuidados de acompanhamento;
  • 77% disseram que a utilizariam para rastreamento de indicadores de saúde, ou seja, para verificação de níveis de glicose, colesterol, triglicerídeos e pressão arterial;
  • e outros 70% disseram que utilizariam os serviços para diagnóstico e tratamento de erupções cutâneas, dores de garganta, febres e outras condições consideradas ‘simples’.
  • Outro dado que chama a atenção é o seguinte: dentro do grupo dos indivíduos que querem utilizar os serviços da telemedicina, apenas 21% deles já o utilizaram – a maioria alega que suas operadoras de planos de saúde ainda não oferecem a comodidade.

Entre as particularidades e diferenciais da telemedicina podemos destacar:

  • Otimização do tempo de consultas médicas (que podem ser, inclusive, realizadas virtualmente);
  •  Possibilidade de oferta de tecnologia de ponta em atendimentos médicos com velocidade e eficiência para comunidades afastadas e/ou carentes;
  • Possibilidade de consulta da opinião de outros especialistas de qualquer lugar do mundo para discussão de casos raros;
  • Possibilidade de monitoramento remoto de pacientes por meio de câmeras;
  • Assistência remota de paciente, tanto no diagnóstico como no tratamento ou prescrições.

Onde a telemedicina é mais utilizada?

A telemedicina, como já vimos anteriormente, tem como principal objetivo oferecer suporte à distância para pacientes.

Sendo assim, o indivíduo que acordar com dor de garganta, gripe, febre, dor de cabeça, erupções cutâneas ou demais problemas considerados, em um primeiro momento, simples, pode entrar em contato com o médico via vídeo para resolvê-lo.

Além disso, a telemedicina também já possui ampla atuação em todo o mundo (principalmente nos EUA e em alguns países europeus) na realização de cirurgias – sendo estas conhecidas como telecirurgias.

Elas são realizadas por meio de tecnologia de ponta e, em muitos casos, médicos especialistas de qualquer lugar do mundo podem ser recrutados para participarem (independentemente de onde estejam).

Além da possibilidade de diagnosticar e prescrever tratamentos, a telemedicina, através da telessaúde também é extremamente útil na transmissão de procedimentos em tempo real (tele-educação).

No Brasil, uma das atividades mais realizadas pela telemedicina diz respeito ao envio de exames e recebimento de laudos. A seguir, vamos conhecer mais sobre ela.

  • O envio de exames/recebimento de laudos

O envio de exames e posterior recebimento de laudos quase que em tempo real também é uma das principais atuações da telemedicina em todo o Brasil.

Mas como funciona esse atendimento por telemedicina?

Simples. O paciente vai até a clínica médica para a realização do exame. Em seguida, seu resultado é automaticamente enviado para uma central (como é o caso da Telemedicina Morsch, que conheceremos mais a seguir).

O exame é avaliado por um corpo clínico completo de especialistas e em no máximo 24 horas retorna para a clínica.

A clínica, por sua vez, pode dar o resultado para o paciente com muito mais rapidez. Em alguns casos – como em emergências, por exemplo – é possível solicitar o laudo do exame em 30 minutos. Incrível, não é mesmo?

As clínicas médicas, por sua vez, não precisam nem sequer ter o aparelho para realização do exame – já que é possível alugá-los em modalidade de comodato. Ficou interessado (a)?

Como a telemedicina Morsch pode ajudar minha clínica médica?

A telemedicina Morsch é pioneira no Brasil no que diz respeito à telessaúde. Um dos principais serviços oferecidos pela empresa é o fornecimento de laudos de exames em 30 minutos.

Entre as especialidades atendidas pela telemedicina Morsch podemos destacar:

  • Cardiologia (por meio da análise de MAPA de pressão arterial, eletrocardiograma, ecocardiograma, teste ergométrico, risco cirúrgico pré-operação, angiotomografia cardíaca e outros);
  • Pneumologia (pela interpretação de exames de espirometria clínica ou ocupacional);
  • Neurologia (pela análise de polissonografia, eletroencefalograma ocupacional, mapeamentos cerebrais e encefalogramas clínicos);
  • Radiologia em geral (interpretação de mamografia, densitometria óssea, angiotomografia do coração, tomografia computadorizada e qualquer tipo de raio x).

Os laudos de tais exames são fornecidos para a clínica médica parceira da telemedicina Morsch em até 30 minutos. E como isso se torna possível?

Simples. A empresa conta com um corpo clínico completo, formado por médicos de todas as especialidades. Após a análise do resultado, o laudo é enviado via plataforma de telemedicina específica da telemedicina Morsch.

Neste sentido, clínicas médicas que visam a ampliação de seus negócios podem contar com a telemedicina Morsch na hora de promover uma mudança realmente significativa, tecnológica e de primeira linha para os seus pacientes.

“Mas a minha clínica não conta com os aparelhos para a realização de tais exames, e eles são muito caros …”

Não tem problema.

Se a sua clínica médica não conta com os aparelhos para realização dos exames, ela pode contratar ainda o serviço de aluguel de aparelhos na modalidade de comodato com a telemedicina Morsch.

Em relação a esse assunto, vale destacar que, nos dias de hoje, a grande maioria dos médicos vem apostando na contratação de aparelhos em modalidade de comodato, uma vez que a alternativa exige investimento muito mais baixo quando em comparação à compra dos aparelhos.

Caso a clínica já possua os equipamentos, ela paga exclusivamente pelo envio de exames e posterior recebimento de laudos.

“Os laudos online são de qualidade?”

Sim. O corpo clínico da Telemedicina Morsch é formado por profissionais médicos qualificados e experientes.

Neste sentido, o resultado do exame passará pela análise de toda a equipe antes de retornar para a clínica, e, consequentemente, para as mãos do paciente.

Sendo assim, se hoje a sua clínica está localizada em uma cidade com poucos especialistas em cardiologia, pneumologia, radiologia ou neurologia, ou não tem recursos para manter o serviço de envio de exames e recebimento de laudos (por conta dos altíssimos valores cobrados atualmente) não se preocupe: a telemedicina Morsch veio para mudar esse cenário.

Basicamente, como vimos ao longo deste artigo, os pacientes já preferem ser atendidos pelos serviços de telemedicina do que por médicos em ‘carne e osso’. Isso é o maior reflexo de que a telemedicina, seus avanços, diferenciais e tecnologias vieram com tudo e para ficar.

Os pacientes perceberam que os laudos são feitos por especialistas renomados, isso é um grande diferencial.

E, pensando nisso, já passou da hora de você conhecer a Telemedicina Morsch e os serviços oferecidos por ela. Os principais deles são: aluguel de aparelhos em modalidade de comodato (caso você não os tenha) e fornecimento de laudos a distância (após a análise realizada por um corpo clínico com médicos de todas as especialidades) em no máximo 24 horas. Se já tiver o aparelho, você paga apenas pela disponibilização dos laudos.

E agora que você já conhece a preferência do seu público alvo e como você pode atendê-lo levando-a em consideração, o que ainda está esperando para realizar um orçamento com a Telemedicina Morsch?

Gostou? Junte-se á nós!

 

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia pela PUC-RS. Pós-graduação em Cardiologia Pediátrica pela PUC-RS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp