Telemedicina ocupacional: o que é, benefícios e como funciona

Por Dr. José Aldair Morsch, 15 de fevereiro de 2023
Telemedicina ocupacional

A telemedicina ocupacional vem ganhando destaque nos últimos anos, e não é à toa.

Afinal, a aplicação de recursos tecnológicos à medicina e segurança do trabalho confere eficiência à rotina dos profissionais do SESMT.

Por consequência, fortalece as medidas de proteção aos colaboradores, reduzindo acidentes e doenças ocupacionais.

Neste artigo, trago as principais novidades e ferramentas de telemedicina para empresas que desejam prevenir ocorrências e promover a qualidade de vida no trabalho.

Siga em frente e fique bem informado?

O que é telemedicina ocupacional?

Telemedicina ocupacional é a oferta de serviços de medicina do trabalho através de Tecnologias Digitais, de Informação e de Comunicação (TDICs).

Em outras palavras, é o emprego da telemedicina em prol da saúde ocupacional.

Prontuário digital para os funcionários, interpretação online de exames complementares e assinatura digital de documentos de segurança e saúde do trabalho (SST) são exemplos de telemedicina ocupacional.

Esse segmento surgiu para otimizar as tarefas de profissionais do SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho).

Com auxílio tecnológico, os conecta a especialistas em SST, Recursos Humanos e gestores.

É permitido o uso da telemedicina na saúde do trabalho?

Antes de entrar nesse mérito, destaco que a telemedicina já é utilizada por clínicas de medicina ocupacional no Brasil há anos.

Mais especificamente, serviços como a interpretação e laudos à distância estão disponíveis desde a década de 2000, quando foi publicada a Resolução CFM 1.643/2002, definindo a telemedicina como:

“O exercício da Medicina através da utilização de metodologias interativas de comunicação audiovisual e de dados, com o objetivo de assistência, educação e pesquisa em Saúde.”

O debate atual gira em torno da autorização para realizar os exames do PCMSO online, sem que o médico do trabalho avalie o empregado pessoalmente.

Tal dúvida surgiu após o período de pandemia e isolamento para conter o coronavírus, entre 2020 e 2022, quando as rotinas do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional foram feitas à distância.

Ao final da emergência de saúde pública, a telemedicina ganhou nova regulamentação através da Resolução CFM 2.314/2022, que passou a autorizar a teleconsulta direta entre médico e paciente.

Também expandiu o escopo das atividades médicas à distância, permitindo que a telemedicina seja usada “para fins de assistência, educação, pesquisa, prevenção de doenças e lesões, gestão e promoção de saúde.”

Nesse cenário, especialistas refletem que funcionários de empresas com grau de risco 1 podem ser avaliados em consulta online.

Isso porque eles não estão expostos a riscos ocupacionais que exijam exames complementares.

Obviamente, o sucesso dessa estratégia depende da obediência às normas regulamentadoras e regras do CFM a respeito da telemedicina.

Quais os benefícios da telemedicina ocupacional?

Entre as principais vantagens da telemedicina ocupacional, vale citar:

  • Otimização na entrega de laudos de exames complementares do PCMSO, como espirometria ocupacional, eletrocardiograma e raio X de tórax OIT
  • Economia de tempo e dinheiro que seriam gastos no deslocamento até uma clínica de saúde ocupacional para buscar os documentos
  • Armazenamento do histórico de saúde dos colaboradores na nuvem, um local da internet com espaço infinito e proteção aos dados através de senhas e criptografia
  • Opção de pesquisa e cruzamento de dados usando o prontuário eletrônico
  • Acesso facilitado aos dados dos trabalhadores por pessoas autorizadas, pois o software de telemedicina em nuvem fica disponível a partir de qualquer dispositivo conectado à internet
  • Possibilidade de assinar os documentos de SST a distância, dentro de um sistema seguro, evitando atrasos na entrega aos órgãos governamentais.

A seguir, explico como ter acesso a esses benefícios.

Como funciona a telemedicina ocupacional?

A telemedicina ocupacional funciona dentro de sistemas informatizados que viabilizam a oferta dos serviços online.

Estou falando da plataforma de telemedicina, um software que obedece a padrões de qualidade exigidos pelo Conselho Federal de Medicina.

O sistema conta com padrões de segurança que preservam o sigilo médico e garantem a autenticidade das assinaturas digitais, conforme diretrizes da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil).

Dentro da plataforma de telemedicina da Morsch, profissionais de saúde ocupacional podem aproveitar soluções como:

  • Prontuário digital: mais que uma pasta com documentos dos empregados, o prontuário eletrônico do paciente vai além da organização do histórico de saúde, oferecendo ferramentas como tabelas de medicamentos e fórmulas e prescrição digital com QR Code
  • Telediagnóstico: interpretação e laudo à distância para exames complementares do PCMSO realizados na empresa ou em clínicas de medicina do trabalho
  • Assinatura digital para documentos de SST: compartilhamento de relatórios e programas de saúde ocupacional no sistema, permitindo que sejam revisados e assinados por especialistas como médicos do trabalho e engenheiros de segurança
  • Treinamento online: capacitação disponível 24 horas por dia para a realização de exames por técnicos de enfermagem do trabalho, fisioterapeutas e outros profissionais in loco.

Veja que são muitas as facilidades com as quais sua empresa pode contar a partir da telemedicina ocupacional.

Telemedicina no trabalho

A telemedicina ocupacional fortalece as medidas de proteção aos colaboradores, reduzindo acidentes e doenças

Laudos de saúde ocupacional na telemedicina

Mencionei, acima, os benefícios dos laudos online para empresas e clínicas de saúde ocupacional.

Essa alternativa amplia o acesso a especialistas aptos a avaliar os exames complementares do PCMSO, que podem ser conduzidos por técnicos de enfermagem ou radiologia treinados.

Assim que coletam as imagens ou registros, esses profissionais os compartilham na plataforma Morsch, acessível mediante login e senha.

Em seguida, um especialista da nossa equipe médica de plantão avalia e interpreta os achados.

Ele produz o laudo, inserindo sua assinatura digital para confirmar a autenticidade.

Assim, os laudos de saúde ocupacional são entregues em minutos. Também dá para assinar documentos à distância, incluindo:

  • PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos)
  • ASO (Atestado de Saúde Ocupacional)
  • PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais)
  • PCMAT (Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria de Construção Civil)
  • PCMSO
  • PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário)
  • LTCAT (Laudo Técnico das Condições Ambientais de Trabalho)
  • PCA (Programa de Conservação Auditiva).

Clique aqui e confira as oportunidades da telemedicina para o seu negócio!

Conclusão

A telemedicina ocupacional amplia as possibilidades de cuidados para os funcionários de empresas de todos os portes.

Por otimizar o trabalho das equipes do SESMT, essa área tende a continuar avançando no Brasil e no mundo.

Então, não perca tempo e comece hoje mesmo a modernizar as rotinas de SST no seu negócio com o suporte da Telemedicina Morsch!

Se achou este conteúdo interessante, leia mais sobre medicina ocupacional nesta página.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE