A consolidação da telemedicina no mundo

Por Dr. José Aldair Morsch, 22 de outubro de 2015
A telemedicina no mundo

Chegamos num momento da evolução tecnológica em que podemos discutir o avanço da Telemedicina no mundo.

É inegável que os avanços tecnológicos chegaram às mais diversas áreas do cotidiano das pessoas.

Os aviões se modernizaram, os carros apresentam milhares de acessórios e caminha para a autonomia…

O homem conseguiu pousar na lua e achamos a coisa mais normal do mundo… entre muitas outras conquistas.

Nesta conjuntura, é viável se traçar um paralelo com o destino da medicina no mundo nos próximos 20 anos.

Solicite um orçamento

A informática fornece uma série de recursos para a realização de atendimentos na área da saúde, que se beneficia amplamente de tais ferramentas.

Não foram só os equipamentos médicos e as técnicas que evoluíram nas últimas décadas.

Os softwares em nuvem estão disponíveis para uma grande maioria de serviços, como é o caso da Telemedicina.

A tecnologia da informação e internet fazem nascer a Telemedicina no mundo

É possível afirmar que esse contexto permitiu o surgimento de uma nova oferta de serviços, a chamada telemedicina.

Isso significa que Clínicas médicas em geral, principalmente a Medicina do Trabalho, hospitais, pronto socorros e localidades distantes sem recursos médicos, locais com catástrofes podem, atualmente, realizar exames e receber os laudos médicos que admitem uma avaliação conduzida à distância.

Esse serviço de atendimento a distância incorporou todas as especialidades, evoluindo para educação a distância, atendimento integral á todos os pacientes pré e pós-alta hospitalar, reduzindo muito os custos de atendimento. Á essa especialidade damos o nome de Telessaúde.

Qual a diferença entre Telemedicina e Telessaúde?

Entre esses exames médicos á distância, pode-se citar:

  • Eletroencefalograma,
  • Eletrocardiograma,
  • Espirometria,
  • Teste ergométrico,
  • Exame de acuidade visual,
  • Radiologia geral
  • Dermatologia
  • Hematologia
  • Psicologia
  • Patologia
  • Traumatologia
  • Oncologia

A tendência é que a utilização da robótica, as teleconferências e o constante desenvolvimento dos computadores ajudem a disseminar a telemedicina. Além disso, é muito provável que esse modelo atendimento, realização de exames e tratamento médico abranja um número ainda maior de situações em breve.

Arrisco a dizer que em 10 anos a Telemedicina irá superar a medicina tradicional, tendo em vista os benefícios que ela traz para o atendimento em saúde pública e privada.

Os benefícios da telemedicina

Essa forma de cuidado com a saúde é particularmente vantajosa para os casos em que a localização do paciente representa uma dificuldade.

Em decorrência disso, a telemedicina consegue aumentar o alcance da assistência, bem como da cobertura.

Por exemplo, os médicos são capazes de debater os diagnósticos com outros especialistas estabelecidos em diferentes regiões do país e do mundo. Fica muito mais fácil de obter uma segunda opinião acerca de uma tratamento, se esse for o desejo das partes.

Quero conhecer um curso gratuito de Eletroencefalograma

Sites norte-americanos como o //www.telehealth.com/ tornam possível a contratação de um convênio para atendimento virtual dos pacientes em casa. Iniciativas como essa comprovam o potencial de crescimento desse sistema nas décadas que virão.

A meta é reduzir a necessidade de deslocar enfermos para os centros de referências. Como consequência, espera-se diminuir as limitações socioeconômicas e geopolíticas no auxílio médico. Ademais, a telemedicina será um meio muito eficiente para favorecer a integração de agentes comunitários de saúde e os grandes hospitais.

Quais são as perspectivas para esse modo de atendimento nos próximos 20 anos?

Um computador se comunicar com um paciente e conduzir exames em tempo real, enquanto os médicos acompanham a conduta na central de telemedicina, pode ser um cenário de ficção por enquanto.

Porém, é esse o cenário que se desenha para um futuro não tão distante e que terá vários pontos positivos. A telemedicina não só propiciará a de exames como o eletroencefalograma a distância, o que já acontece hoje. Ela será uma opção prática e eficaz tanto para a população em geral quanto para aos provedores de assistência médica.

Uma quantidade de novos procedimentos poderá ser controlada por essas tecnologias, atualmente empregadas na busca por segundas opiniões e no cuidado com pacientes crônicos, idosos e gestantes. Ou seja, há muitas razões para se animar com as possibilidades trazidas pela telemedicina e seus efeitos para a saúde pública.

A maior contribuição no setor da saúde para os pequenos hospitais remotos vai ser receber toda a aparelhagem médica em comodato e pagar um aluguel pelo uso e recebendo junto todo o suporte tecnológico, indo desde o treinamento para realizar os exames, enviar para a central de telemedicina e ser orientado pelos especialistas á distância na forma mais adequada de conduzir os casos graves.

A inteligência artificial e a Telemedicina

Tanto um hospital, clínica, pronto socorro que tem grande demanda de exames não estão prontos para um atendimento de excelência, dando prioridade aos casos mais graves.

Com a inteligência artificial, os exames que chegam na central de telemedicina são analisados primeiramente pelo algorítimo do sistema que tem a capacidade de detectar os casos graves e automaticamente coloca esses exames como prioridade. Com isso conseguimos reduzir drasticamente o tempo de resposta em liberar os laudos urgentes antes da rotina.

Quero saber mais sobre a Telemedicina

A Big Data e a Telemedicina

A análise dos dados coletados á partir dos rastros deixados na internet pelo usuário permite formar um modelo perfeito de estrutura de atendimento por parte de convênios, sistema público e privado.

Apenas uma deixa que comento aqui para que você fique curioso com os próximos posts, imagine acompanhar o usuário usando a academia de ginástica, os produtos comprados para sua alimentação, incluindo álcool, fumo, etc e juntando com dados médicos de exames de sangue, eletrocardiograma, tomografias, permitirá ao convênio de saúde reduzir a apólice para aquele que tem um comportamento saudável, prever as doenças que estão suscetíveis e até evitá-las.

Em resumo, a Telemedicina é uma realidade em praticamente todos os cantos do planeta, traz melhora da qualidade de vida, reduz incidência de doenças e treina médicos e paramédicos para um atendimento mais qualificado. Temos que aceitar essa realidade e incentivar o seu crescimento para o bem da Humanidade.

A Telemedicinamorsch é pioneira no Brasil desde 2005 tem feito investimentos em tecnologias de ponta para atender populações carentes, pontos remotos e grandes redes de atendimento público e privado. Está preparada para o futuro e divulga novidades e cursos gratuitos para todos.

Gostou do artigo? Compartilhe, assine nosso blog e recebe novidades no email.

Dr. José Aldair Morsch – Cardiologista – Especialista em Telemedicina

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia pela PUC-RS. Pós-graduação em Cardiologia Pediátrica pela PUC-RS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp