Eletrocardiograma com arritmia

Por Dr. José Aldair Morsch, 15 de março de 2015
Eletrocardiograma com arritmia

O eletrocardiograma com arritmia é um diagnóstico frequente nos consultórios e hospitais. sendo um  excelente exame para o controle e tratamento desse mal que mais acomete 33% dos brasileiros.

Esta condição acomete mais de 40 milhões de brasileiros, sendo que a maior parte destes nem sabem que são portadores de tal patologia, o que aumenta o risco demasiadamente.

ecg com arritmia

Aparelho compacto de ECG

Mas quando realmente o eletrocardiograma com arritmia é uma doença?

A arritmia é vista em qualquer Eletrocardiograma?

Não. Muitas vezes precisamos usar o Holter de ECG digital de 24 horas para documentar a arritmia.

ORÇAMENTO

Isso significa que se o paciente tem sintomas e fez um ECG que deu normal, não exclui de continuar a investigação.

eletrocardiógrafo digital é um instrumento de diagnóstico de altíssima precisão, sendo hoje utilizado regularmente no lugar dos antigos aparelhos de eletrocardiograma analógicos.

Estamos vivendo um período de transição tecnológica, onde todo e qualquer aparelho está conectado a um computador.

Essa facilidade traz mais definição nos traçados de eletrocardiograma digital, o médico consegue monitorar o batimento cardíaco enquanto faz o exame.

São vantagens em relação aos antigos, do tempo em que recebíamos o resultado do exame numa tira de papel.

Precisamos lembrar que muitas arritmias só são diagnosticadas com o Holter de ECG 24 horas, que é um complemento do eletrocardiograma.

Neste caso o ritmo cardíaco é monitorado por 24 horas, aumentando as chances de registrar o problema.

Todo Eletrocardiograma com arritmia deve ser tratado?

Não.

Nem todo eletrocardiograma com arritmia necessita de tratamento.

Muitas vezes nos deparamos com resultados de eletrocardiograma alterado com uma série de informações que não orientam para nada, ou seja, não ocorre uma conclusão do exame e esperamos o médico decifrar e dizer alguma coisa com sentido.

O ser humano nasce com uma condição de vida que consideramos saudável, porém, a forma não é perfeita, sempre tem um detalhe diferente.

Podemos apresentar algumas doenças congênitas, mas em geral ganhamos nota máxima do pediatra, o famoso APGAR.

O que é arritmia?

É a mudança do batimento cardíaco fora da faixa de normalidade que fica entre 50 e 100 batimentos por minuto.

Batimentos abaixo de 50 chamamos de bradicardia e acima de 100 batimentos, estamos diante das taquicardias.

Essas informações são coletadas através da eletricidade captada na nossa pele pelo aparelho de ecg.

Nosso corpo funciona através de minúsculos pontos elétricos produzidos pelas células que possuem essa característica peculiar.

Como exemplos, citamos o coração e o cérebro, mas não podemos esquecer todo sistema nervoso que temos desde a coluna até as extremidades.

A produção dos estímulos elétricos está relacionada ao nosso bem estar, ou seja, se estivermos nervosos, ingerirmos álcool, fumarmos, ingerirmos outras drogas, café em excesso, certamente a eletricidade irá alterar e produzirá alterações nos exames em geral.

Diante disso, cuidado, não se desespere com o primeiro resultado de eletrocardiograma com arritmia e pense em tratar, tudo precisa ser analisado para chegar a uma conclusão.

Todas as pessoas tem algum grau de descompasso cardíaco, umas sentem mais e outras nem sentem.

A regra básica é que se você é saudável, nunca teve um evento cardíaco como infarto, doença das válvulas cardíacas ou morte súbita na família de origem elétrica, ou seja, devido a uma arritmia, provavelmente não precisa de tratamento.

Quer mais informações relevantes sobre as alterações no eletrocardiograma e a conduta normalmente adotada?

Baixe nosso manual de ecg gratuito

Com o aumento exponencial de casos de estresse social, uso de drogas ilícitas, abuso de medicamentos, somados aos inúmeros que ainda não foram identificados, todo hospital e clínica deveriam ter em suas unidades um eletrocardiógrafo digital.

No caso de hospitais e clínicas particulares, isso não é apenas uma necessidade do ponto de vista estrutural, mas também uma questão de valor agregado.

Cada vez mais as pessoas buscam soluções rápidas e que não exijam grandes deslocamentos.

Quais os tipos de Eletrocardiograma com arritmia mais frequentes?

A lista de possibilidades de um eletrocardiograma com arritmia é grande quando descrevemos no resultado do ECG de repouso. listo as 6 principais.

1. ESV – Extra-sístole ventricular

É o famoso descompasso cardíaco, comum entre as pessoas. Muitos chegam a ter até uma tosse seca no momento do descompasso.

2. ESSV – Extra-sístole supra-ventricular

Também uma condição frequente, sentida como tremida do coração. Está relacionada a estresse e abuso na ingestão de álcool e drogas

3. Bigeminismo Ventricular

É um aprofundamento da extra-sístole ventricular, ou seja, ocorre um aumento do número de episódios, chegando a ficar paralelo ao batimento normal.

Seria um batimento normal e outro da EV ( extra-sístole ventricular).

4. Taquicardia sinusal

Ocorre nos momentos de ansiedade, infecções, anemia, doenças da tireoide, uso de medicamentos e drogas.

A frequência cardíaca está descrita no exame como superior a 100 batimentos por minuto.

5. Bradicardia sinusal

Muito comum nos atletas, pessoas de trabalho braçal intenso que mantém uma boa condição física.

Os corredores de maratona chegam a ter 35 batimentos por minuto.

Consideramos bradicardia quando o batimento está abaixo de 50 e dificilmente necessita de tratamento.

6. Arritmia sinusal

Situação comum nas crianças até os 14 anos, onde o movimento respiratório altera o batimento, isso desaparece com o crescimento e maturação do ser humano.

Temos aparelho de ECG em nossa clínica mas não temos quem laude, o que fazer?

A telemedicina Morsch disponibiliza uma plataforma de telessaúde onde o cliente envia os registros de eletrocardiograma de qualquer aparelho, seja analógico ou digital e recebe o laudo de ecg em 30 minutos.

Mesmo que o enfoque da clínica ou do hospital não seja apenas a cardiologia, um eletrocardiógrafo digital pode ser de grande utilidade, já que agrega valor ao contexto da clínica, por trazer mais segurança e confiabilidade no diagnóstico.

Não temos aparelho de eletrocardiograma em nosso serviço

Para clientes que necessitam de aparelho de eletrocardiograma para realizar seus exames e enviar os exames para a telemedicina, é possível adquirir na forma de aluguel em comodato.

CLIQUE AQUI E CONHEÇA COMO FUNCIONA O COMODATO DE ECG

No vídeo abaixo descrevo como são os equipamentos fornecidos em comodato para os clientes que não querem comprar o equipamento.

CLIQUE E ASSISTA O VIDEO

Porque realizar eletrocardiograma regularmente?

Um eletrocardiógrafo digital é capaz de diagnosticar rapidamente as alterações de transmissão elétrica do coração.

Desta maneira, muitas vezes pessoas que dizem estar sofrendo apenas um mal estar, falta de ar e outros sintomas parecidos, podem estar tendo uma crise de arritmia.

E somente com um eletrocardiógrafo digital de qualidade é que a equipe médica poderá dar um diagnostico mais preciso. Para se ter uma ideia, nosso coração é formado por uma série de cavidades e zonas de difícil acesso.

Com o aparelho de eletrocardiograma digital , o profissional conseguirá verificar a atividade elétrica e sua condutibilidade em todos estes locais, de maneira precisa e confiável, executando o exame e enviando para a central de Telemedicina onde o Cardiologista analisa o exame e fornece o laudo médico em minutos.

Preciso comprar um eletrocardiógrafo novo, qual marca escolher?

Com a constante evolução da tecnologia e medicina, é natural dispormos de vários modelos de aparelhos no mercado.

Para auxiliar na compra do aparelho que melhor se adeque ás suas necessidades, escrevemos um artigo com comentários sobre cada aparelho.

CLIQUE AQUI PARA CONHECER AS MARCAS DE ECG NO MERCADO

Quero contratar os serviços de laudos á distância, procuro por Telemedicina ou Telessaúde?

Para clientes que estão iniciando o contato com novas tecnologias na saúde, decidimos publicar um artigo específico para orientar na melhor escolha do serviço.

CLIQUE AQUI PARA SABER A DIFERENÇA ENTRE TELEMEDICINA E TELESSÁUDE

Em resumo, o mais importante no momento de se posicionar ao receber um ecg com arritmia é escolher o profissional correto, neste caso um Cardiologista.

Se você mora em cidades maiores, já existe uma especialidade da cardiologia para isso, chamada de arritmologista.

Se não se convenceu com as informações que seu cardiologista forneceu sobre o seu Eletrocardiograma com arritima, certamente o arritmologista saberá lhe orientar com mais detalhes, afinal , ele se especializou para tratar somente dessa modalidade dentro de toda a cardiologia.

Se achou relevante as informações deste artigo, aproveite para compartilhar com seus amigos.

Não esqueça de assinar nosso blog e compartilhar nas redes sociais.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia pela PUC-RS. Pós-graduação em Cardiologia Pediátrica pela PUC-RS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp