Laudo de Holter a distância na Telemedicina

Por Dr. José Aldair Morsch, 10 de agosto de 2017
laudo de holter

O laudo de Holter já é uma realidade em locais remotos de difícil acesso. O que antigamente só era possível com a presença do Cardiologista na instituição, agora é feito através da Telemedicina com  laudo a distância.

Uma das opções é o laudo de holter de Eletrocardiograma, um exame complementar ao eletrocardiograma que investiga as arritmias.

Os arquivos enviados do exame são avaliados pela telessaúde com uso da telemedicina que é a ferramenta de transferência dos exames usando uma plataforma em nuvem.

O Conceito de Holter

Com a necessidade de documentar a presença de alterações do ritmo cardíaco, um pesquisador que deu seu sobrenome ao método, desenvolveu um aparelho capaz de registrar os batimentos cardíacos de uma pessoa ao longo de um, dois e até 7 dias.

Nesta condição é possível registrar com mais segurança as alterações do batimento que comumente chamamos de arritmias que não foram encontradas num eletrocardiograma convencional feito em alguns minutos antes da consulta com o cardiologista.

E o laudo de holter? O que é exatamente?

No momento em que o Cardiologista ou o Clínico do paciente tem a necessidade de investigar a presença de arritmias, pensa logo em realizar o exame e conforme o resultado, tomará a conduta ideal.

O especialista em arritmia, cuja especialidade se chama arritmologista interpreta os dados enviados para a plataforma de telemedicina e descreve num relatório uma série de atividades encontradas no exame que ficou registrando os batimentos cardíacos por 24 horas.

Unindo os dados descritos num diário que o paciente leva junto para casa onde anota os sintomas que teve e os horários ocorridos mais o comportamento do ritmo no período registrado ele tem subsídios para formular uma conclusão sobre o exame.

A descrição dos eventos ocorridos no ritmo cardíaco nas 24 horas juntamente com a relação dos sintomas que o paciente teve, como por exemplo, taquicardia, aceleração, descompasso cardíaco faz com que ao final seja concluído como um exame normal ou alterado.

É justamente a descrição e conclusão do exame que chamamos de laudo de Holter e é considerado um dos melhores exames para investigar alterações do ritmo cardíaco descritos como sintomas desconfortáveis por muitos pacientes.

Objetivo do exame de Holter

O exame tem como objetivo identificar e detectar a presença de arritmias durante um longo período de monitorização do paciente, classificando e quantificando esse problema.

Dessa forma é uma avaliação bem comum em pacientes com queixas de descompasso cardíaco que podem ser Extra-sístoles Ventriculares ou atriais. 

Com o laudo de Holter é possível classificar as arritmias em 3 categorias:

  1. A de Lown é uma das primeiras a serem feitas em pacientes coronariopatas com risco de morte súbita.
  2. Outra classificação possível é a de bigger, de caráter mais generalista. Sem levar em conta as doenças que o paciente já apresenta, como hipertensão, diabetes, colesterol elevado, infarto prévio.
  3. Uma terceira possibilidade é a classificação de Myerburg, que analisa separadamente frequência das arritmias e características morfológicas no traçado registrado. Com essas classificações é possível concluir frequência e complexidade das arritmias.

Diagnóstico das arritmias com o exame e laudo de Holter

O diagnóstico de arritmias se torna mais rápido com um método seguro usando o Holter e enviando os arquivos para serem interpretados usando a Telemedicina.

Antigamente quando os laudos de holter eram registrados em fitas K7, demoravam semanas para obter-se um laudo e a qualidade da gravação era muito baixa.

Hoje nada disso é necessário: as gravações são digitais e transmitidas pela internet e pode ser obtido no mesmo dia caso haja urgência no laudo.

O médico responsável pode ter acesso aos laudos sem estar presente fisicamente no local onde o exame é feito, basta acessar a internet e logar na plataforma de Telemedicina em nuvem.

Com essa tecnologia o resultado é de alta qualidade, com registros eletrocardiográficos precisos de forma cômoda e competente. Comparado aos registros antigos, por se tratar de exames com equipamentos analógicos, a quantidade de interferências era altíssima. 

O custo também é mais baixo o que beneficia clínicas e hospitais, bem como os usuários do serviço. O paciente tem resolvido seu problema sem necessidade de visitar vários especialistas.

Existem hospitais que preferem usar tecnologias da telemedicina, com uma central de análises e investindo em gravadores, pois assim conseguem maior rentabilidade e redução dos prazos para diagnósticos.

Dessa maneira a pessoa que obterá o laudo de Holter conseguirá ter seus resultados mais rapidamente bem como tratar a enfermidade de maneira mais rápida.

Sabemos que quando o tema é saúde, quanto mais rápido for a ação mais chances de melhora o paciente terá.

A telemedicina e o laudo de Holter

A telemedicina vem de encontro justamente a isso: rapidez e conforto aliada as tecnologias para disponibilizar o laudo de holter em tempo hábil.

Cada vez mais elas se expandirão em prol de benefícios aos pacientes. A facilidade em obter laudos por telemedicina gera economia e possui a mesma seriedade e credibilidade de laudos que ainda são realizados em clínicas de Cardiologia onde o dono é o próprio especialista que lauda os exames.

Devemos imaginar que são poucas cidades onde é possível disponibilizar clínicas completas de Cardiologia. A realidade é outra quando estamos falando de zonas de difícil acesso e são nesses locais que a Telemedicina beneficia o paciente.

Tudo que a clínica ou hospital precisa é uma pessoa treinada para operar os aparelhos e uma boa conexão com internet. Não é preciso softwares específicos, o processo de envio dos arquivos e recebimento dos laudos é tudo via plataforma web em nuvem.

É sabido que muitas pessoas reclamam da demora que os laudos médicos possuem. Isso aumenta a ansiedade e angústia dos pacientes, o que é péssimo para problemas cardíacos. Sem contar com aqueles que morrem na fila aguardando a marcação do exame.

Em resumo as vantagens em se usar a telemedicina em laudos de holter de ECG são:

  • Menos custos,
  • Menos tempo gasto,
  • Laudo confiável,
  • Sistema tecnológico de ponta,
  • Econômico,
  • Maior disponibilidade,
  • Possibilidade de alerta em casos mais graves.

A alternativa do comodato com laudo de holter

A Telemedicina Morsch investiu numa estrutura muito particular que concede ao cliente a possibilidade de contratar o serviço na modalidade de comodato.

O cliente paga uma mensalidade e ganha 10 laudos gratuitos todos os meses. Caso faça mais de 10 exames, vai pagar somente pelos excedentes.

Uma das marcas líderes do mercado é o holter da Cardios, modelo Cardio light. Esta parceria com a Telemedicina faz com que os clientes tenham aparelhos de ótima qualidade quando decidem contratar na forma de comodato.

Como funciona o serviço para entregar o laudo de Holter?

Num primeiro momento parece que o exame é complicado. A Telemedicina disponibiliza suporte em tempo integral para auxiliar na instalação, configuração, treinamento do técnico que irá instalar o aparelho.

Tudo é feito de forma remota, onde um funcionário da Telemedicina Morsch acessa o computador do cliente e auxilia em todos os passos.

A telemedicina veio para ficar e está em crescente expansão no Brasil. Em breve a maioria das clínicas optarão pelo sistema a fim de melhorar o atendimento e reduzir custos.

Compartilhe nas redes! Assine nosso blog!

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia pela PUC-RS. Pós-graduação em Cardiologia Pediátrica pela PUC-RS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp