Consulta com clínico geral: como marcar e ser atendido pela internet?

Por Dr. José Aldair Morsch, 25 de novembro de 2021
Consulta clínico geral

A consulta com clínico geral auxilia nos primeiros cuidados e na investigação de sintomas.

Esse atendimento é fundamental para evitar que problemas de saúde se agravem.

Embora muita gente ignore ou até se acostume a sentir incômodos como dor de cabeça frequente, isso não é normal.

Pode ser sinal de enxaqueca, males do sistema digestivo ou neurológico, por exemplo.

Isso apenas para citar algumas causas comuns.

Daí a importância de visitar um médico sempre que houver sintomas.

E também como parte da rotina preventiva, realizando checkups anuais.

Neste artigo, explico melhor quando consultar o clínico geral, que é o profissional generalista responsável por pacientes adultos.

Trago, ainda, dicas para você receber assistência particular com qualidade e preço justo a partir de ferramentas como a teleconsulta.

Vamos lá?

Consulta com clínico geral: quando marcar?

Você já deve ter ouvido falar em atendimento integral ao paciente.

Esse conceito resgata uma visão geral do corpo e da mente, facilitando a identificação de doenças e suas causas.

Não estou, aqui, diminuindo a relevância e a contribuição do estudo dos sistemas do corpo, divididos entre as 55 especialidades da Medicina reconhecidas pelo CFM.

Mas vale frisar que a assistência especializada e a generalista se complementam e oferecem vantagens aos médicos, doentes e unidades de saúde.

Simplesmente porque o corpo humano é formado por partes com funções específicas, mas que estão ligadas.

É por isso que sua rotina de cuidados com a saúde fica mais completa a partir da combinação entre consultas com generalistas e especialistas.

Os médicos especialistas são aqueles que cursaram residência em cardiologia, ginecologia, pneumologia e outras áreas depois da graduação.

Já os generalistas têm formação voltada à clínica geral, focando na atenção primária à saúde.

Essa visão mais ampla pontua seu papel em diferentes situações, por exemplo:

  • Para fazer o checkup anual, solicitando uma bateria de exames
  • Avaliar o estado de saúde antes de o paciente passar por uma cirurgia
  • Indicar e acompanhar exercícios físicos
  • Investigar a origem de sintomas duradouros como dores nas costas, enjoos, palpitações
  • Diagnosticar e monitorar doenças crônicas comuns como pressão alta e diabetes
  • Encaminhar o doente a um especialista
  • Receitar terapias para alívio de dores e incômodos
  • Verificar a necessidade de imunização e solicitar diferentes vacinas.

Veja, a seguir, detalhes sobre alguns desses cenários.

Quando precisar de alívio para dores diversas

Comecei este texto afirmando que sentir dor não é normal.

Portanto, se algum sintoma estiver incomodando você, marque uma consulta com o clínico geral para saber como anda a saúde.

O mesmo raciocínio vale para crises ou dores agudas, que incapacitam para o trabalho ou até para as tarefas mais simples do dia a dia.

Não espere os sintomas se complicarem para buscar ajuda médica, pois o diagnóstico precoce eleva as chances de sucesso de qualquer tratamento.

Isso porque uma série de patologias se agravam com o tempo, afetando mais partes do organismo.

Uma simples gripe mal curada, por exemplo, pode se tornar uma pneumonia se o vírus conseguir chegar aos pulmões.

Ao alcançar as pequenas bolsas de ar do pulmão, chamadas alvéolos, o agente infeccioso pode comprometer as trocas gasosas necessárias para a respiração.

Nesse contexto, o tratamento será muito mais complexo, com risco à vida do paciente.

Sem contar o potencial de transmissão que essas e outras doenças infecciosas possuem, podendo contaminar outras pessoas rapidamente.

Consulta clínico geral

O clínico geral faz avaliação, diagnóstico, prescrição de medicamentos e terapias de acompanhamento ao paciente

Quando apresentar sintomas inespecíficos

Dores no estômago costumam motivar uma visita ao gastroenterologista, enquanto cólicas menstruais fazem a mulher recorrer ao ginecologista ou endocrinologista.

Mas nem sempre essa associação entre sintomas e especialidade médica é tão simples.

Na verdade, existem diversos sinais que podem ter relação com diferentes problemas de saúde, dificultando a busca por determinado especialista.

Nesses casos, você pode contar com o clínico geral para coletar detalhes e direcionar a melhor conduta.

Assim, evita gastar tempo e dinheiro consultando especialistas sem ter um diagnóstico ou uma suspeita clínica.

Confira, abaixo, uma lista de sintomas que se beneficiam da investigação pelo médico generalista:

 

Quando estiver tratando males crônicos

Patologias comuns como diabetes, rinite e refluxo gastroesofágico podem ser diagnosticadas e tratadas pelo clínico geral.

Por conhecer o funcionamento e conexões do organismo, o médico está apto a dar assistência nessas situações, pelo menos em um primeiro momento.

Ele fará o exame físico, observação de sintomas e possíveis complicações, encaminhando o doente a um especialista no momento que for preciso.

Se o caso tiver bom prognóstico e a doença se mantiver controlada, dificilmente será necessário fazer esse encaminhamento.

Basta seguir as recomendações médicas para evitar agravos e combater as crises que surgirem.

Quadros inflamatórios de baixa gravidade, como a rinite, podem ser controlados facilmente com medidas como se afastar de agentes que provocam alergia.

Já alguns casos de refluxo, diabetes e pressão alta podem ser controlados com alimentação saudável e prática de atividade física regular.

Quando buscar orientação sobre hábitos saudáveis

Uma abordagem sistêmica é essencial para conferir sua condição clínica e preparo antes de começar uma atividade física.

Ou para se sentir mais bem disposto no dia a dia, pois o cansaço e a falta de motivação podem ter relação com uma série de hábitos e males.

Eles vão desde a falta de vitaminas até problemas intestinais e desgaste mental.

Diante de tantas possibilidades, faz sentido procurar ajuda no consultório do clínico geral.

Além de receber acolhimento, você terá acesso a análises e exames que vão ajudar a compreender o que está por trás da indisposição.

O médico também pode atuar junto a uma equipe multidisciplinar para acompanhar metas de saúde, evitando rotinas prejudiciais.

Na avaliação do risco cirúrgico

O risco cirúrgico é uma classificação utilizada para diminuir as chances de complicações durante esse tipo de procedimento.

Para tanto, é feita uma triagem completa, verificando especialmente a condição do sistema cardiovascular.

Isso porque ele fica sobrecarregado enquanto o paciente está em operação, o que exige uma avaliação criteriosa para garantir que a cirurgia tenha maior benefício do que risco.

O clínico geral participa desse processo de classificação, favorecendo uma recuperação mais rápida e menos penosa.

Clínica geral consulta

Responsáveis pela atenção primária, os profissionais da área coletam detalhes e direcionam melhor o paciente

Anualmente

É melhor prevenir do que remediar.

Esse ditado popular se aplica a muitas situações, inclusive nos cuidados de saúde.

Nos dias de hoje, a rotina agitada e a agenda cheia de compromissos atrapalham a percepção de pequenas alterações importantes para o diagnóstico precoce de patologias.

Nesse cenário, elas só são percebidas quando alcançam estágio avançado, implicando na necessidade de tratamentos complexos e até aumentando o risco à vida.

Contudo, é simples evitar esses agravos, por meio de visitas regulares ao clínico geral, ao menos uma vez por ano.

Nessas ocasiões, o médico verifica não apenas sinais que se apresentam, como também pede exames de rotina para confirmar se está tudo ok.

Como é uma consulta com clínico geral?

A consulta com clínico geral segue as etapas de entrevista com o paciente, exame físico e testes complementares.

Tudo começa com a famosa anamnese, que é uma entrevista direcionada pelo médico para colher informações que darão pistas sobre o diagnóstico.

Afinal, as doenças costumam ser desencadeadas ou agravadas por certos comportamentos, ambientes ou substâncias.

Outro ponto de atenção é o histórico, que se divide nas experiências de saúde do paciente e de seus familiares.

Nesse contexto, é possível identificar uma predisposição ou maior risco de sofrer com determinados males, principalmente se também tiverem se manifestado em familiares próximos.

A queixa ou motivo da consulta também são relevantes.

Com esses dados em mãos, o clínico geral parte para a observação, palpação e ausculta dos sons emitidos pelo corpo, através do exame clínico.

Essa etapa complementa as informações obtidas durante a anamnese e pode dispensar a realização de testes complementares.

No entanto, geralmente o médico pede exames de sangue, culturas ou testes de imagem para sustentar ou refutar alguma suspeita clínica.

O que um clínico geral faz?

Especializado na atenção primária à saúde, o clínico pode atuar em diversas frentes.

Sua formação permite que trabalhe junto a equipes multidisciplinares que apoiam hábitos saudáveis, orientam sobre metas como a perda de peso e calculam o risco cirúrgico.

Se focar em medicina preventiva, o clínico prestará suporte na recomendação de atividade física, higiene do sono e alimentação nutritiva.

Também vai auxiliar no controle de patologias crônicas para melhorar a qualidade de vida do paciente.

Caso escolha uma linha mais tradicional, o médico generalista vai conduzir as rotinas de assistência em consultórios, clínicas e hospitais.

Ele fará a avaliação, diagnóstico, prescrição de medicamentos e terapias, assim como seu acompanhamento.

Se necessário, o clínico trabalha em conjunto com um ou mais especialistas, ou encaminha o paciente para dar seguimento aos cuidados.

Consultar médico clínico,

O atendimento com clínico geral é possível através de uma plataforma online, no conforto da sua casa

O que falar no clínico geral?

O consultório é um espaço livre para você tirar suas dúvidas, receber orientação e ajuda.

Portanto, vale fazer todas as perguntas que julgar necessárias durante as visitas ao clínico geral.

Normalmente, as questões se referem às chances de ter uma doença, sua gravidade e o tipo de terapia mais adequada.

Assim como possíveis efeitos adversos e recomendações sobre terapias alternativas.

É útil esclarecer a função de cada atividade e/ou medicamento receitado, como deve ser tomado e por que se deve evitar a automedicação.

Por vezes, tomar remédios sem prescrição médica acaba mascarando sintomas de patologias latentes ou piorando o estado de saúde.

Durante as consultas, cabe ainda compartilhar o que você souber sobre a história familiar, doenças mais frequentes e fatores de risco.

Aproveite para pedir conselhos para construir uma rotina mais saudável.

Quais exames o clínico geral pode solicitar?

Por ser um generalista, o clínico geral pode solicitar uma ampla gama de exames.

Tudo vai depender da hipótese diagnóstica e da finalidade da consulta.

Diante da suspeita de problemas na tireoide, por exemplo, o médico deverá pedir pela dosagem dos hormônios TSH e T4 livre, ligados à glândula.

Já para quadros de dor no peito e palpitações, o clínico solicita testes cardiológicos como o eletrocardiograma.

Ou exames que mostrem imagens internas do peito, a exemplo do raio X do tórax.

O checkup anual tende a combinar testes de sangue, glicemia, urina, fezes, cardiológicos e dosagem de alguns hormônios.

Mulheres também fazem exames ginecológicos como Papanicolau, enquanto homens com mais de 40 anos passam por rastreio do câncer de próstata.

Consulta particular com clínico geral pela internet

Graças aos avanços tecnológicos na medicina e nas telecomunicações, é possível receber assistência de qualidade de qualquer lugar.

Basta acessar uma plataforma de telemedicina a partir de um dispositivo conectado à internet para ser atendido pelo clínico geral no conforto da sua casa.

A consulta por videoconferência é bem parecida com a convencional, com exceção da limitação de contato, compensada pelo sistema de áudio e vídeo.

Softwares modernos como a Telemedicina Morsch oferecem um ambiente intuitivo para o médico e o paciente, com opções para anexar documentos para qualificar o diagnóstico.

Nesse contexto, dá para ter atendimento com economia de tempo e dinheiro que seriam gastos no deslocamento até uma unidade de saúde.

Como marcar consulta online com clínico geral

O agendamento de consultas na Morsch é simples e rápido, podendo ser feito a qualquer hora do dia ou da noite.

Siga nosso passo a passo para marcar seu atendimento:

  1. Acesse a página de agendamentos
  2. Use o campo de buscas para selecionar Clínica Geral e escolha o profissional de sua preferência
  3. Defina um entre os horários de agendamento, ao lado da identificação do médico
  4. Você será redirecionado para uma página de login. Se não tiver cadastro, selecione “Criar conta”
  5. Preencha o formulário com informações de identificação e prossiga
  6. Crie uma senha e acesse o sistema
  7. Confirme o horário da teleconsulta e faça o pagamento
  8. Tudo certo! Meia hora antes do atendimento, você vai receber o link de acesso à sala virtual via WhatsApp ou SMS.

 

Conclusão

Neste texto, você tirou dúvidas sobre a atuação do médico generalista e descobriu como marcar sua consulta com clínico geral online.

Essa alternativa permite maior agilidade desde a marcação da assistência, com praticidade e economia.

Se gostou deste conteúdo e quer ser avisado sobre os próximos artigos, inscreva-se na newsletter.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE