Consulta com nutricionista online: como fazer o agendamento

Por Dr. José Aldair Morsch, 4 de agosto de 2021
Consulta nutricionista

A consulta com nutricionista ficou mais ágil e prática com a opção online.

Através de uma plataforma de telemedicina, é possível ter uma experiência completa, recebendo avaliação e orientações desse profissional.

Também é simples dar seguimento às ações via sistema, e-mail ou até apps de mensagem como o WhatsApp.

Se você está buscando essa comodidade no acompanhamento nutricional, veio ao lugar certo.

A partir de agora, conto como é a primeira consulta com nutricionista, situações que motivam esse encontro e dicas para cuidar da sua alimentação.

Também falo sobre o atendimento online por videoconferência, com um passo a passo para ajudar você a marcar o seu.

Consulta com nutricionista: por que marcar a sua?

Você já deve estar cansado de escutar que um estilo de vida saudável depende de dieta balanceada e atividade física regular.

Provavelmente, até tem ideia de que é preciso consumir mais frutas, legumes, verduras e cereais e menos produtos industrializados.

Mas você sabe como adicionar mais vegetais à alimentação e garantir uma dieta nutritiva?

Buscando o suporte de um nutricionista, terá acesso a uma assistência personalizada, que considera seus hábitos, necessidades e metas para montar refeições completas.

Ao lado do nutricionista, vai receber apoio para se manter firme no propósito de uma vida saudável, praticando ações de reeducação alimentar.

Além disso, o atendimento por parte de nutricionista é fundamental para evitar o agravo de doenças crônicas como diabetes e hipertensão.

Esses males estão entre as Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), que englobam ainda o câncer, patologias respiratórias e cardiovasculares.

Nas últimas décadas, as DCNT se tornaram a principal causa de morte em vários países, inclusive no Brasil.

Só as patologias cardiovasculares respondem por um terço dos óbitos; em segundo lugar estão diferentes tipos de câncer.

Nesse cenário, não é exagero dizer que a alimentação saudável tem grande contribuição para o controle de enfermidades, chegando a salvar vidas.

Quando consultar com nutricionista

A consulta com nutricionista atende a diversos propósitos, desde o ganho de massa muscular até o controle de doenças.

Por isso, o atendimento é importante em todas as fases da vida, a fim de atender às necessidades nutricionais de crianças, adolescentes e idosos.

É possível, ainda, buscar por ajuda para atingir um objetivo em um prazo determinado ou identificar barreiras ocultas para essa conquista.

A seguir, trago cinco razões para procurar por um nutricionista.

Quando se deseja alcançar metas 

Emagrecer, ganhar peso de um jeito saudável ou massa muscular.

Essas são metas comuns para quem está insatisfeito com o corpo ou deseja melhorar a forma física.

Talvez a perda de peso seja a mais popular, já que a alimentação atual costuma incluir muitos itens repletos de sal, açúcar, gordura e outros elementos pouco saudáveis.

Combinados ao sedentarismo, eles são a receita para o ganho de peso rápido e para a dificuldade para perder os quilos extras.

Nesse momento, dispor da consultoria de um nutricionista faz toda a diferença para fazer da alimentação uma aliada na conquista das metas.

O mesmo raciocínio vale para quem deseja ganhar massa muscular e precisa de uma dieta rica em proteínas, por exemplo. Ou quer engordar, mas sem comprometer a saúde.

Avaliação nutricional

Nutricionista traça um plano alimentar baseado nas informações colhidas na primeira consulta

Como suporte para o tratamento de doenças crônicas

Citei, mais acima, que as doenças crônicas têm predominado na sociedade atual, sendo a principal causa de morte.

Sua prevalência se deve a fatores como o envelhecimento populacional e mudanças no estilo de vida das pessoas.

A rotina nas cidades aumentou o conforto e o acesso à comida rápida, tornando o dia a dia mais cômodo.

O problema é que essas facilidades também reforçaram comportamentos pouco saudáveis, a exemplo do sedentarismo e do consumo de uma dieta pobre em nutrientes essenciais.

Ter o apoio da nutricionista ajuda a controlar o colesterol ruim, açúcar e outros ingredientes prejudiciais, especialmente a quem sofre com diabetes, pressão alta, obesidade, etc.

Dessa forma, é possível evitar complicações e eventos graves como o infarto.

Durante etapas específicas da vida

Pós-cirurgia, gravidez, princípio de diabetes, problemas no estômago: são muitas as condições pontuais que pedem uma consulta com nutricionista para que sejam aliviadas com a dieta adequada.

O profissional está apto a verificar fatores que estão desencadeando mal-estar ou azia, reforçar nutrientes importantes, eliminar ou reduzir os prejudiciais.

Seus conhecimentos permitem, ainda, a construção de refeições saborosas sem desrespeitar as restrições.

Para auxiliar com a reeducação alimentar

No cenário atual, faz sentido se preocupar com a alimentação, mesmo que você não sofra com doenças crônicas e esteja satisfeito com seu corpo.

Afinal, é dos nutrientes que vem boa parte da disposição e da força que precisamos para dar conta das atividades diárias.

Por isso, investir na reeducação alimentar, optando por dietas mais saudáveis, tem levado pessoas ao consultório do nutricionista – seja pessoalmente ou via internet.

As recomendações profissionais auxiliam no remanejamento dos horários, porções e itens consumidos.

Para acompanhamento preventivo

Por fim, mas não menos importante, existe o monitoramento para a prevenção de doenças, que pede uma dieta personalizada.

A meta, aqui, é conhecer os fatores de risco e predisposição do paciente para determinados males e trabalhar na redução desses riscos.

Se há histórico de diabetes, por exemplo, é possível controlar o açúcar antes mesmo que isso se torne um problema significativo.

Em geral, esse trabalho é feito por uma equipe multidisciplinar, com médicos, psicólogos, educadores físicos, nutricionistas, entre outros profissionais.

O que uma nutricionista faz em uma consulta

Num primeiro momento, a consulta serve para estabelecer um vínculo com o paciente, a fim de ganhar sua confiança para levantar informações importantes.

Durante o encontro, a nutricionista procura saber detalhes sobre a condição física, histórico, hábitos e a relação entre paciente e comida.

Para tanto, utiliza duas abordagens básicas: anamnese e avaliações físicas.

A anamnese consiste em uma entrevista com o paciente para identificar seus objetivos, insatisfações, hábitos alimentares e gostos pessoais.

Já a avaliação física engloba medições e cálculos sobre a ingestão de calorias, gasto energético e índice de massa corporal (IMC).

Com todos esses dados em mãos, a próxima tarefa da nutricionista será elaborar um cardápio que forneça nutrientes e energia necessários e contemple a meta.

Por exemplo, se você desejar emagrecer, será preciso determinar a quantidade de calorias diárias e distribuí-las ao longo das refeições, de modo que se sinta satisfeito.

As preferências do cliente também entram nessa soma, pois é mais fácil ter sucesso sugerindo a ingestão de alimentos conhecidos e de que a pessoa gosta.

Claro que não dá para montar um plano alimentar baseado em doces, pães e massas.

Contudo, esses itens podem aparecer em pequenas porções para tornar a dieta mais prazerosa.

Consultar com nutricionista

Você pode procurar o profissional em todas as fases da vida e para alcançar diferentes objetivos

Como é a primeira consulta com nutricionista

Durante a primeira consulta, a dinâmica costuma ter uma estrutura para que a nutricionista colha todas as informações e possa montar o primeiro plano alimentar para o cliente.

Por isso, o encontro pode ser um pouco mais extenso do que o normal, ocupando até uma hora para que todos os procedimentos sejam realizados.

Geralmente, ele é dividido em 4 etapas, que explico abaixo.

Anamnese

A entrevista com o paciente abre qualquer consulta com profissional de saúde, permitindo a aproximação entre ambos e o compartilhamento de informações.

Isso porque a nutricionista precisa saber o que motivou o paciente a procurar ajuda em seu consultório, identificando necessidades e desejos.

Esse é o ponto de partida para a escolha de um tipo de abordagem, por exemplo, preventiva ou de reforço no tratamento de uma doença.

No momento da conversa, também surgem questões relevantes para o paciente, suas preferências e dados sobre como ele se relaciona com a comida.

Há quem desconte frustrações ou ansiedade na alimentação, adotando uma dieta cheia de calorias vazias e ganhando quilos extras.

Outras pessoas não sentem vontade de ingerir as calorias e nutrientes necessários para lhes dar energia.

Tudo isso tem uma raiz, que será investigada para promover uma mudança nos hábitos prejudiciais.

Avaliação física

Em seguida, é hora de fazer uma análise física para entender a condição do paciente.

Para tanto, a nutricionista escolhe usar a avaliação antropométrica ou bioimpedância, de acordo com seu propósito.

A avaliação antropométrica engloba medições das circunferências do abdômen, cintura, braço, entre outras, junto ao cálculo do IMC (Índice de Massa Corporal) e estimativa de gasto calórico.

Já a bioimpedância é usada para levantar dados sobre a composição interna do corpo, medindo a quantidade de massa magra, gordura, água e ossos.

Ambas as medições podem ser combinadas para um atendimento mais completo.

Análise ou pedido de exames complementares

Exames de sangue e outros ajudam a obter dados sobre a condição de saúde do paciente, sendo analisados pela nutricionista desde a primeira consulta.

O ideal é que tenham sido feitos recentemente, há menos de um ano.

Tratamentos em andamento, remédios utilizados e informações sobre a história pessoal e familiar também entram nessa avaliação.

Caso não haja testes recentes, é comum que a nutricionista os peça para o próximo encontro.

Orientações e definição de metas

Na etapa final, a nutricionista faz as primeiras orientações e complementa os dados sobre hábitos alimentares do cliente.

Quantidade e duração das refeições, horários e tipos de alimentos mais comuns estão entre os questionamentos.

Junto às metas, eles servem para a composição de uma dieta personalizada

Porque, sim, metas são traçadas ainda durante o primeiro encontro com nutricionista.

A partir das informações e conhecimentos do profissional, esses passos são pensados em detalhes, de forma realista, com prazos e recomendações.

O que perguntar para nutricionista na primeira consulta? 

Durante a anamnese e orientações, há espaço para tirar qualquer dúvida que você tenha.

As questões tendem a ser diferentes de acordo com o seu objetivo e a estratégia necessária para que seja alcançado.

Porém, algumas perguntas são úteis para pessoas de perfis distintos, por exemplo:

  • Como montar uma refeição completa?
  • Como saber se um alimento é nutritivo?
  • O que deve constar na lista do supermercado? E na lista da feira?
  • Qual a forma certa de guardar os alimentos?
  • Quantas refeições devo fazer por dia?
  • Qual a maneira correta de calcular a quantidade de calorias num prato?
  • É melhor ingerir vegetais crus, cozidos ou assados?
  • Vou ter que deixar de comer algum alimento?
  • Jejum ajuda a emagrecer?
  • Posso tomar água ou suco junto à refeição?
  • Dietas da moda funcionam?
  • Como fazer lanches saudáveis fora de casa?

Como é uma consulta online com nutricionista 

A consulta online ou teleconsulta é um encontro parecido com o tradicional, mas que conecta nutricionista e cliente em diferentes localidades.

Essa consulta é realizada com toda a segurança dentro de um sistema de telemedicina, normalmente, por videochamada para facilitar a comunicação.

Assim, a nutricionista conversa e observa detalhes como o aspecto e a disposição do paciente, que complementam informações de saúde.

Exames prévios podem ser anexados na plataforma de teleconsulta, viabilizando a análise por parte da profissional, mesmo a distância.

Caso seja a primeira consulta, ela pode enviar orientações para que o paciente faça algumas medições corretamente, amparando a elaboração do plano alimentar.

Tanto o plano quanto outros arquivos, como pedidos de exames, podem ser gerados durante a consulta e enviados ao paciente via e-mail ou WhatsApp.

Nutricionista online

A telemedicina facilita a consulta, que é feita com segurança através de videochamadas

Agende sua consulta com nutricionista online

Agora que já entende a importância de cuidar da alimentação, que tal marcar uma consulta com nutricionista?

Na plataforma Morsch, essa tarefa é simples, pedindo apenas 8 passos:

  1. Acesse a página de agendamentos
  2. Use o campo de buscas para selecionar a especialidade Nutrição e escolha o profissional de sua preferência
  3. Escolha entre os horários de agendamento, ao lado da identificação da nutricionista
  4. Você será redirecionado para uma página de login. Se não tiver cadastro, selecione “Criar conta”
  5. Preencha o formulário com informações de identificação e prossiga
  6. Crie uma senha e acesse o sistema
  7. Confirme o horário da teleconsulta e faça o pagamento
  8. Meia hora antes do atendimento, você vai receber o link de acesso à sala virtual via WhatsApp ou SMS.

Conclusão

A consulta com nutricionista ajuda na reeducação alimentar para atingir metas e prevenir o agravo de doenças crônicas.

Daí a relevância de ter acompanhamento dessa profissional, construindo uma relação saudável com os alimentos.

Você já pode fazer isso no conforto da sua casa, agendando uma teleconsulta no sistema Morsch.

Se ficou alguma dúvida ou sugestão, escreva um comentário.

Assine a newsletter para ficar por dentro de temas ligados à saúde e tecnologia.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE