Outubro Rosa: como clínicas podem aderir à campanha

Por Dr. José Aldair Morsch, 13 de outubro de 2020
O Outubro Rosa é uma campanha internacional que visa conscientizar a importância de diagnosticar precocemente o câncer de mama

O Outubro Rosa é uma iniciativa anual que visa estimular o autoexame da mama, como forma de prevenção ao câncer de mama.

Isso porque, o câncer de mama é um dos tipos mais frequentes de câncer, especialmente em mulheres – afetadas em aproximadamente 99% das vezes.

Estima-se que mais de 66 mil novos casos serão contabilizados apenas em 2020, o que poderá resultar em cerca de 17.763 óbitos.

Além disso, na maioria dos casos, a doença é diagnosticada em estágio avançado – o que justifica o fato de ela ser tão letal.

Dessa forma, é visando reduzir especialmente os números de mortes que são criadas diversas campanhas de marketing para o Outubro Rosa, distribuindo materiais explicativos para que, através dos exames adequados, seja possível realizar o diagnóstico precoce da doença.

Mas afinal, o que é Outubro Rosa, como ele surgiu e quais são as principais propostas da campanha?

E mais: como as clínicas e consultórios podem aderir a ela, ampliando a disseminação dessa informação tão importante para mulheres e também homens?

Esses e outros temas eu irei abordar neste conteúdo. Vamos lá!

O que é Outubro Rosa?

É um movimento internacional que perdura durante todo o mês de outubro com objetivo de aumentar a conscientização em relação à importância de prevenir e diagnosticar precocemente o câncer de mama.

Essa campanha não tem como  finalidade apenas transmitir informações relevantes às pessoas, mas especialmente estimular o autoexame e demonstrar a importância de frequentar o seu ginecologista para realizar a mamografia.

Segundo estudos, quando o câncer de mama é descoberto logo no início, as chances de cura chegam a 95% – demonstrando a importância de realizar esses exames periodicamente.

Como surgiu o Outubro Rosa?

Ele surgiu na década de 90 nos Estados Unidos, quando alguns estados começaram a criar campanhas isoladas de conscientização.

No entanto, o mês de outubro foi reconhecido como o mês da prevenção ao câncer de mama, somente após aprovação do Congresso Americano.

Neste mesmo período, a Fundação Susan G. Komen for the Cure promoveu a corrida pela cura, em Nova Iorque, quando foram distribuídos pela primeira vez os laços rosas, que se tornaram o símbolo internacional da cura da doença.

Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Outubro Rosa é uma campanha anual, realizada mundialmente, com a intenção de conscientizar a sociedade sobre o diagnóstico precoce do câncer mama.

 

Outubro Rosa no Brasil

No Brasil, a campanha demorou um pouco mais a chegar, sendo que os primeiros sinais do Outubro Rosa foram percebidos em 2002, quando o Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo, recebeu luzes cor de rosa.

Entretanto, foi somente em 2008, que a movimentação começou a ganhar força nas demais cidades, com o advento de campanhas de marketing, corridas e seus pontos turísticos sendo iluminados também com a coloração rosa durante a noite.

Na última década, o Outubro Rosa se tornou unanimidade, agregando diversas empresas a essa campanha tão importante e que pode salvar vidas.

Prevenção ao câncer de mama

Como mencionei, a campanha do Outubro Rosa tem como proposta principal conscientizar sobre as medidas de prevenção ao câncer de mama.

Para isso, uma dessas medidas é o chamado autoexame. Ele consiste em tocar a mama para diagnosticar precocemente a existência de algum nódulo pequeno ou alteração no órgão.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), mais de 60% das mulheres descobrem o câncer sozinhas, através do autoexame, sendo que, em 33% destes, ele se encontra em estágio inicial.

Em alguns casos, porém, somente adotando essa prática não é possível determinar a existência do nódulo, o que torna essencial a realização dos exames de rotina, como a mamografia, que preferencialmente deve ser feita a cada dois anos por mulheres entre 40 a 69 anos.

Além dos exames em si, há outras formas de prevenir a ocorrência do câncer de mama, como ficando atento aos principais fatores de risco da doença, que são:

  • Excesso de peso;
  • Má alimentação;
  • Tabagismo;
  • Sedentarismo;
  • Consumo excessivo de bebida alcoólica.

Como clínicas e consultórios podem aderir à campanha Outubro Rosa?

Existem diversas maneiras de aderir ao Outubro Rosa e, assim, aumentar a conscientização sobre a doença e suas formas de prevenção.

Conheça algumas dessas possibilidades:

1. Use suas redes sociais

Você pode aderir à campanha através das redes sociais, criando publicações, compartilhando fotos e depoimentos sobre o tema.

Além disso, é possível publicar vídeos de médicos especialistas falando sobre a importância da prevenção no combate ao câncer de mama.

2. Crie materiais de divulgação

Imprimir e distribuir flyers na recepção da clínica ensinando a fazer o autoexame é outra forma de aderir ao movimento e, especialmente, ensinar os pacientes a agirem corretamente.  

Esse mesmo material também pode ser enviado diretamente para os pacientes através de e-mail e WhatsApp cadastrados.

É possível encaminhar através desses mesmos canais lembretes para quem está na idade de fazer mamografia.

3. Distribua pin e fitas rosas para a equipe

Uma forma de demonstrar engajamento ao Outubro Rosa é distribuir para toda a equipe da clínica ou consultório pin ou fitinhas rosas, incentivando que usem junto ao uniforme ao longo de todo o mês.

Demais acessórios rosas também agregam valor, como luvas, máscaras e jalecos.

Tudo isso costuma causar um efeito positivo no ambiente de trabalho, demonstrando o seu engajamento com a campanha sem envolver grandes investimentos.

4. Decore o consultório na cor da campanha

Você pode deixar o ambiente alusivo ao Outubro Rosa de diversas formas, desde pintando uma parede ou adicionando elementos com tons de rosa.  

Algumas instituições privadas e públicas também recebem iluminação externa especial durante todo o mês – e você também pode.

Substitua as luzes externas pelas de tonalidade rosa, especialmente se a sua clínica estiver localizada em uma região de grande movimentação de pessoas.

5. Distribua brindes

Para ajudar ainda mais na conscientização e memorização sobre a importância do tema, você pode entregar brindes a todos que estiverem envolvidos nas ações especiais.

O brinde serve como uma espécie de estímulo para uma maior participação nos eventos relacionados ao tema, além de servirem como um lembrete.

6. Incentive o exame de mamografia

Incentive as mulheres que se encontram na faixa etária considerada de risco e realizarem o exame de mamografia.

Isso implica em perguntar se elas estão em dia com o exame – mesmo que a sua especialidade não seja em ginecologia e oncologia.

5. Comece a oferecer o exame de mamografia

É possível aproveitar o gatinho da campanha para começar a oferecer o exame preventivo para o câncer de mama na clínica, através da aquisição de um aparelho de mamografia.

Mesmo se você não contar com um especialista na área, é possível enviar o exame para ser laudado à distância, através de uma plataforma de telemedicina.

Assim, o laudo da mamografia é realizado por um profissional especializado de forma remota, sendo devolvido com agilidade para apreciação junto ao paciente.

6. Ofereça-se para dar palestras sobre o assunto

Outra forma de aderir ao movimento é se oferecer para realizar palestras sobre o assunto, aproveitando para disseminar seu conhecimento médico.

Não é necessário abordar exclusivamente sobre a doença em si. Logo, o tema central pode ser o incentivo à vida, abordando a importância do autoexame e de manter a regularidade dos exames preventivos.

7. Produza vídeos de conscientização

Você pode colher depoimentos de pacientes ou colaboradores que já tiveram ou que conhecem alguém que teve câncer de mama e se curou.

Compartilhar esse tipo de experiência através de mensagens positivas e que levam à reflexão costuma ser eficiente para quem está vendo, pois as pessoas têm a tendência a se colocar no lugar do outro.

Além disso, é possível criar um vídeo didático sobre o assunto, abordando as principais informações relacionadas à doença – podendo usar ou não os depoimentos.

8. Promova doações para campanhas de combate à doença

Outra iniciativa que pode ser adotada é ajudar um grupo ou uma ONG que atua na luta contra o câncer de mama.

Assim, você pode realizar doações e também estimular sua equipe a participar da seguinte forma: a cada R$ 1,00 doado pelo colaborador, a clínica doa mais R$ 1,00, por exemplo.

Qualquer ajuda financeira é importante porque essas organizações precisam de recursos para criarem os materiais de divulgação e compartilhar gratuitamente para a população.

9 – Crie um banco de lenços e mechas

Uma campanha de doação de lenços novos ou usados pode gerar resultados incríveis – além de ajudar quem mais precisa.

Esses lenços são doados a pacientes que estão em tratamento e podem ser destinados a alguma ONG associada ao FEMAMA ou ao Banco de Lenços, do Instituto Quimioterapia e Beleza – que fazem esse repasse.

Já o banco de mechas recebe o cabelo das pessoas após cortarem para que sejam confeccionadas perucas para as pacientes que perderam cabelo devido à quimioterapia ou alopecia.

Aqui você confere como ajudar com o banco de mechas.

10 – Incentive os funcionários a se prevenirem

Além de realizar todas as campanhas de Outubro Rosa acima, é importante incentivar a prevenção da doença dentro da própria clínica.

Isso envolve dar todas as instruções necessárias para que seus colaboradores realizem os exames da forma mais adequada e possam repassar esse conhecimento para amigos e familiares.

É importante lembrar que os homens também devem ser conscientizados, pois a doença pode afetá-los – mesmo que representem apenas 1% dos casos.

A mamografia é a maneira mais eficaz e segura de descobrir ou eliminar a existência da doença, pois é capaz de apontar qualquer alteração no tecido mamário.

A mamografia tem um papel fundamental na prevenção do câncer de mama, pois tem a função principal de detectar a doença ainda em fase inicial para que seja possível iniciar o tratamento precoce.

 

Qual a importância de incentivar o exame de mamografia?

Nem sempre é possível diagnosticar o câncer de mama através do autoexame, especialmente se estiver no início.

Nesse sentido, a mamografia ainda é a maneira mais eficaz e segura de descobrir ou eliminar a existência da doença, pois é capaz de apontar qualquer alteração no tecido mamário – mesmo que pequena.

Geralmente, o exame é indicado para mulheres a partir dos 40 anos, sendo repetido a cada dois anos. Porém, pode ser solicitado o início da sua realização antes, com cerca de 35 anos, quando a paciente apresenta fatores de risco para o seu desenvolvimento, como histórico familiar e não ter tido filho.

Além disso, há casos em que a mamografia deve ser realizada mais de uma vez por ano, como quando é preciso acompanhar mais de perto a evolução de um nódulo, por exemplo.

E por que é importante conscientizar as mulheres sobre a sua realização?

De acordo com alguns dados, 15% das brasileiras na faixa etária considerada de risco (entre 40 e 69 anos) nunca fizeram uma mamografia.

Apesar de não existir números abordando esse exame realizado em homens, a tendência é que seja ainda maior, uma vez em que ele é procurado apenas em último caso – justamente pela falta de informação.

Logo, cabe ao médico e demais profissionais de saúde incentivarem esse momento de prevenção para homens e mulheres não apenas durante as campanhas do Outubro Rosa, mas o ano todo.

Como a telemedicina pode ajudar na realização da mamografia?

A mamografia hoje é considerada um exame simples e rápido de ser realizado.

Como mencionei, clínicas e consultórios que queiram oferecer o exame não precisam necessariamente contar com um profissional especialista alocado, uma vez que a telemedicina supre essa necessidade.

E como funciona a realização do exame neste caso?

A Telemedicina Morsch oferece a possibilidade de realizar laudos de mamografia à distância.

Basta contar com um técnico para manusear o equipamento de mamografia digital e enviar os exames diretamente para a plataforma.

Assim, com os exames em mãos, o especialista avaliar e devolve o laudo em até 30 minutos – podendo ser em tempo real dependendo da urgência.

Esse laudo pode ser encaminhado para o médico que solicitou o exame ou mesmo para o paciente – conforme escolha realizada previamente.

Por ser mais rápido, esse processo otimiza o diagnóstico e a indicação do tratamento mais adequado.

Outra funcionalidade, que a Telemedicina Morsch oferece, é a possibilidade de aluguel em comodato de aparelho de mamografia.

Desta forma, você não precisa dispor de um grande investimento para adquiri-lo e ainda recebe uma quantidade de laudos gratuitos.

Conclusão

Neste artigo, você entendeu melhor o que é Outubro Rosa, quando ele surgiu e qual o objetivo por trás dessa campanha.

Eu mostrei que durante todo o mês de outubro, profissionais se mobilizam para conscientizar as pessoas sobre a importância da prevenção do câncer de mama através do autoexame e dos exames de rotina, como mamografia.

Dei também algumas dicas de ações que podem ser feitas por clínicas e consultórios, de forma a gerar engajamento das equipes e principalmente promover o conhecimento da população em geral.

Com a telemedicina, você também pode começar a oferecer o exame de mamografia na sua instituição, uma vez que ela permite a realização de laudo à distância.

Ficou interessado? Então veja como funciona na prática a telemamografia.

Se você quiser conhecer todos os aparelhos disponíveis para aluguel em comodato, entre em contato conosco agora mesmo!

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE