Caso de sucesso com eletroencefalograma

Por Dr. José Aldair Morsch, 22 de outubro de 2015
sucesso com eletroencefalograma

Este estudo de caso de sucesso com eletroencefalograma trata da história de um jovem médico recém-formado, que residia em uma pequena cidade de interior.

Ele optou por abrir uma clínica de saúde ocupacional, porque tinha a formação necessária para isso, entretanto, faltavam-lhe os recursos que viabilizassem a execução do projeto, até pelo fato de ele estar em início de carreira.

Para quem ainda tem dúvidas a respeito da Telemedicina, sem saber se essa modalidade inovadora de prestar serviços de saúde e laudos médicos pode realmente funcionar na prática ou não, vale à pena conhecer um caso real que serve como exemplo.

O começo de tudo para montar um consultório com sucesso com eletroencefalograma

Sem pensar em desistir de sua ideia, o médico chegou a fazer orçamentos para saber exatamente o quanto gastaria com os equipamentos necessários para a abertura da clínica.

Infelizmente, ele se deu conta de que mesmo se fizesse um financiamento, não seria suficiente. Foi então que um amigo sugeriu a Telemedicina Morsch, porque já conhecia o sistema.

Solicite um orçamento

A saída viável com a Telemedicina Morsch

O médico, então, contratou o primeiro exame de eletrocardiograma em comodato para prestar esse exame aos trabalhadores de uma empresa de construção civil que ficava naquela cidade de interior.

Preferiu iniciar com um exame mais barato para chamar a freguesia.

Após fazer um contrato com a Telemedicina Morsch, ele recebeu o equipamento pelo correio e já marcou treinamento.

No mesmo dia o suporte da empresa acessou remotamente o seu computador e instalou o eletrocardiograma.

Em seguida, um técnico da Clínica foi treinado e já iniciou a realizar exames e enviar para a plataforma de Telemedicina.

A ideia acabou dando tão certo que pouco tempo depois o hospital local já estava encaminhando pacientes para a clínica, que precisavam daquele tipo de exame, visto que o resultado era fornecido em 30 minutos.

Pensando sempre em expandir para aumentar os lucros

A necessidade de expansão também não demorou a aparecer e o jovem profissional resolveu contratar o eletroencefalograma em comodato também porque, mais uma vez, os recursos que ele tinha não seriam o suficiente para comprar o aparelho.

Chegou a temer não conseguir cumprir a cota de exames mínimos para manter o comodato, mas conseguiu, pois teve uma aceitação excelente, assim como foi com o eletrocardiograma.

Fez o contrato, recebeu o aparelho e treinamento e no mesmo dia já saiu fazendo exames na região.

As empresas da região se beneficiaram com os exames, não precisando se deslocar para outras cidades. O mais interessante é que as outras cidades acabaram convidando para montar o serviço e melhorar o atendimento que estava precário.

O crescimento constante evolui para outras cidades

A clínica continuou crescendo sem parar, pois tinha condições para atender os pacientes. O médico contratou mais um técnico em enfermagem para ajudá-lo e abriu uma segunda clínica, em outra cidade, apostando nesse mesmo sistema.

A lição que esse médico tirou de tudo isso é que para ter sucesso com a sua própria clínica, além da formação e da dedicação, é fundamental saber fazer um bom uso dos recursos. Procurar não misturar os gastos da vida pessoal com o da empresa e ter paciência em esperar as coisas acontecerem.

Hoje em dia, uma das coisas que a Telemedicina proporciona é que os centros de saúde possam oferecer exames complexos sem que o proprietário precise comprar os equipamentos para realizá-los, por meio do comodato.

Quero entender mais sobre o comodato de equipamentos médicos

Assim, os jovens médicos que queiram abrir as suas próprias clínicas, podem investir mais na estrutura em si, com o intuito de oferecer mais conforto aos pacientes e até de conseguir atender mais pessoas, garantindo os exames pelo comodato.

A Telemedicina propicia isso de forma segura e confiável, tanto para os profissionais quanto para as pessoas que são atendidas.

Aparelhos disponibilizados em comodato pela Telemedicina

Eletrocardiograma, eletroencefalograma, espirometria e muitos outros exames já podem chegar a todos os lugares graças ao fato de que a modernização e a tecnologia chegaram também à medicina, fazendo surgir a Telemedicina.

Portanto, o conselho para os médicos recém-formados que desejam empreender, mas que não tem recursos para montar uma clínica completa e com todos os equipamentos é adotar o comodato. Assim, será possível levar saúde e qualidade de vida para muito mais pessoas!

Deixe seu e-mail ao lado, compartilhe nas redes!

Dr. José Aldair Morsch – Cardiologista – Especialista em Telemedicina

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia pela PUC-RS. Pós-graduação em Cardiologia Pediátrica pela PUC-RS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp