Médico de pulmão: saiba como consultar online com pneumologista

Por Dr. José Aldair Morsch, 27 de outubro de 2021
Médico de pulmão

Procurando um médico de pulmão, forma popular de se referir ao pneumologista?

Esse é o especialista capacitado para diagnosticar e tratar males das vias aéreas inferiores.

Além do próprio pulmão, traqueia, pleura e mediastino são objeto de estudo desse profissional.

Geralmente, os problemas respiratórios mais comuns começam nas vias aéreas superiores para, em seguida, avançar e atingir as inferiores.

É o caso da pneumonia viral, que pode ser consequência de uma gripe mal curada.

Mas saiba que não é preciso esperar agravos aparecerem para consultar um pneumologista.

Afinal, visitas preventivas são sempre importantes.

E com o auxílio da tecnologia, você tem opções rápidas e práticas para ter acompanhamento constante desse especialista, através da teleconsulta.

Explico melhor como funciona essa alternativa e quais ocasiões pedem atendimento do médico de pulmão nos próximos tópicos.

Siga com a leitura e saiba mais.

Como se chama o médico de pulmão?

Popularmente conhecido como médico de pulmão, o pneumologista estuda a anatomia e o funcionamento das vias aéreas inferiores.

Para entender melhor o trabalho desse profissional, vale voltar um passo e falar sobre o aparelho respiratório.

Responsável pela troca de gases que garante a captação de oxigênio e eliminação de gás carbônico, o sistema é formado por vias aéreas superiores e inferiores.

As superiores ficam acima do tórax e também podem ser avaliadas pelo otorrinolaringologista – ou simplesmente otorrino.

São elas: nariz, cavidades nasais, faringe e laringe.

É por essas estruturas que o ar é filtrado, entra no corpo e é aquecido antes de chegar aos pulmões.

Depois da laringe, o ar passa para as vias aéreas inferiores, localizadas na área torácica.

São elas:

  • Traqueia: fino tubo capaz de filtrar partículas que tenham passado pela laringe e que permite a chegada do ar aos pulmões
  • Pulmões: órgãos esponjosos que reúnem as partes responsáveis pela troca gasosa e respiração (brônquios, bronquíolos e alvéolos)
  • Pleura: membrana que recobre os pulmões
  • Brônquios: tubos que nascem na traqueia, divididos entre pulmão direito e esquerdo
  • Bronquíolos: pequenas ramificações dos brônquios
  • Alvéolos: bolsas localizadas na extremidade dos bronquíolos, que contêm vasos sanguíneos muito finos – os capilares. É nessa área que ocorrem as trocas gasosas, captando oxigênio e expelindo gás carbônico
  • Mediastino: espaço que fica entre os pulmões.

Como o oxigênio é o principal componente para a sintetização de energia pelas células de todo o corpo, dá para imaginar a importância do aparelho respiratório.

E de manter suas estruturas sempre bem cuidadas.

O que um médico pneumologista faz?

Cabe ao médico pneumologista diagnosticar, tratar e contribuir para a prevenção de males do aparelho respiratório.

Principalmente as vias aéreas inferiores.

Esse especialista tem papel central no combate às patologias respiratórias, doenças comuns que podem ser perigosas.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, as infecções respiratórias são a terceira causa de morte em adultos em todo o mundo.

Grande parte dos óbitos tem relação com a pneumonia, quadro infeccioso que compromete o funcionamento dos pulmões.

Geralmente, a pneumonia pode ser evitada com medidas simples como manter os ambientes bem arejados, lavar as mãos com frequência, se vacinar e não fumar.

Além desses hábitos saudáveis, é essencial manter uma rotina preventiva, buscando ajuda médica se perceber complicações respiratórias.

Um exemplo é a gripe, doença corriqueira que pede descanso, ingestão de líquidos e fortalecimento do sistema imunológico para ser curada.

A maioria dos casos pode ser tratada em casa.

Contudo, é preciso consultar o pneumologista ou mesmo o clínico geral se o quadro se agravar.

Caso contrário, o vírus da gripe pode alcançar os pulmões e desencadear uma pneumonia.

Especialista de pulmão

Pneumologista atua no diagnóstico e tratamento de males que atingem o aparelho respiratório

Quando consultar um médico especialista de pulmão

Embora o normal seja lembrar do pneumologista apenas quando se está doente, é inteligente consultar esse especialista com finalidade preventiva.

Um exemplo de assistência com foco na prevenção são os atletas profissionais ou amadores que pedem uma avaliação da capacidade respiratória.

Nesse contexto, o médico faz o exame físico e solicita testes como a espirometria para verificar se está tudo ok com os pulmões.

Assim, é possível evitar problemas nas vias aéreas por causa do esforço físico exigido na prática de alguns esportes.

Confira, abaixo, as principais situações que se beneficiam da consulta com o pneumologista.

1. Para prevenir doenças

Males que acometem o aparelho respiratório costumam se manifestar em períodos secos, como o inverno.

Durante essa estação, o ar fica mais carregado de poluentes capazes de sensibilizar as vias aéreas e gerar inflamações.

Mas uma abordagem preventiva pode reverter essa tendência, por meio de terapias e hábitos que diminuem as chances de sofrer com resfriados, gripes, asma e outras patologias.

O pneumologista tem os conhecimentos necessários para orientar o paciente e/ou seus responsáveis, colaborando para melhorar a qualidade de vida.

2. Se tiver sintomas de males respiratórios

Nem sempre dá para identificar uma doença ou o especialista que se deve procurar para conseguir assistência.

Porém, alguns sintomas são típicos de problemas respiratórios e podem ser avaliados pelo médico de pulmão.

Abaixo, listo os mais frequentes.

Redobre a atenção se perceber dois ou mais sintomas associados:

  • Falta de ar
  • Tosse que não passa
  • Cansaço em repouso
  • Chiado ou dor no peito
  • Tosse com sangue ou catarro de cor forte
  • Ronco
  • Febre alta
  • Quadros consecutivos de inflamações ou infecções respiratórias.

 

3. Para tratar doenças respiratórias

Sejam crônicas ou passageiras, as patologias do trato respiratório devem ser diagnosticadas e tratadas pelo pneumologista.

A lista de males desse tipo pode ser extensa, por isso, detalho os mais comuns abaixo.

Bronquite

É uma inflamação nos brônquios, que são tubos que se estendem pelos pulmões.

A bronquite pode ser aguda ou crônica.

A aguda é provocada por vírus ou bactérias que se instalam nos brônquios, causando incômodos como tosse persistente com muco.

Essa forma da doença costuma melhorar e ter cura espontânea depois de dias ou poucas semanas.

Já a forma crônica resulta de anos de agressões aos bronquíolos pela aspiração de substâncias nocivas, levando à deterioração das vias aéreas.

Nesse caso, a bronquite não tem cura.

Médico pneumologista

Doenças pulmonares são investigadas a partir de exames de imagem solicitados pelo médico

Asma

Quem sofre com asma costuma nascer com os pulmões mais sensíveis que o normal, o que favorece sua obstrução diante de substâncias irritantes.

Podem ser produtos de limpeza, perfumes, ácaros ou poeiras que, quando inalados, provocam crises de falta de ar, tosse, chiado e dor no peito.

A asma é sempre crônica, portanto, o paciente se beneficia de terapias e medidas preventivas para evitar as crises.

Pneumonia

Trata-se de um quadro infeccioso nos pulmões, que costuma atingir os alvéolos, prejudicando a troca de gases essencial para a respiração.

Bactérias, vírus e fungos são os agentes causadores da patologia, caracterizada por falta de ar, febre alta e persistente.

Dependendo da gravidade, a pneumonia pode levar à confusão mental, alterações nos valores de pressão arterial e até à insuficiência respiratória aguda.

Nesse ponto, os pulmões não conseguem manter a eficiência nas trocas gasosas, necessitando de atendimento emergencial para evitar danos ao cérebro e ao coração.

Tuberculose

Tuberculose é uma infecção causada pelo bacilo de Koch, que em geral acomete os pulmões. Provoca tosse, febre, cansaço e sudorese, sendo tratada com antibióticos.

Embolia pulmonar

Ocorre quando um coágulo obstrui a artéria pulmonar, desencadeando falta de ar, dor torácica intensa e palpitações.

Requer socorro imediato, pois pode ser fatal.

Câncer de pulmão

Formado pelo crescimento desordenado de células doentes que destroem os tecidos saudáveis, o tumor maligno vai comprometendo a capacidade pulmonar aos poucos.

Tosse com sangue, rouquidão e perda de peso estão entre os sintomas, que devem motivar uma visita ao pneumologista o mais breve possível.

Fibrose cística

Fibrose cística é uma doença genética que afeta uma série de órgãos, como rins, intestino, pâncreas e pulmões.

Exige tratamento feito por uma equipe multidisciplinar, incluindo o médico de pulmão para combater problemas respiratórios.

Coqueluche

Infecção respiratória que acomete principalmente crianças, provocando crises de tosse seca, mal-estar e febre.

Pode ser evitada com a vacina, disponível pelo SUS em todo o país.

Como é a consulta com médico do pulmão?

A consulta com o pneumologista tem início com uma conversa ou entrevista com o paciente, que serve para coletar dados importantes.

É durante esses primeiros minutos que o médico se informa sobre o motivo da visita, presença ou não de sintomas, história familiar e se há doenças crônicas.

Analisadas em conjunto, essas informações dão pistas sobre problemas respiratórios que estejam provocando incômodos como a falta de ar.

Portanto, é fundamental responder tudo com franqueza e com a maior clareza possível.

Comente, também, sinais que tenha percebido nos últimos dias e se apareceram depois de algum gatilho.

A exposição a pólen ou fumaça irritante pode ter ocasionado uma crise de asma, por exemplo.

Mesmo fatores estressantes podem ter influência sobre quadros respiratórios, então, relate tudo o que achar importante.

Em seguida, vem o exame clínico, composto por avaliação da pele, dos sintomas, ausculta para verificar se há chiado no peito, entre outros procedimentos.

Você pode esclarecer dúvidas e fazer perguntas a qualquer momento.

Por fim, o especialista pode pedir testes complementares para confirmar ou afastar a suspeita clínica, a exemplo de:

  • Testes de laboratório para verificar a presença de infecções
  • Raio X de tórax

 

Médico de pulmão pela internet

Diante de crises graves, você deve correr ao pronto-socorro mais próximo.

No entanto, a maioria dos casos permite uma avaliação com menos urgência, por meio da marcação de consulta com o pneumologista.

A boa notícia é que inovações tecnológicas possibilitaram a conexão entre médico e paciente a distância, através da teleconsulta.

O atendimento por videoconferência é feito em uma sala exclusiva, dentro do ambiente seguro da plataforma de telemedicina.

Nesse software, o médico consegue observar alterações na fala, falta de ar e outros sintomas relatados pelo paciente.

Sistemas modernos como o da Telemedicina Morsch possuem espaço para a criação de documentos durante a consulta online.

Assim, o médico de pulmão atualiza o prontuário digital, inclui dados sobre a condição clínica, pedidos de exames, atestados e receitas.

Inclusive, a receita digital recebe um QR Code que facilita sua leitura nas farmácias, otimizando a compra de medicamentos e evitando dúvidas para interpretar a letra de médico.

A consulta a distância também tem opções de monitoramento para pessoas com doenças crônicas, que recebem assistência no conforto de suas casas.

Consultar pneumologista

Na teleconsulta, o paciente acessa o médico pneumologista de forma fácil, prática e rápida

Consulta online com pneumologista

Além da comodidade, a consulta online com pneumologista agrega economia ao atendimento, já que você não precisa se deslocar até o consultório ou clínica.

Dessa forma, pode poupar o valor que seria gasto com passagens, gasolina e alimentação fora de casa.

Essa opção também resulta em economia de tempo e praticidade, pois a teleconsulta pode ser feita de qualquer lugar.

Basta ter um dispositivo conectado à internet para conversar com o médico de sua confiança.

Outra vantagem é o acesso facilitado ao pneumologista, ainda que você more em locais afastados dos centros urbanos.

E a ampla segurança dos seus dados de saúde, sustentada por mecanismos de proteção como senhas e criptografia.

Suas informações ficam disponíveis facilmente para pessoas autorizadas, mas guardadas de fraudes e da deterioração pelo tempo, porque são arquivadas na nuvem (internet).

Tudo isso com agilidade desde a etapa de marcação da consulta online. Veja como é simples:

  • Acesse a página de agendamentos
  • Use o campo de buscas para selecionar a especialidade Pneumologia e escolha o profissional de sua preferência
  • Defina um entre os horários de agendamento, ao lado da identificação do médico
  • Você será redirecionado para uma página de login. Se não tiver cadastro, selecione “Criar conta”
  • Preencha o formulário com informações de identificação e prossiga
  • Crie uma senha e acesse o sistema
  • Confirme o horário da teleconsulta e faça o pagamento
  • Meia hora antes do atendimento, você vai receber o link de acesso à sala virtual via WhatsApp ou SMS.

 

Conclusão

Neste artigo, falei sobre a atuação, importância e doenças tratadas pelo médico de pulmão.

Mostrei, ainda, como utilizar a telemedicina para manter seus cuidados de saúde em dia.

No marketplace médico da Morsch, você encontra pneumologistas e outros especialistas prontos para te atender com rapidez e qualidade.

Se este conteúdo foi interessante para você, compartilhe.

Inscreva-se na newsletter para receber os próximos artigos em primeira mão.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE