Empresas de telemedicina: o que são, para que servem e como escolher?

Por Dr. José Aldair Morsch, 10 de julho de 2019
Empresas de Telemedicina: como funciona e como escolher

Se você chegou nessa fase de escolha entre empresas de telemedicina, é porque entendeu que esta é a saída para buscar rapidez no atendimento de pacientes.

Percebeu, também, que essa é uma alternativa mais viável para obter laudos dos exames interpretados por especialistas.

O auxílio de uma empresa de telemedicina idônea resulta em maior produtividade.

Isso porque permite utilizar um prontuário eletrônico em nuvem com teleconsulta, além da emissão de laudos com agilidade e aumento no acesso a serviços de saúde confiáveis.

Não podemos esquecer do Marketplace médico, onde você atende, além dos seus próprios pacientes, todos os pacientes que acessam nosso Portal de Telemedicina.

Por isso, é cada vez maior a procura por esse suporte por parte de clínicas, hospitais e consultórios –que realizam consultas presenciais e pretendem fazer teleconsulta e exames de diagnóstico à distância.

Mas essa demanda também elevou a quantidade de players que atuam no mercado da telemedicina, dificultando a tarefa de escolher o mais adequado às necessidades do cliente.

Afinal, há diferentes formas de atuação, sistemas e opções na contratação desses serviços.

Se você está em dúvida sobre qual empresa de telemedicina escolher, pode começar se informando sobre sua atuação, reputação e como elas funcionam – assuntos centrais deste artigo.

Lendo até o fim, você também encontra detalhes sobre as áreas que podem se beneficiar da telemedicina e as principais vantagens dos laudos a distância.

Boa leitura!

Saiba o que é e veja como escolher empresas de telemedicina

Ferramenta da telessaúde,a telemedicina tem o objetivo de prestar auxílio à distância

O que é telemedicina?

A telemedicina nada mais é do que o encontro de tecnologias de comunicação e informação com o objetivo central de prestar auxílio médico à distância para pacientes e comunidades afastadas.

A telemedicina é a ferramenta usada pela telessaúde para atender pacientes à distância através de teleconferência e análise de exames enviados numa plataforma web na nuvem.

Levando-se em consideração os serviços ainda precários na área de saúde pública em âmbito nacional, a telemedicina pode fazer uma grande diferença – caso seja bem aplicada no país.

Isso porque a telessaúde pode se tornar uma aliada ao fornecer assistência qualificada e eficiente para indivíduos necessitados, que, muitas vezes, nem sequer têm condições de ir pessoalmente a um centro médico.

Qual a importância da telemedicina e para que serve?

A telemedicina surge como uma alternativa para que mais pessoas recebam atendimento especializado.

Isso porque, ao ser realizado de forma virtual, rompe com as barreiras geográficas.

Isso significa que o médico pode atender pessoas que outra cidade, estado ou mesmo país, bastante contar com a tecnologia adequada e acesso a internet.

Ela também serve para facilitar o otimizar o trabalho de hospitais e clínicas.

Isso porque casos mais leves passam a ser atendidos de forma remota, permitindo que eles direcionem sua atenção para pacientes mais graves e urgentes. 

Eliminando, assim, filas e esperas desnecessárias em um ambiente que, inevitavelmente, pode gerar novas doenças no paciente.

Por ser online, a telemedicina leva o diagnóstico de especialistas a regiões mais distantes dos grandes centros urbanos

Diversas especialidades podem se beneficiar com a telemedicina. Confira as principais!

Quais são as especialidades atendidas pela telemedicina?

Especialidades que contém exames simples de diagnóstico podem se beneficiar da telemedicina.

Isso porque o CFM exige especialistas apenas para a sua interpretação, mas permite que técnicos capacitados façam os exames.

Teleconsulta

Prontuário eletrônico com Teleconsulta é a mais tradicional nos consultórios em geral

Telediagnóstico

Utilizada junto com o prontuário eletrônico ou separada, ajuda na interpretação de exames para serviços sem especialistas.

Veja alguns exemplos abaixo:

Telecardiologia

Fruto da combinação entre telemedicina e cardiologia, essa subespecialidade atende aos exames mais comuns na avaliação da região cardíaca, contribuindo para diagnósticos corretos.

A telecardiologia também dá suporte para o cálculo do risco cirúrgico pré-operatório, que envolve a realização do eletrocardiograma, e na avaliação cardiológica para discussão de casos clínicos.

Teleneurologia

A teleneurologia oferece laudos para os principais exames de monitoramento da atividade elétrica do cérebro, apoiando a detecção de males neurológicos e da consciência.

Inclui, ainda, atendimento em tempo real para casos de AVC, a fim de identificar quais pacientes podem ser beneficiados com a administração de trombolítico endovenoso.

Esse medicamento desobstrui coágulos, sendo capaz de recuperar funções cerebrais perdidas e minimizar sequelas.

Telerradiologia

Mais ampla, essa subespecialidade engloba os resultados para testes simples de diagnóstico por imagem.

Clientes da Telemedicina Morsch têm à disposição um suporte remoto para configurar o PACS (Picture Archiving and Communication System) na empresa, que poderá receber imagens em formato DICOM (Digital Imaging and Communications in Medicine) automaticamente ou via internet.

Telepneumologia

Importante para a confirmação e acompanhamento de doenças respiratórias crônicas, a telepneumologia atende testes com finalidade ocupacional ou clínica.

O principal exame beneficiado pelos laudos remotos é a espirometria, ou prova de função pulmonar, que mede a capacidade respiratória do paciente.

Telemonitoramento

Área muito utilizada para acompanhamento de pacientes em seu domicílio. Pode ser útil para:

  • Acompanhar tratamentos;
  • Ver sinais vitais;
  • Usar dispositivos vestíveis que mandam os resultados direto para o prontuário eletrônico.

Com essa ferramenta o médico pode antecipar as condutas, evitando complicações e internações.

Ensino a distância

Área muito importante para treinamento de todos os servidores envolvidos no atendimento à saúde, incluindo pacientes.

Basta ter um computador e um software médico para usufruir da telemedicina

A telemedicina engloba diversos serviços online, conheça os principais!

Como posso contratar os serviços de telemedicina?

Para interessados em adquirir os serviços de telemedicina, basta solicitar um orçamento para a Telemedicina Morsch.

É importante saber que o software de telemedicina em nuvem aceita arquivos de exames de qualquer aparelho médico que o cliente possua.

O cliente que contrata os serviços de telemedicina recebe treinamento e suporte permanente para enviar os exames e recebe os laudos médicos.

O que são empresas de telemedicina?

Uma empresa de telemedicina é aquela que se dedica aos serviços de atendimento médico virtual, como:

As empresas de telemedicina começaram a ganhar relevância no Brasil nos anos 90, quando o setor público iniciou redes de comunicação a distância.

Ao mesmo tempo, o setor privado passou a oferecer monitoramento cardíaco de forma remota.

A partir dos anos 2000, novos recursos tecnológicos se tornaram disponíveis no mercado, viabilizando a construção de estruturas virtuais na nuvem (local de armazenamento na internet) para a troca de informações exigida na emissão de laudos médicos online.

Essas estruturas são chamadas de plataformas ou portais de telemedicina.

De um lado, clínicas médicas, consultórios ou hospitais enviam dados por meio da plataforma de telemedicina na nuvem.

De outro, especialistas logados no sistema atendem pacientes ou recebem registros dos exames em arquivos digitais, de qualquer lugar e dispositivo com acesso à internet.

O desenrolar do processo de atendimento de pacientes e do envio e recebimento dos exames e laudos médicos é dinâmico e leva poucos minutos.

Graças a essa dinâmica, o paciente é atendido em qualquer lugar e o cliente que precisa do telediagnóstico, recebe os resultados de exames de forma muito mais rápida.

As empresas de telemedicina são importantes no Brasil porque democratizam o acesso à saúde de qualidade além de desafogar o sistema público

Mais da metade da mão de obra médica está concentrada para um pouco mais de 23% de pessoas. A telemedicina surgiu para mudar com esse panorama.

A importância das empresas de telemedicina no Brasil

Conforme descreve este estudo, os principais desafios enfrentados por sistemas universais de saúde em todo o mundo são acesso, equidade, qualidade e custo.

Essas barreiras são percebidas pelos usuários do SUS em diferentes cidades brasileiras, que enfrentam a superlotação de hospitais, dificuldades para marcar cirurgias, exames e conseguir atendimento junto a especialistas.

Uma das causas dessa situação é a desigualdade na distribuição de médicos pelo país.

Para se ter uma ideia, a pesquisa Demografia Médica 2018 mostrou que, embora concentrem somente 23,8% da população, as 27 capitais brasileiras reúnem mais da metade (55,1%) dessa mão de obra.

A região norte apresenta um dos cenários mais críticos. Fora das capitais, seus municípios têm uma razão média de 0,47 médico por mil habitantes.

Nesses locais, a telemedicina tem um papel importante na democratização do acesso a serviços médicos com agilidade e qualidade, evitando que os pacientes precisem se deslocar até os grandes centros urbanos para receber os resultados de exames de diagnóstico.

Uma iniciativa que tem obtido resultados importantes com o telediagnóstico é a Rede de Teleassistência de Minas Gerais (RTMG), que já entregou mais de 2 milhões de laudos remotos de eletrocardiogramas.

As ações da RTMG permitem a identificação precoce de males cardíacos em condições crônicas, como a hipertensão, e a prevenção de agravos à saúde dos pacientes.

Conheça as principais leis para empresas de telemedicina no Brasil

O telediagnóstico é regulado desde 2002 no Brasil. Além disso, com a pandemia de coronavírus, o atendimento à distância também foi flexibilizado, em caráter provisório.

O que diz a lei sobre as empresas de telemedicina?

A atuação das empresas de telemedicina no Brasil está prevista na legislação dos órgãos que regem os serviços de saúde.

A principal norma que regulamenta a telemedicina na área de telediagnóstico é a Resolução CFM nº 1.643/2002, aprovada pelo Conselho Federal de Medicina.

Segundo o texto, a telemedicina pode ser definida como:

“O exercício da Medicina através da utilização de metodologias interativas de comunicação audiovisual e de dados, com o objetivo de assistência, educação e pesquisa em Saúde”.

Para recorrer a essa especialidade médica, as unidades de saúde devem ter infraestrutura tecnológica adequada, o que inclui internet rápida e uma plataforma segura, além de condições de manter a guarda dos documentos médicos.

Outra legislação de interesse é a Portaria MS nº 2.546/11, que criou, no âmbito do SUS, o Programa Nacional Telessaúde Brasil Redes (Telessaúde Brasil Redes).

Essa iniciativa tem levado ações de telessaúde para diversas regiões brasileiras, na forma de teleconsultoria, segunda opinião formativa, tele-educação e telediagnóstico.

Recentemente, houve uma tentativa, por parte do Conselho Federal de Medicina (CFM), de modernizar o conceito de telemedicina e ampliar os serviços ofertados através dessa especialidade.

Publicada em fevereiro de 2018, a Resolução 2.227/18 aprovava a realização de teleconsultas – consultas entre médico e paciente a distância.

Entretanto, a norma causou polêmica e respostas de várias entidades médicas, sendo revogada após alguns dias.

Porém, no dia 19/03/2020, o CFM flexibilizou, em caráter provisório, o uso da teleconsulta devido ao estado de pandemia pelo novo COVID 19.

No mês seguinte, no dia 15/04/2020, foi promulgada no Diário Oficial da União a primeira lei no Brasil que regulamenta o uso da teleconsulta, a lei Federal número 13989/20.

Todas as empresas de telemedicina são iguais?

Assim ocorre em outros segmentos de mercado, nem toda empresa de telemedicina segue o mesmo padrão.

Há diversos modelos dessas health techs, sendo algumas especializadas em uma única área médica, como prontuário eletrônico em nuvem e teleconsulta.

Outras agregam o telediagnóstico, como é o caso da telerradiologia, e empresas maiores, que oferecem várias especialidades em uma única plataforma de telemedicina.

Dependendo do seu tipo de serviço de saúde, poderá escolher as ferramentas que lhe ajudarão no seu dia-a-dia.

Se a intenção é somente contar com prontuário eletrônico com teleconsulta, você precisa saber que se alguma dia for realizar exames com telediagnóstico, ela não terá essa recurso incorporado.

Por outro lado, se pretende utilizar o telediagnóstico, precisa saber quais tipos de exames pretende realizar em seu serviço.

Você deve analisar se vale mais a pena contratar várias empresas ou uma única companhia que atenda a todas as especialidades do seu negócio.

Outra característica das pequenas empresas é que o número de especialistas é limitado.

Assim, muitas vezes, esses profissionais não se dedicam em tempo integral à elaboração de laudos de exames, restringindo o horário de funcionamento do serviço.

Por outro lado, companhias bem estruturadas conseguem atender solicitações a qualquer hora do dia ou da noite.

9 principais diferenças entre empresas de telemedicina

  1. Fornecem uma única especialidade vs multiespecialidades;
  2. Tem prontuário eletrônico e teleconsulta somente?
  3. Agrega na mesma plataforma a teleconsulta, telediagnóstico e telemonitoramento?
  4. No telediagnóstico, o horário para laudar exames é integral ou atendimento em tempo integral;
  5. Entregam apenas laudos online vs entregam laudos online, treinamento e aluguel em comodato;
  6. Tempo de entrega chega a 24 horas vs entrega dos laudos em minutos;
  7. Não oferecem suporte vs suporte 24 horas;
  8. Sem empréstimo de equipamentos médicos vs empréstimo de aparelho durante manutenções;
  9. Sem armazenamento em nuvem vs guarda em nuvem dos exames, sem custo.
Empresas de telemedicina podem auxiliar com saúde ocupacional

Para empresas que não tenham estrutura, a telemedicina é uma boa alternativa na realização de exames para trabalhadores.

Como as empresas de telemedicina atuam na saúde ocupacional?

Trabalhadores cobertos pela CLT têm direito a avaliações periódicas para manutenção da saúde no trabalho, o que engloba testes laboratoriais e de diagnóstico, a exemplo do raio X de tórax padrão OIT.

Esses exames são pedidos de acordo com a área de atuação e condições de saúde do trabalhador, estando discriminados no Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional (PCMSO).

Entretanto, poucas são as empresas que possuem a estrutura necessária para realizar essas avaliações. 

O mais comum é que repassem a demanda a uma clínica de medicina ocupacional.

Com os devidos equipamentos e profissionais de saúde, a clínica deve conduzir os testes e emitir um laudo especial, chamado ASO (atestado de saúde ocupacional) para cada um.

O ASO confirma que o funcionário está apto para exercer suas tarefas profissionais, e também pode ser emitido a distância.

Como a maioria dos exames de saúde ocupacional é simples, a clínica pode contratar uma parceira de telemedicina para elaborar e emitir os ASO com eficiência, aumentando as receitas e deixando os clientes mais satisfeitos.

Quais exames são feitos nas empresas de telemedicina?

Dentro do segmento de telecardiologia, os seguintes testes podem ser laudados a distância:

  • Eletrocardiograma de repouso;
  • Teste ergométrico em esteira;
  • Holter de ECG digital 24 horas;
  • Mapa de pressão arterial 24 horas,
  • Tomografia Cardiovascular;
  • Ressonância Cardiovascular.

Os testes de rotina que podem ser interpretados remotamente na teleneurologia são:

  • Eletroencefalograma Clínico;
  • Eletroencefalograma Ocupacional;
  • Eletroencefalograma com Mapeamento Cerebral;
  • Eletroencefalograma na internação;
  • Eletroencefalograma na morte cerebral;
  • Polissonografia domiciliar;
  • Polissonografia na internação.

Já na telerradiologia, os principais exames que podem obter laudos online são:

  • Radiologia geral (incluindo diversas radiografias);
  • Raio-X de tórax padrão OIT;
  • Mamografia digital;
  • Densitometria óssea;
  • Tomografia Computadorizada;
  • Ressonância Nuclear Magnética.
Vantagens em contratar uma empresa de telemedicina na sua clínica

Além de democratizar a saúde de qualidade, a telemedicina traz diversos benefícios para quem contrata. Confira!

Quais são as vantagens de contratar empresas de telemedicina?

Ter uma parceira do setor de telemedicina agrega uma série de oportunidades de crescimento para clínicas, hospitais e consultórios.

Confira, abaixo os principais benefícios!

1. Ampliação do portfólio e especialidades atendidas na sua clínica

Sem o benefício dos laudos a distância, aumentar a quantidade de exames ou de especialidades médicas atendidas é um desafio de difícil solução.

Dependendo dos testes que se deseja oferecer, será preciso separar uma sala somente para eles, adquirir equipamentos novos e contratar especialistas para emitir os resultados.

Observe que tudo isso exige um alto investimento financeiro e de tempo.

Mas, com a ajuda de uma empresa de telemedicina, o processo fica mais simples e custa menos.

Isso porque o laudo remoto dispensa a necessidade de contratar novos especialistas, pois a interpretação dos testes de diagnóstico será delegada aos profissionais da empresa de telemedicina.

2. Laudo elaborado por um especialista da empresa de telemedicina

O laudo de um exame, seja em papel ou digital, é um documento médico que deve seguir um protocolo para confirmar a sua autenticidade.

O CFM exige, por exemplo, que apenas especialistas qualificados na área do teste elaborem e assinem os laudos, evitando fraudes e favorecendo diagnósticos assertivos.

Por isso, empresas de telemedicina idôneas mantêm equipes de especialistas que ficam dedicadas à análise, interpretação dos exames e emissão dos resultados.

Para garantir que a regra foi cumprida, o especialista que compôs o laudo médico insere nele a sua assinatura digital.

3. Redução de custos na sua clínica

Como já destacado neste artigo, os laudos a distância reduzem custos com a contratação de novos especialistas. Mas não é só isso.

Esse serviço pode cobrir o especialista durante férias, folgas e outros compromissos que resultem em sua ausência.

Como utiliza apenas documentos digitais, a telemedicina também acaba com os gastos com papel, impressora e manutenção de espaços físicos para arquivar documentos impressos.

Todos os laudos são salvos automaticamente na nuvem.

4. Armazenamento dos laudos na nuvem e acesso a qualquer momento

Salvar os arquivos em um local protegido da internet não apenas elimina a necessidade de espaços físicos de armazenamento, como ainda mantém os arquivos seguros.

Os laudos e informações do paciente são criptografados e restritos a pessoas que tenham login e senha de acesso à plataforma de telemedicina.

Esses dados também podem ser encontrados facilmente sempre que for preciso, através de pesquisas no portal.

Empresas bem estruturadas, como a Telemedicina Morsch, dispõem de um sistema que funciona sem interrupções, permitindo o acesso aos laudos 24 horas por dia, sete dias por semana.

5. Agilidade na entrega do laudo pela empresa de telemedicina

Internet rápida, plataforma funcional e um time de especialistas dedicados à análise de exames proporcionam grande agilidade ao processo de emissão de laudos médicos.

Uma vez que as informações do teste de diagnóstico são compartilhadas na plataforma, bastam alguns minutos para que os resultados fiquem disponíveis.

Clientes da Morsch têm, ainda, atendimento em tempo real para casos urgentes, como suspeita de infarto do miocárdio e AVC (acidente vascular cerebral).

6. Usar um prontuário eletrônico em nuvem com teleconsulta

Esta subárea da telemedicina contribui para o atendimento remoto de pacientes que não podem se deslocar até o seu consultório.

Além do atendimento presencial tradicional, é possível:

  • Atender seu paciente por videoconferência e com a assinatura digital;
  • Fazer receitas;
  • Solicitar exames;
  • Fazer atestados médicos conforme sua necessidade.
  • Utilizar o telemonitoramento para acompanhar pacientes crônicos em domicílio.

Como funciona uma plataforma de telemedicina?

Uma empresa do setor de telemedicina trabalha disponibilizando aos pacientes exames específicos (como eletroencefalograma com mapeamento cerebral, ergometria, holter e outros). 

Posteriormente, seus resultados (laudos) serão avaliados por profissionais qualificados na área de saúde.

Os exames de telemedicina são disponibilizados na área cardiológica, pneumológica, radiológica e até mesmo neurológica. 

Ao sentir uma estranha dor no peito, por exemplo, ele pode entrar em contato com a clínica que usa os serviços de uma empresa de telemedicina, que irá realizar um exame de eletrocardiograma digital.

Instantaneamente após a realização do exame, ele é enviado para a plataforma de telemedicina.

O cardiologista especializado que está logado na plataforma irá analisar o registro do exame enviado e fornecer o laudo médico em tempo real, e em seguida, o médico do paciente recebe o resultado e toma uma conduta.

Ele pode liberar o paciente, medicar ou encaminhar para uma consulta médica presencial com um especialista ou ainda pode entrar em contato com o médico que analisou o exame na empresa de telessaúde e discutir o caso para ajudar na conduta.

Como funciona o envio de laudo a distância?

Os laudos online ficam prontos em até 30 minutos e podem ser impressos, caso necessário. Saiba mais!

Como funciona o envio de laudos à distância?

Tudo começa quando um técnico em enfermagem ou radiologia conduz um teste de diagnóstico usando aparelho digital.

Se for um eletrocardiograma, por exemplo, o eletrocardiógrafo digital converte os dados coletados durante o exame em gráficos de linha visíveis no computador.

Esses arquivos podem ser compartilhados na plataforma de telemedicina pelo mesmo profissional que fez o exame.

Em seguida, os especialistas da empresa contratada avaliam os gráficos, imagens ou achados do exame, descrevendo sua análise e conclusões no laudo médico.

Depois de assinado digitalmente, o documento é liberado no portal.

O laudo online pode ser impresso, salvo no computador, transmitido para o médico solicitante e até para o paciente.

Também fica salvo no sistema para futuras pesquisas e relatórios estatísticos.

Uma empresa que apoia os empreendedores da saúde

Há duas décadas no mercado e com mais de 1 milhão de exames interpretados, a Telemedicina Morsch traz confiança e resultados.

A Telemedicina Morsch é uma das empresas de telemedicina mais completas do mercado

Você viu em um trecho anterior deste artigo que existem empresas de telemedicina completas e outras que focam em uma única especialidade.

Clínicas e hospitais que planejam crescer devem avaliar bem os prós e contras dessas opções, mas, no geral, é mais vantajoso contratar uma empresa com soluções completas.

Dessa forma, a equipe de saúde terá suporte para ampliar o atendimento de maneira ágil, simples e sem burocracia.

Áreas da Telemedicina oferecidas pela Morsch

  • Prontuário eletrônico em nuvem com teleconsulta;
  • Telediagnóstico com laudos a distância;
  • Telemonitoramento de pacientes crônicos;
  • Marketplace médico.

O cliente ainda pode optar por pacotes e serviços agregados, como aluguel em comodato, para potencializar os lucros.

Se você ficou interessado, acesse esta página e teste hoje mesmo nossa plataforma. É grátis!

Tem aparelho próprio? o que acha de uma empresa de telemedicina sem burocracia?

A Telemedicina Morsch é a única empresa no Brasil que atende no formato de compra pré-paga de créditos para enviar os exames.

Basta que o cliente realize um cadastro rápido na plataforma de telemedicina e já poderá comprar os créditos que deseja.

Depois, é só começar a fazer os exames e pedir os laudos digitais, que ficam prontos em minutos.

A grande vantagem desse sistema é que não há necessidade de comprovação de crédito para usar os serviços.

O que é e como acessar o Marketplace médico da Morsch?

O Marketplace médico nada mais é do que uma página na internet que conta com uma ferramenta orientada por dados, ou seja, que funciona de acordo com as informações que são inseridas.

Essa plataforma possui uma diversidade de ferramentas e personalizações, permitindo promover serviços médicos e, ainda, facilitar o processo de marcação de Teleconsultas  e exames pelo próprio paciente.

O médico que utiliza o prontuário eletrônico da Telemedicina Morsch tem a opção de sincronizar a sua agenda com o nosso Portal de Telemedicina.

Os pacientes que visitam o nosso Portal e pedem por teleconsultas, são direcionados para as agendas dos médicos sincronizados conosco.

Todas as especialidades podem participar e disponibilizar sua agenda com seus preços, horários e médicos para atender nossos pacientes e com isso aumentar o número de teleconsultas do seu serviço.

Esse recurso aumenta consideravelmente o seu número de atendimentos e aumenta a sua produtividade.

O marketplace médico tem objetivo de facilitar as teleconsultas e funciona com base em dados

Entre em contato com a Telemedicina Morsch e saiba mais sobre nosso marketplace!

Saiba mais sobre a Telemedicina Morsch

Com serviços personalizados e abordagem simples, a Morsch já ajudou mais de 1000 unidades de saúde a otimizar a emissão de laudos médicos à distância.

Dispomos de um time completo, com 100 especialistas de várias áreas da medicina, o que permite o funcionamento do serviço de laudos remotos 24 horas por dia.

Além do telediagnóstico com resultados de exames e comodato de aparelhos médicos, o cliente dispõe do uso do Prontuário eletrônico com teleconsulta, suporte sempre que necessário, segunda opinião qualificada e treinamento a distância para utilização dos equipamentos, acessível no próprio portal de telemedicina.

Assim, os técnicos em enfermagem e radiologia estarão sempre atualizados sobre as melhores práticas na condução dos testes de diagnóstico.

Conclusão

Comentei, neste artigo, sobre o funcionamento, importância e benefícios da atuação das empresas de telemedicina.

Separei as áreas de atuação da Telemedicina, como o telediagnóstico, teleconsulta, telemonitoramento, prontuário eletrônico em nuvem e suas particularidades.

Informei que a decisão de escolha deve se basear no serviço como um todo, ou seja, será que somente o prontuário eletrônico será suficiente?

Comentei sobre o Marketplace médico para aumentar a produtividade das clínicas.

Reforcei que o Telediagnóstico pode ser integrado para aumentar os lucros e que nem todas as Plataformas de Telemedicina oferecem esse recurso.

Agora que você está por dentro das principais características desse mercado, pode tomar uma decisão mais assertiva quanto à contratação da sua parceira na emissão de laudos médicos e realização de teleconsultas.

Permita que a Morsch auxilie na modernização da sua clínica, diminuindo as despesas e elevando a produtividade da sua equipe.

Fale conosco para conhecer soluções pensadas para o seu negócio. E aproveite para testar gratuitamente a nossa plataforma de telemedicina.

Se gostou deste artigo, deixe um comentário ou sugestão. Compartilhe com sua rede de contatos!

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE