Eletrocardiograma digital: como funciona, características e benefícios

Por Dr. José Aldair Morsch, 20 de agosto de 2019
Eletrocardiograma digital

O advento do eletrocardiograma digital aumentou a sensibilidade e acurácia do monitoramento cardíaco.

Na modalidade digital, o exame ganhou em confiabilidade, apoiando diagnósticos assertivos para a maioria das doenças cardiovasculares.

Além disso, o ECG digital permitiu a integração com plataformas de telemedicina, viabilizando o compartilhamento de informações e a emissão de laudos médicos a distância.

No município de Montes Claros/MG, por exemplo, a realização do procedimento digital com laudo remoto acabou com a espera pelo teste para pacientes em comunidades urbanas e rurais, que chegaram a ter de aguardar mais de um ano para fazer o ECG.

Fruto de parceria com a Rede de Teleassistência de Minas Gerais (RTMG), o teste é realizado no local onde os pacientes vivem, rompendo barreiras como o deslocamento até unidades de Estratégias de Saúde da Família e entregando os resultados em poucas horas.

Se você também deseja melhorar os serviços no seu estabelecimento com o ECG digital, continue lendo este artigo.

A partir de agora, vou comentar iniciativas de sucesso, vantagens e como funciona o exame.

Vamos em frente?

Primeiro, o que é eletrocardiograma digital?

o que é eletrocardiograma digital?

O que é eletrocardiograma digital?

Eletrocardiograma digital é um teste de diagnóstico importante na detecção e acompanhamento de diversos males cardiovasculares.

Seus diferentes tipos – ECG de repouso, teste ergométrico e holter de ECG – seguem um padrão semelhante, utilizando eletrodos para colher dados sobre os impulsos emitidos pelo coração no bombeamento do sangue pelo organismo.

Em seguida, os dados são enviados a um software específico que os transforma em imagens digitais, revelando gráficos de linha que descrevem o ritmo cardíaco.

O eletroencefalógrafo ou aparelho de eletrocardiograma digital não é algo novo no mercado da saúde.

Lançado na década de 1990 para ser usado junto a um computador, o dispositivo entrou no mercado com o objetivo de melhorar a qualidade do ECG, que antes era feito apenas por aparelhos analógicos – aqueles que usavam tirinhas para imprimir os resultados.

Realizar o eletrocardiograma usando um aparelho digital abriu precedente para o desenvolvimento de equipamentos modernos para outros exames de diagnóstico, como eletroencefalograma, espirometria e raio X.

Diferença entre o eletrocardiograma digital e modelo analógico

Diferença entre o eletrocardiograma digital e modelo analógico

Diferença entre o eletrocardiograma digital e modelo analógico

Apesar do aumento na aquisição de equipamentos digitais, ainda existem aparelhos que usam tecnologia analógica no mercado.

A diferença entre os dois tipos está, basicamente, na forma como geram os gráficos correspondentes à atividade elétrica do coração.

Enquanto o modelo analógico usa uma caneta especial para imprimir os gráficos em tiras de papel, o digital forma imagens em pixels automaticamente.

Portanto, o eletroencefalógrafo digital reúne uma série de vantagens sobre o analógico, pois os resultados podem ser salvos diretamente no computador ou enviados a um cardiologista em tempo real.

Repare que a tecnologia digital dispensa o uso de papel, cuidados para conservar os gráficos impressos e até a presença do cardiologista no momento do exame.

Um técnico habilitado pode conduzir o procedimento, enquanto o especialista avalia os registros a distância.

Características do eletrocardiograma digital

Características do eletrocardiograma digital

Características do eletrocardiograma digital

Como expliquei acima, o eletrocardiograma digital recebeu esse nome por utilizar um dispositivo que produz registros em pixels do exame.

Esse aparelho deve seguir as exigências de órgãos como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a fim de que cumpra requisitos mínimos de segurança e performance.

A Anvisa determina que o eletrocardiógrafo tenha proteção de desfibrilador, para garantir que nem o paciente, nem o equipamento corram riscos quando for preciso usar o cardioversor – durante uma parada cardiorrespiratória.

A agência também pede que os dispositivos tenham ventosas e grampos seguros, que possam ser trocados quando necessário.

A seguir, veja mais características desejáveis em um eletrocardiógrafo digital:

  • Compacto e portátil, o que facilita seu transporte
  • Que funcione conectado a um notebook, o que elimina a necessidade de energia elétrica para fazer o ECG
  • Com um software de simples uso, o que agrega agilidade ao exame.

Como as clínicas aproveitam o aparelho de eletrocardiograma digital?

Como as clínicas aproveitam o aparelho de eletrocardiograma digital?

Como as clínicas aproveitam o aparelho de eletrocardiograma digital?

A criatividade e a necessidade humana transformaram o mundo, inclusive no setor da saúde.

Iniciada na década de 1980, a popularização da internet levou ao aproveitamento da rede para enviar exames a especialistas de diferentes áreas, que os interpretam a distância.

Esse fato abriu um leque de possibilidades para consultórios, hospitais e clínicas médicas em todo o mundo, especialmente aquelas que trabalham com exames de diagnóstico em cardiologia.

Combinando o eletrocardiógrafo digital à telemedicina, é possível montar um serviço de eletrocardiograma mesmo em cidades onde não há cardiologistas.

Basta que a unidade de saúde treine um técnico de enfermagem para conduzir o ECG e delegue os laudos médicos para os cardiologistas da empresa de telemedicina.

Como funciona o laudo a distância do eletrocardiograma?

Emitido remotamente, o laudo de eletrocardiograma digital segue uma dinâmica simples e rápida, que leva cerca de 30 minutos.

Primeiro, o técnico de enfermagem capacitado realiza o exame e compartilha os registros digitais na plataforma de telemedicina, acessível mediante login e senha.

Assim que visualizam os gráficos, cardiologistas logados no sistema analisam os registros sob a luz da suspeita clínica e histórico do paciente.

Essa análise leva à composição do laudo médico, que recebe a assinatura digital do cardiologista e é liberado na mesma plataforma.

Em seguida, o documento fica disponível para ser salvo, impresso ou enviado ao médico solicitante.

-> Solicitar orçamento para laudo à distância de eletrocardiograma

Benefícios do laudo a distância do eletrocardiograma digital e plataforma de telemedicina

Benefícios do laudo a distância do eletrocardiograma digital e plataforma de telemedicina

Benefícios do laudo a distância do eletrocardiograma digital e plataforma de telemedicina

Comentei, nos tópicos anteriores, alguns benefícios de optar pelo eletrocardiograma digital e os laudos a distância, possíveis graças à plataforma de telemedicina.

Agora, vou detalhar as principais vantagens desse processo para o seu negócio.

1. Os laudos do eletrocardiograma digital ficam salvos na nuvem

Nuvem é o nome do espaço ilimitado de armazenamento na internet, que pode ser utilizado para guardar documentos médicos, como o laudo.

Para isso, plataformas como a da Telemedicina Morsch agregam mecanismos de proteção à nuvem, a exemplo de criptografia e senhas, garantindo o sigilo quanto às informações do paciente.

Dessa forma, os laudos são salvos automaticamente e ficam protegidos na nuvem, onde podem ser localizados facilmente através de pesquisas no portal.

2. O laudo do eletrocardiograma digital é interpretado por cardiologistas

O Conselho Federal de Medicina autoriza que testes simples, como o ECG, sejam conduzidos por técnicos capacitados.

No entanto, apenas cardiologistas podem emitir e assinar os laudos desses exames.

Por isso, empresas idôneas de telemedicina contratam somente médicos com CRM ativo e qualificados na interpretação da ECG, que assinam digitalmente o laudo para evitar fraudes.

3. Resultados rápidos e diagnósticos mais precisos

Já destaquei em outro ponto deste artigo a dinâmica da entrega de laudos remotos para o eletrocardiograma digital, que são liberados em minutos.

Além disso, os cardiologistas da Morsch ficam dedicados apenas à interpretação dos exames, o que lhes confere maior agilidade e precisão na análise dos gráficos.

4. Disponibilidade de segunda opinião médica quando solicitado

Caso o cliente tenha dúvidas quanto aos laudos, ele pode solicitar uma segunda opinião aos especialistas da telemedicina, sem burocracia.

Clientes da Morsch também contam com avaliação imediata nas suspeitas de infarto agudo do miocárdio, a fim de proporcionar um atendimento rápido e melhorar o prognóstico do paciente.

Basta solicitar o auxílio dos cardiologistas de plantão, através da plataforma.

5. Laudos à distância emitidos 24 horas por dia

O portal integrado de telemedicina da Morsch funciona sem interrupções, cobrindo casos urgentes ou não, 24 horas por dia.

Desse modo, sua equipe terá suporte para eletrocardiogramas realizados a qualquer hora do dia ou da noite, mesmo em domingos e feriados.

6. Comodato de eletrocardiograma digital quando solicitado

Ter uma empresa de telemedicina como parceira inclui o acesso a serviços agregados, como o comodato de aparelhos médicos.

Essa modalidade de aluguel permite que sua empresa adquira o eletrocardiógrafo digital a custo zero, desde que contrate um pacote mensal de laudos de ECG.

Ou seja, você paga apenas pelos laudos e ganha o direito de usar o equipamento enquanto durar o contrato.

O sucesso no uso do eletrocardiograma digital nas clínicas remotas

O sucesso no uso do eletrocardiograma digital nas clínicas remotas

O sucesso no uso do eletrocardiograma digital nas clínicas remotas

No Brasil e no mundo, há exemplos de clínicas que estavam a ponto de fechar as portas, mas se reergueram com o apoio da telemedicina.

Enquanto o convencional era ter lucro com as consultas e com os baixos valores pagos pelos convênios, agora, é possível melhorar muito os ganhos com os exames.

A qualidade na atenção primária em locais remotos também aumenta significativamente com os laudos de ECG a distância.

Muitos pacientes que precisavam viajar horas para realizar um exame simples, como um eletrocardiograma de repouso, podem usufruir desse serviço em suas pequenas cidades.

É o caso dos moradores de Braúnas/MG, município que apostou no ECG digital desde a década de 2000, aderindo ao projeto Minas Telecárdio.

Conforme relata este estudo, o uso de laudos remotos resultou na economia aos cofres públicos, que não precisam arcar com o deslocamento dos cidadãos para fazer o ECG.

Além disso, houve melhoria na resolutividade nos atendimentos, reduzindo agravos e complicações por atraso na conduta adequada.

Em Santa Catarina, o secretário de saúde de Piratuba, Vanderlei Weber, também notou uma economia considerável ao adotar o laudo remoto para eletrocardiograma em 2017.

Segundo notícia no portal da cidade, os pacientes fazem o exame na Unidade Básica de Saúde e os dados são enviados a cardiologistas de outras localidades dentro do estado, que laudam os testes e os entregam via internet.

Outro exemplo comum é o atendimento a plantonistas de UPA (Unidade de Pronto Atendimento) em diversos municípios, que contam com apoio para o diagnóstico e tratamento de emergências como infartos e arritmias, que dependem de um cardiologista para o diagnóstico e conduta inicial.

Por que algumas clínicas faliram usando o eletrocardiograma digital?

Por que algumas clínicas faliram usando o eletrocardiograma digital?

Por que algumas clínicas faliram usando o eletrocardiograma digital?

Em um primeiro contato com essa pergunta, vem logo a impressão de que a adesão ao eletrocardiograma digital foi causa de falência.

Mas não é bem assim.

Na verdade, o uso correto do aparelho de ECG digital melhora o atendimento nas unidades de saúde.

Então, o que aconteceu com os estabelecimentos que tinham esse aparelho, mas fecharam?

Um dos desafios de qualquer empresa é prezar pela qualidade no atendimento do cliente, independentemente do ramo de atendimento.

Na medicina, isso é ainda mais importante, pois o paciente pode estar sensibilizado devido a uma doença, necessitando de apoio e atenção.

Portanto, a falta de um atendimento humanizado pode levar à perda de pacientes, impactando o orçamento ao ponto de provocar a falência da clínica.

Outro motivo pode estar na capacitação dos funcionários para operar o eletrocardiógrafo digital.

Aqueles serviços que não investiram em contratar um técnico em enfermagem qualificado certamente perderam pacientes para a concorrência, pois os laudos ficaram prejudicados.

Há, ainda, gestores que não firmaram parcerias na sua região, nem planejaram ações de marketing para aumentar a quantidade de pacientes.

Vale a pena o comodato do eletrocardiograma digital?

Vale a pena o comodato do eletrocardiograma digital?

Vale a pena o comodato do eletrocardiograma digital?

A resposta é sim.

O comodato é uma boa opção tanto para quem deseja expandir os serviços quanto para quem está começando.

Isso porque não há custos na aquisição do aparelho de eletrocardiograma digital, e o cliente tem suporte remoto sempre que for preciso.

Durante a manutenção, por exemplo, a Morsch substitui o eletrocardiógrafo, permitindo que sua equipe continue realizando o ECG.

Assim, há aumento nas receitas e apoio para utilizar o equipamento da melhor forma possível, pagando somente pelos laudos a distância.

Treinamento da equipe para o uso do eletrocardiograma digital

Anteriormente, falei sobre os impactos negativos que a falta de treinamento pode causar na sua unidade de saúde.

Profissionais inexperientes podem gerar registros confusos de ECG, prejudicando a elaboração do laudo e espantando os pacientes.

Daí a necessidade de manter um técnico em enfermagem devidamente treinado para conduzir o eletrocardiograma, o que pode ser uma tarefa difícil.

Afinal, é comum a rotatividade desses funcionários em clínicas médicas.

Para solucionar esse problema, a Morsch criou um espaço de treinamento para técnicos na própria plataforma de telemedicina.

Os conteúdos ficam disponíveis 24 horas por dia, facilitando a escolha do horário mais adequado para a capacitação.

O treinamento é simples e rápido, o que permite que um novo técnico esteja apto a manusear o aparelho de ECG rapidamente, cobrindo demissões, férias e faltas.

Veja um exemplo de conteúdo a seguir:

Sobre a Telemedicina Morsch

A Morsch começou na área cardiológica em 2001 e logo ampliou o atendimento para outras três especialidades: neurologia, pneumologia e radiologia.

Desde 2005, a empresa atua com foco em telemedicina e serviços agregados, proporcionando uma experiência completa ao cliente através de laudos online de qualidade, comodato, segunda opinião, treinamento e suporte remoto.

Todos os serviços podem ser acessados mediante login e senha no portal de telemedicina, com agilidade e sem burocracia, o que possibilita a ampliação do portfólio em poucos passos.

Atualmente, a Morsch conta com um time formado por 20 especialistas que atendem via plataforma de telemedicina, entregando mais de 20 mil laudos mensalmente.

Conclusão

Eletrocardiograma digital

Neste artigo, apresentei um panorama sobre o funcionamento, benefícios e exemplos de uso do eletrocardiograma digital.

Pacientes, médicos e estabelecimentos de saúde podem aproveitar as vantagens dessa modalidade de ECG, que viabiliza a emissão de laudos a distância junto a uma empresa de telemedicina.

Conte com a Morsch para otimizar seu serviço de ECG, com economia e aumento nas receitas da sua clínica.

Fale conosco para saber mais, ou peça já o seu teste grátis da nossa plataforma.

Se achou este conteúdo interessante, deixe um comentário.

Compartilhe com sua rede de contatos.

Referências Bibliográficas

COELHO NETO, Nathanael Machado. Programa Nacional de Telessaúde no município de Braúnas: uma avaliação do serviço de eletrocardiograma digital – Universidade Aberta do SUS. 2010.
Trabalho desenvolvido pela Secretaria de Saúde é destaque em revista internacional – Prefeitura de Montes Claros. 2016.

Secretária de Saúde de Piratuba implanta Tele-eletrocardiograma – Município de Piratuba. 2017.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp