Como manter a qualidade da consulta médica no formato online?

Por Dr. José Aldair Morsch, 16 de abril de 2021
Consulta médica: como manter a qualidade no formato online?

A realização de uma boa consulta médica é de suma importância para a devida atenção à saúde dos pacientes.

Há anos, o formato online tem ganhado espaço nessa área, por trazer mais facilidade aos envolvidos, por ampliar o acesso aos atendimentos e também torná-los mais viáveis.

Recentemente, esse movimento passou por uma imensa aceleração, por conta das limitações impostas pela pandemia da COVID-19 às consultas presenciais.

Nesse contexto, diversos especialistas aderiram às possibilidades da internet, mas muitos ainda têm dúvidas sobre como usufruir corretamente de seus benefícios.

Para elucidar o tema, preparei este artigo sobre como manter a qualidade da consulta médica online. Abordando também a importância desse tipo de atendimento, seu funcionamento, tipos, como fazer a migração para a web e muito mais!

A importância de uma boa consulta médica

A consulta médica representa um momento valioso entre os pacientes e os profissionais de saúde. Ela serve para que as pessoas:

  • Tirem dúvidas;
  • Se informem sobre suas condições;
  • Investiguem doenças;
  • Entre outros pontos de suma importância para tratar situações adversas ou garantir mais qualidade de vida.

Elas são indispensáveis para investigar possíveis suspeitas ou mesmo para rotinas. Seja para fazer um check-up geral ou acompanhar patologias crônicas.

Normalmente, a consulta é motivada pelos incômodos sentidos por uma pessoa e leva até o diagnóstico do médico.

Contudo, ainda é possível que ela inclua outras frentes, como os citados atendimentos de rotina, ou ainda a realização de exames, obtenção de laudos e realização de tratamentos.

Para entender melhor, confira abaixo mais detalhes sobre como uma consulta médica funciona!

Como deve funcionar a consulta médica?

De maneira geral, uma consulta médica deve conter algumas etapas básicas para que tenha qualidade. Inclusive, elas podem ser reproduzidas no ambiente online, com as devidas adaptações. São elas:

Inspeção

Na inspeção, como o próprio nome indica, o médico deve voltar o seu olhar de forma atenta para o paciente.

Para cada especialidade, um tipo diferente de visão é adotada. Por exemplo, enquanto um dermatologista deve observar a pele do indivíduo, o oftalmologista analisa os olhos e a região da face, e assim por diante.

Nessa etapa, é importante aliar o olhar médico às queixas e reclamações do paciente. A partir disso, é possível obter o diagnóstico, com o apoio (ou não, a depender do caso) das fases que mencionarei em seguida.

Palpação

Já a palpação é quando o médico precisa tocar a pessoa atendida. Essa etapa pode ser muito importante, pois certos toques feitos de maneira técnica muitas vezes são fundamentais para identificar sintomas de patologias.

Como citei acima, às vezes a observação e os relatos dos pacientes são suficientes para obter um diagnóstico. 

Portanto, mesmo que não seja possível na consulta médica online, a palpação não inviabiliza atendimentos online na grande maioria das situações.

Percussão e ausculta

Assim como a palpação, em certos casos também é necessário escutar os sons emitidos pelo corpo.

Por exemplo, se o paciente se queixa de dores no peito, o médico deve auscultar o pulmão, o coração e outras áreas para obter um diagnóstico mais certeiro.

Exames

Como etapa complementar, algumas consultas médicas podem ser seguidas da solicitação de exames.

Eles são importantes quando o diagnóstico não foi possível durante o atendimento ou o médico não está certo de suas conclusões.

Também são comuns quando os pacientes passam por diversos especialistas e ainda assim não conseguem descobrir quais são os seus problemas específicos de saúde.

Eles devem ser seguidos de um retorno, para a análise do caso, e sua realização precisa ser restrita apenas para situações indispensáveis (como as aqui descritas), para que o paciente não seja submetido a procedimentos desnecessários.

Como o profissional pode ser cobrado na consulta médica?

Durante qualquer tipo de consulta médica, o paciente deve ter liberdade para cobrar o especialista caso sinta que suas reclamações não foram atendidas.

Nesse sentido, é preciso evitar queixas vagas e ter clareza para descrever seus sintomas.

À pessoa atendida, também é importante observar se a etapa de inspeção foi devidamente realizada e se o médico está entendendo o que é descrito.

Acima de tudo, é preciso evitar que a consulta médica seja finalizada com o indivíduo ainda tendo dúvidas ou sentindo que não foi atendido com qualidade. Por isso, é importante:

  • Fazer quantas perguntas forem necessárias;
  • Chamar a atenção do especialista sempre que parecer que o mesmo não está dando foco ao que interessa;
  • Perguntar se algum exame, palpação e ausculta são necessários, e assim por diante.

Em poucas palavras, o paciente é o mais interessado pelos resultados da consulta e deve ter uma postura ativa para cobrar do médico sempre que acreditar que ela está ocorrendo de forma inadequada.

Por que migrar a consulta médica para o digital?

Em primeiro lugar, a realização de consulta médica online é imprescindível para dar apoio ao isolamento social e proteger os pacientes contra os ricos da COVID-19.

Como mencionei na introdução, foi o que acelerou a adesão à Telemedicina e a tornou ainda mais difundida ao redor do mundo.

A partir disso, as pessoas não precisam mais se deslocar para as unidades de atendimento para tratar de condições simples, mas ainda podem manter uma atenção de qualidade em saúde.

Até mesmo fora do período pandêmico, as vantagens dessa modalidade são diversas, e tendem a ser exploradas de forma mais ampla com a chegada do “novo normal”.

Isso inclui a possibilidade de atender pacientes mesmo em áreas distantes, remotas ou de difícil acesso, em que não há profissionais especializados.

Além disso, com menores gastos com infraestrutura, as consultas médicas online tendem a ser mais viáveis.

A facilidade e a praticidade no atendimento também são importantes para pacientes em condições especiais, como portadores de doenças crônicas, idosos, usuários de medicamentos controlados, gestantes, entre outros casos semelhantes.

Isso porque, a Telemedicina facilita um contato mais contínuo e recorrente com os médicos, seja para tirar dúvidas, renovar receitas ou realizar o devido acompanhamento de forma simplificada.

Principais tipos de consulta médica online

Os principais tipos de consultas médicas online, e que também são os mais procurados durante a pandemia, são:

  • Teleconsulta: que consiste no atendimento comum do paciente feito com o apoio de plataformas conectadas à internet;
  • Teleorientação: serve para contatos mais breves, seja para tirar dúvidas, receber orientações, conferir a evolução de sintomas, entre outros casos parecidos;
  • Telemonitoramento: é voltado ao acompanhamento contínuo de pacientes, seja daqueles acometidos pela COVID-19, crônicos, gestantes, entre outros especiais que já mencionei no artigo;
  • Teleinterconsulta: consiste no contato entre médicos generalistas e especialistas, seja para a obtenção de segunda opinião clínica, no apoio a tratamentos, no auxílio diagnóstico, entre outras situações semelhantes.

O que está permitido – ou não – em uma consulta online?

Recentemente, o CFM ampliou sua liberação para a Telemedicina por conta do enfrentamento da pandemia, e a tendência é que ela se torne ainda mais abrangente com a chegada do “novo normal”, muito por conta da aceitação que a modalidade teve entre os profissionais de saúde.

Por enquanto, são permitidas as práticas de Teleorientação, Telemonitoramento e Teleinterconsulta, essas que podem ser contidas nas próprias Teleconsultas.

A consulta médica no formato online ainda pode ser feita tanto por médicos que atendem na rede privada, quanto por aqueles do SUS. Porém, isso é condicionado ao acesso às devidas plataformas e ferramentas para viabilizar atendimentos de qualidade.

De acordo com a legislação, todas as modalidades remotas da medicina devem atestar a devida segurança, integridade e sigilo das informações dos pacientes, que são consideradas sensíveis.

Isso é especialmente necessário com o uso de prontuários eletrônicos, fundamentais para a prática médica online, que precisam ser protegidos com o apoio de protocolos de segurança e criptografia, nos termos da LGPD.

Inclusive, esse ponto só reforça a necessidade de contar com bons sistemas voltados à área, que têm esses cuidados inerentes ao seu funcionamento.

Atualmente, é possível encontrar diversas opções de softwares para consulta médica online no mercado. Por isso, escolher a melhor plataforma possível é imprescindível para cumprir todas as exigências próprias da Telemedicina.

Ao fim do artigo, explicarei porque a Telemedicina Morsch é a opção ideal para que os médicos se alinhem às exigências dos pacientes, das entidades de saúde e da legislação.

Como manter a qualidade da consulta médica no ambiente virtual?

Para que a consulta médica online tenha qualidade, e mantenha o mesmo nível de atenção dos atendimentos presenciais, alguns cuidados são indispensáveis. Confira os principais deles:

Crie um ambiente adequado

Mesmo que o atendimento seja remoto, é importante criar uma ambientação adequada para que o paciente tenha a sensação de que está sendo recebido em um local profissional e não sinta estranheza.

Se você realizar a teleconsulta dentro do próprio consultório, isso será mais fácil. Mas, caso atenda por home office, procure criar um cenário profissional ao fundo da câmera que evoque a ideia de um ambiente clínico.

Promova um atendimento humanizado

A humanização do atendimento é importante nas consultas físicas, mas deve ser reforçada no ambiente online, para que exista uma maior proximidade entre médico e paciente.

Promova um atendimento humanizado na consulta médica

Ter uma fala mais clara e pausada é importante para melhorar a comunicação nas videochamadas.

Além disso, é preciso ter empatia, saber ouvir o paciente, explicar como a teleconsulta funciona e colocar-se à disposição para tirar dúvidas e ouvir as queixas do indivíduo.

Faça um checklist

Quando a consulta terminar, procure listar tudo o que foi conversado para resumir as orientações passadas ao paciente.

Isso é importante para garantir que a pessoa realmente entendeu suas orientações e para que reconheça possíveis dúvidas que podem ser tiradas antes do encerramento da consulta.

Prepare-se para a consulta

Além de preparar o ambiente e garantir um atendimento humanizado, é importante conferir se o paciente já possui um prontuário eletrônico.

Nele, é possível ver o histórico do indivíduo, se ele já realizou algum exame ou consulta, entre outras informações parecidas.

Dessa maneira, será mais fácil se aproximar de quem é atendido, compreender sua situação e promover uma assistência de qualidade.

Garanta uma boa conexão

Evidentemente, uma consulta médica online depende de uma boa conexão com a internet.

Procure testar sua plataforma de Telemedicina antes de começar o atendimento, contrate um bom provedor web e acione o suporte sempre que verificar problemas na velocidade da rede.

Falhas na conexão podem gerar interrupções e comprometer a qualidade do atendimento, e devem ser evitadas ao máximo.

Tenha um sistema seguro e criptografado

Como mencionei anteriormente, uma das exigências mais importantes para a consulta médica online é a segurança e o sigilo dos dados dos pacientes.

Tendo isso em mente, priorize plataformas de Telemedicina com bons protocolos de criptografia e com codificação de todas as mensagens trocadas.

Além disso, as informações relativas a exames e prontuários também precisam ser contidas em ambientes seguros, com armazenamento confiável em nuvem.

Não abra mão das melhores plataformas de Telemedicina

Todos os pontos mencionados até aqui dependem diretamente da adesão a uma boa plataforma para teleconsultas.

O serviço contratado deve fornecer todo o apoio tecnológico necessário para a realização de atendimentos de qualidade, com velocidade de conexão, apoio de ferramentas como prontuários eletrônicos assinados digitalmente, registro seguro de dados, etc.

Procure também observar se ela pode ser integrada a outros sistemas que você já utiliza (caso exista essa necessidade), se diferenciais como agendamento online são oferecidos e se o sistema proporciona todos os benefícios que citarei logo no próximo item.

14 Benefícios de uma consulta médica online

Ao aderir às consultas médicas online, por meio das melhores plataformas de Telemedicina, uma série de benefícios podem ser garantidos, como:

  1. Mais facilidade e praticidade para atender aos pacientes;
  2. Maior acesso à saúde, mesmo em áreas remotas e sem especialistas;
  3. Ganho em termos de viabilidade e menores custos;
  4. Menor necessidade de uso da rede presencial;
  5. Mesmo nível de qualidade das consultas presenciais;
  6. Melhor capacidade de triagem, caso certos pacientes tenham que ser direcionados à assistência física;
  7. Possibilidade de obter laudos à distância via Telemedicina;
  8. Conexão entre diferentes especialistas médicos, para dar apoio a tratamentos, diagnósticos e opiniões clínicas;
  9. Melhor capacidade de gestão para as unidades de saúde;
  10. Agendamento facilitado e mais bem organizado via plataforma de Telemedicina, inclusive com confirmação via e-mail, site ou aplicativo de mensagem;
  11. Ampliação do público atendido;
  12. Capacidade de atender a mais pacientes;
  13. Contato mais recorrente e próximo entre pacientes e profissionais de saúde;
  14. Benefícios que diferenciam a clínica, hospital ou consultório em relação a outros serviços médicos.

Conte com a Telemedicina Morsch

Se você quer realizar teleconsultas dentro dos parâmetros exigidos pelo CFM e com toda a qualidade que seus pacientes merecem, conheça as soluções oferecidas pela Telemedicina Morsch.

Desde 2005, oferecemos uma plataforma completa para os profissionais de saúde, dotada de todos os benefícios mencionados acima e a mais alta tecnologia para:

  • Realização de consulta médica online;
  • Telemonitoramentos;
  • Telediagnósticos com laudos à distância;
  • Prontuários eletrônicos em nuvem e muito mais!

Apoiado em sólidos protocolos de segurança, nosso sistema tem adesão simplificada, altamente viável, com total suporte e treinamento e disponibilidade de mais de 50 especialistas de todas as áreas da medicina.

Faça como as mais de 1.000 clínicas que já atendemos em todo o Brasil. Clique aqui e saiba tudo sobre as vantagens de aderir à Telemedicina Morsch.

Conclusão

Telemedicina Morsch e consultas médicas

A realização de consultas médicas online já era um movimento que estava ganhando espaço ao redor do mundo, mas as necessidades impostas pela pandemia a tornaram uma realidade inerente à área da saúde, que tende a se desenvolver e ganhar ainda mais espaço entre os especialistas.

Contudo, para manter sua qualidade, é preciso que alguns cuidados sejam observados, como:

  • Criação de um ambiente apropriado;
  • Humanização do atendimento;
  • Infraestrutura de qualidade;
  • Garantia de segurança de dados;
  • Entre outros pontos que mencionei ao longo do artigo.

Se você quer saber ainda mais sobre a evolução das consultas médicas e como a tecnologia está influenciando as rotinas dos especialistas, não perca nossos próximos conteúdos. Clique aqui para assinar a newsletter e compartilhe o texto com os seus colegas.  

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE