Leitura de ECG na plataforma de Telemedicina

Por Dr. José Aldair Morsch, 1 de setembro de 2016
leitura de ecg

A leitura de ECG que era realizada exclusivamente por Cardiologistas em suas clínicas, agora está disponível remotamente através do uso de empresas de Telemedicina que fornecem o laudo a distância.

A pergunta que não nos fazemos ao usar essa nova modalidade é:

Será que esse exame foi realizado de forma correta?

Será que a leitura de ECG está de acordo com nossa realidade?

Solicite um orçamento

Conceito de eletrocardiograma e leitura de ECG

O eletrocardiograma é um exame que permite a avaliação por completo da eletricidade produzida e transmitida pela atividade cardiovascular do paciente, através do uso de um aparelho de eletrocardiograma digital, com eletrodos colocados na pele do paciente.

Quando realizado de forma correta,  o exame indica, resumidamente, como vai à saúde do coração.

Ela pode estar normal ou o exame pode contar com alterações nos nervos, tecido muscular, válvulas, ritmo cardíaco.

Para compreender a eletricidade do coração, basta comparar essa atividade à energia que sai da condução elétrica em nossa residência.

Essa condução conta tanto com lados positivos como também, com os negativos.

Essa é uma forma de leitura de ECG.

São exatamente essas diferenças positivas e negativas que são identificadas em um eletrocardiograma, demonstradas nos traçados com linhas positivas e negativas em cima de uma superfície quadriculada para que o especialista consiga medir as diferenças, bem como avaliar os vetores resultantes das ondas elétricas.

Como a atividade elétrica do coração é captada?

E se você está em dúvida sobre como elas são captadas, nós lhe auxiliamos: tais diferenças são encontradas por meio dos eletrodos sensíveis, que, ao serem “instalados” em regiões específicas do nosso corpo, registram, de modo quase que automático, as atividades no resultado do exame de eletrocardiograma.

Apesar de ser razoavelmente simples, o eletrocardiograma é um dos exames de maior importância da cardiologia.

A razão é compreensível: ele é um dos exames capazes de diagnosticar  uma série de enfermidades ou condições que estejam afetando a saúde do coração como:

  1. Infartos antigos ou novos.
  2. Isquemia miocárdica aguda ou crônica
  3. Disritmias cardíacas.
  4. Aumento de cavidades ventriculares ou atriais, onde chamamos de coração grande.
  5. Avaliar distúrbios de condução intra-cardíacos
  6. Avalia ainda distúrbios de eletrólitos como aumento do potássio.
  7. Acompanha portadores de marcapasso.
  8. Avalia cardioversores implantáveis.
  9. Avalia arritmia na pericardite e miocardite.

Como é realizado o exame de ECG?

O aparelho de eletrocardiograma digital utilizado é compacto e simples, denominado eletrocardiógrafo.

Ao ser conectado a um computador ou notebook, pode ser realizado em qualquer lugar.

Ele registra, em poucos minutos a atividade elétrica na pele do indivíduo e transforma num gráfico para ser analisado pelo Cardiologista.

Com base em padrões já pré-estabelecidos, o especialista (no caso, o médico cardiologista) analisa e faz a leitura do ECG para ver como está a saúde do coração do paciente.

O paciente deve se deitar (com a barriga para cima) em uma maca comum, ao lado do pequeno aparelho chamado eletrocardiógrafo digital, que na grande maioria dos casos é portátil.

O exame, além de rápido, é totalmente indolor.

Exame de ECG nas mulheres

Ao contrário do que se pensa, o exame de eletroencefalograma não é diferente nas mulheres, ou seja, é necessário retirar toda a parte de cima, incluindo o sutiã para que não ocorra interferências no traçado e dificulte ou impossibilite que o especialista forneça um laudo médico do exame com qualidade.

Vale lembrar que um exame mal feito poderá mostrar doenças que o paciente não tem, como é o caso dos distúrbios de condução muito presentes nos exames em geral.

O técnico de enfermagem irá colocar alguns eletrodos no corpo do indivíduo como nos braços, pernas e no tórax.

Esses serão os responsáveis por avaliar os estímulos elétricos da atividade cardiovascular ou as suas repercussões.

Para realizar o exame, um gel de condução é aplicado nos locais do paciente onde irão ser fixados os eletrodos, facilitando ainda mais a captação dos estímulos elétricos.

Além disso, a pele deve estar completamente desengordurada e limpa com algodão e álcool antes da aplicação do gel.

Para quem o eletrocardiograma é indicado?

O eletrocardiograma deve ser realizado, periodicamente, em indivíduos com mais de 40 anos de idade.

Porém, ele pode ser solicitado em qualquer idade da vida do paciente, principalmente caso ele já tenha tido algum problema de coração anteriormente.

Também caso esteja se programando para iniciar alguma prática esportiva ou se submeterá a algum tipo de trabalho de risco, como trabalho em altura, dirigir veículos, que exigirá bastante do coração ou que coloca em risco a vida de outras pessoas.

leitura de ecg onde mostra o traçado do exame com os batimentos cardíacos

Traçado de eletrocardiograma tridimensional

O exame é capaz de identificar (e até mesmo prevenir) 4 doenças:

  1. Arritmias cardíacas,
  2. patologias do tipo coronarianas,
  3. crescimento das cavidades do coração,
  4. infarto do miocárdio 

Outra curiosidade interessante sobre o eletrocardiograma diz respeito ao fato de que ele também é capaz de identificar doenças não cardíacas, como é o caso de:

  1. Embolia pulmonar.
  2. Hipotireoidismo.
  3. Distúrbios de metabolismo.
  4. AVC (acidente vascular cerebral).

O que fazer em caso de dúvidas na leitura de ECG?

O resultado do exame, por sua vez, é composto por uma série de gráficos.

Alguns são gráficos padrões, utilizados para indicar como é o estado de normalidade dos músculos cardíacos.

E outros gráficos indicam a atividade cardíaca do paciente em questão.

Após terem sido submetidos à leitura de ECG pelo especialista, é entregue na forma de laudo médico.

Em outas palavras, interpretar o exame por si só é uma atividade realizada por grande parte dos indivíduos.

E a razão é compreensível: graças ao resultado do laudo médico emitido, fica relativamente simples identificar como vai à saúde do seu próprio coração.

Na conclusão do eletrocardiograma poderá estar escrito exame normal ou uma série de alterações que vão desde um exame mal feito até resultados complicados em que buscam o resultado no google e acabam se deparando com informações muito desencontradas.

Esse modelo de leitura de ECG numa Clínica qualquer e receber o resultado do médico da cidade já não é mais a única opção disponível para a sociedade.

Agora é possível o próprio paciente enviar o registro gráfico do eletrocardiograma para uma central de telemedicina onde um novo Cardiologista irá reavaliar o exame e formular um novo laudo para sanar as dúvidas daquele paciente.

O uso de plataformas de telemedicina para enviar exames para os especialistas

O uso desse formato de telessaúde já está consolidado, como pode ser o caso de uma clínica de medicina ocupacional ou de uma empresa de segurança do trabalho.

Essa empresa pode ser a responsável pela realização do eletrocardiograma ou de demais exames.

Posteriormente, eles podem ser enviados para leitura de um profissional especialista por meio de uma plataforma de telessaúde ou de telemedicina.

O paciente pode ter acesso a uma plataforma de telemedicina morando em qualquer lugar

Outra possibilidade envolve unicamente o paciente, que após realizar um exame seja ele eletrocardiograma, espirometria, eletroencefalograma ou outro não se sentiu 100% confiante e convencido com o resultado, tem a opção de uma segunda opinião enviando seus exames através da mesma plataforma de telemedicina.

Neste caso, o paciente pode enviar o seu exame para leitura de um profissional responsável por meio da mesma plataforma de telemedicina utilizada pelas empresas.

Tudo o que ele precisará é realizar uma compra (pré-paga e de ótimo custo x benefício), enviando o exame nesta plataforma em formato de fotografia ou digitalizada.

O exame de ECG pode ser facilmente escaneado e enviado em arquivo digital na plataforma.

A partir de então, o especialista da área poderá interpretar o resultado do exame novamente, oferecendo em seguida a sua opinião em formato de laudo médico em questão de poucos minutos.

Graças aos avanços cada vez mais gradativos da telemedicina, qualquer indivíduo com dúvida sobre seus exames poderá se beneficiar, contando não só com a opinião de um especialista, como de dois (ou até mais) profissionais, caso seja necessário.

Agora, tanto empresas como pessoas poderão enviar exames, que antes eram específicas de cada área médica por meio de plataformas de telemedicina – para serem avaliados em seguida.

Enfim, a leitura de ECG ou outro exame, além de ser realizada em questão de minutos, é fornecida na forma de um laudo médico.

Ela é realizada por uma equipe própria de especialistas da plataforma, que atuam na interpretação dos exames em escala 24/7/365, ou seja, todas as horas do dia, todos os dias da semana e até mesmo do ano.

E sobre os resultados, não há com o que se preocupar: eles são tão precisos como aqueles realizados com médicos presenciais.

Gostou desse assunto?  Compartilhe nas redes, assine nosso blog e receba conteúdo como esse no seu e-mail toda semana.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia pela PUC-RS. Pós-graduação em Cardiologia Pediátrica pela PUC-RS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp