Como um exame de espirometria errado pode complicar a clínica ocupacional?

Por Dr. José Aldair Morsch, 19 de fevereiro de 2018
um exame de espirometria

Ao realizar um exame de espirometria em sua clínica de medicina ocupacional, você se baseia no resultado fornecido pelo software do aparelho que faz o exame ou utiliza um laudo de um pneumologista?

Você já acompanhou de perto o seu funcionário fazendo o exame?

Saiba que o resultado do software para um exame de espirometria não é preciso e não tem validade legal e que a qualidade do exame implica num resultado diferente e que é discutido judicialmente nos processos.

Os processos respondidos pelas empresas contratantes dos funcionários que entraram com reparação tem repercussão solidária com as empresas de medicina ocupacional, respondendo em conjunto.

Neste artigo vou abordar de forma mais jurídica o assunto e mostrar que não vale a pena economizar nesse exame e correr sérios riscos de processos quando há alternativas muito viáveis para deixar tudo dentro da lei.

Para quem não sabe, entenda o que é um exame de espirometria

Um exame de espirometria é uma prova respiratória de sopro num aparelho médico para avaliar as condições de saúde dos pulmões.

Solicite um orçamento

Está indicado para investigar doenças respiratórias como asma brônquica ou como um exame admissional essencial de rotina para trabalhadores de setores com poluição do ambiente, seja ar, paredes, pisos, máquinas industriais, estradas, etc…

Entendi, mas o que isso importa para minha empresa?

No próximo tópico discuto o olhar empresarial do processo de um exame de espirometria.

A empresa que contrata uma clínica de medicina ocupacional deve saber tudo sobre um exame de espirometria

Na correria da vida de um administrador de empresa não existe tempo para acompanhar todos os processos na sua empresa.

Na maior parte das vezes os serviços contratados ficam na base da confiança e só são discutidos ou valorizados quando algo não sai como o programado.

Veja bem,

Não basta contratar uma empresa de medicina ocupacional e acreditar que tudo está dentro da lei.

O mínimo que um administrador precisa fazer é cobrar dos responsáveis da empresa de medicina ocupacional alguns detalhes fundamentais para a correta execução dos serviços.

Os 3 Requisitos básicos para contratação da empresa de medicina ocupacional

1- Ser registrada no conselho regional de medicina de seu estado.

2- O responsável técnico precisa ser um médico do trabalho.

3- O funcionário que realiza os exames precisa ter uma comprovação da sua formação na área.

4- A especialidade atendida pela empresa de medicina ocupacional precisa ter um responsável que assina os exames.

Com esses documentos em mão a empresa que contrata um serviço de medicina ocupacional terá um resguardo para eventuais processos.

Entenda que á partir do momento que o funcionário sofreu algum sinistro, se estiver relacionado com uma condição de trabalho que não deveria estar prestando, a culpa é da empresa de medicina do trabalho que não soube avaliar e quem paga a conta são os dois de forma solidária.

Isso ainda não é tudo,

Veja abaixo como acontece…

Que processos ocorrem com um exame de espirometria para uma clínica de medicina ocupacional?

O importante é entender o cenário para que assim o problema seja exposto e as atitudes a serem tomadas sejam claras e objetivas.

Falando especificamente de um exame de espirometria, vale a pena prestar atenção nos detalhes:

A empresa que quer contratar o funcionário tem ambientes insalúbres para um funcionário com problemas respiratórios e confia na clínica de medicina ocupacional para fazer a contratação.

Neste momento, um exame de espirometria feito de forma correta vai indicar que o funcionário não está apto a se candidatar ao cargo proposto.

Como o exame foi feito de maneira indevida, sem protocolos, sem avaliação correta por um pneumologista, a execução incorreta pelo funcionário da clinica de medicina ocupacional leva ao erro de contratar esse funcionário.

No momento em que o funcionário atua nesse ambiente insalúbre que não está apto, está sujeito a piora de sua condição de saúde ou até a morte.

Casos como esse são frequentes e acabam em danos irreparáveis para as empresas.

Tudo isso pode ser evitado!

um exame de espirometria

A Telemedicina Morsch tem serviços de laudos de espirometria a distância

O médico do trabalho pode contratar os serviços de laudos para os exames de espirometria de sua clínica feitos por Pneumologistas registrados no Conselho Federal de Medicina e evitar problemas futuros com a justiça.

Como você pode se beneficiar disso?

A Telemedicina Morsch disponibiliza uma plataforma em nuvem que recebe os arquivos dos exames de espirometria e o Pneumologista acessa com login e senha, interpreta e devolve os laudos médicos de espirometria em 30 minutos.

O comodato de espirômetro para quem não pode comprar o aparelho

A opção perfeita para quem está pensando em realizar um exame de espirometria em sua clínica ou dentro das empresas é adquirir o espirômetro em comodato, visto que o aparelho é compacto e pode ser levado no bolso.

A Telemedicina Morsch faz contrato anual e entrega o aparelho sem custo, cobrando apenas pelos laudos.

Como resolver o problema do funcionário que não sabe realizar um exame de espirometria?

Essa é a melhor parte,

A Telemedicina Morsch disponibiliza cursos gratuitos a distância para treinamento dos funcionários das clínicas de medicina ocupacional e só libera os laudos médicos depois de comprovada a qualificação com um número significativo de exames.

Baixe um curso gratuito de espirometria aqui!

Mesmo que o funcionário se considere capaz, os exames só são liberados se o Pneumologista considerar adequados para serem laudados, evitando problemas futuros.

Em resumo, não vale a pena tentar economizar alguns reais ao realizar um exame de espirometria sem utilizar a avaliação de um Pneumologista.

Também não é preciso investir um monte de dinheiro comprando equipamento ou pagando um curso para o seu funcionário.

Opte por serviços da Telemedicina Morsch e durma em tranquilo, sem se preocupar com ações trabalhistas futuras.

Assuntos como esse são postados toda semana em nosso blog.

Se gostou, compartilhe nas redes e assine nossa newsletter.

Até a próxima!

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia pela PUC-RS. Pós-graduação em Cardiologia Pediátrica pela PUC-RS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp