Mancha no pulmão é grave? Saiba o que pode ser esse diagnóstico

Por Dr. José Aldair Morsch, 19 de agosto de 2021
Mancha no pulmão

Em um primeiro momento, receber o diagnóstico de mancha no pulmão pode assustar.

Principalmente porque uma rápida pesquisa no Google logo mostra a relação entre esse achado e doenças graves, como o câncer.

Mas, na verdade, o aparecimento de uma mancha está ligado a uma série de situações.

Além de patologias mais leves, é comum que a marca revele a cicatrização após infecções e inflamações.

Um exemplo que tomou os holofotes nos últimos meses foi a presença de manchas em pacientes com Covid-19.

Neste texto, vou mostrar diferentes condições que provocam esse registro e os sinais de alerta para buscar ajuda médica.

Lembrando que a prevenção sempre é o melhor caminho

Por isso, vale realizar consultas periódicas com um clínico ou pneumologista de sua confiança.

Conte com a telemedicina para aproximar você e sua família de médicos qualificados.

Acompanhe este conteúdo até o final!

Tenho mancha no pulmão: é grave?

Esta é uma das primeiras dúvidas que passam pela cabeça de alguém que encontra essa descrição no resultado do exame de imagem.

É natural fazer esse e outros questionamentos, dada a importância dos pulmões para a sobrevivência.

Mas não se desespere, pois as chances de que seja uma doença grave são baixas.

Na maioria das vezes, a mancha no pulmão aparece em decorrência de inflamações ou infecções que atingem esses órgãos.

Portanto, minha primeira recomendação é que você priorize a avaliação médica e não se baseie em informações sem fundamento.

O diagnóstico costuma vir após entrevista (anamnese) feita pelo pneumologista, exame físico e testes complementares.

Mancha no pulmão: o que pode ser?

Nódulo, males infecciosos e malformação congênita nos vasos sanguíneos.

Esses são alguns dos diagnósticos possíveis para a mancha no pulmão.

Um nódulo pode ser definido como uma pequena lesão que mede menos de 3 centímetros.

Ao constatar a presença dessa massa, o médico fará um acompanhamento para verificar se há crescimento ou desenvolvimento.

Isso porque a maioria dos nódulos são benignos, dispensando maiores preocupações.

Uma mancha no pulmão pode, ainda, aparecer por causa de doenças infecciosas ou inflamatórias, como a pneumonia.

Nesses casos, é preciso investigar se a patologia ainda está se manifestando ou se deixou uma lesão como sequela, a fim de indicar o melhor tratamento.

Já o hemangioma ou malformação nos vasos sanguíneos pulmonares requer uma avaliação para verificar se é preciso recorrer a alguma terapia.

Geralmente, se trata apenas de vasos aglutinados, que não causam qualquer problema para o paciente.

Contudo, a lista de diagnósticos para mancha pulmonar engloba condições mais graves, a exemplo da tuberculose e câncer.

Falo mais sobre elas nos próximos tópicos.

Exame pulmonar

Série de doenças pode aparecer em forma de mancha no raio-x, mas nem sempre é algo grave

Mancha no pulmão é Covid?

A mancha no pulmão pode, sim, ser indício de Covid.

Essa descoberta foi feita no primeiro semestre de 2020, por meio de um estudo realizado por médicos radiologistas do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

A partir da análise de imagens de tomografia computadorizada em pacientes com a doença, eles encontraram um tipo de mancha característica de quem teve os pulmões afetados pelo coronavírus.

As lesões foram descritas como opacidades parecidas com vidro fosco, sendo comuns entre os pacientes acometidos por pneumonia decorrente da Covid.

Neste vídeo, você pode visualizar a evolução da doença em um paciente de 59 anos que teve os pulmões afetados.

As imagens foram registradas por médicos do George Washington University Hospital, através de tomografia computadorizada com Realidade Virtual (VR).

Mancha no pulmão é pneumonia?

Está aí mais uma hipótese que pode provocar a lesão.

A inflamação correspondente à pneumonia pode aparecer como mancha no pulmão em uma imagem radiográfica.

Essa doença pede um rápido tratamento para evitar o comprometimento ainda maior das vias aéreas, desencadeando problemas respiratórios e/ou sequelas.

Uma das consequências da pneumonia é o endurecimento do tecido ou fibrose pulmonar.

Ela surge após a cicatrização e espessamento da parede dos pulmões, reduzindo a capacidade respiratória do paciente.

Mancha no pulmão é tuberculose?

É uma possibilidade.

Patologia infecciosa causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis ou bacilo de Koch, a tuberculose afeta os pulmões, deixando sinais como manchas.

Por vezes, uma pequena mancha fica como sequela após a cura da doença.

Para confirmar o diagnóstico de tuberculose, o médico avalia sintomas como tosse com catarro por mais de 2 semanas, febre baixa constante e falta de apetite.

A tosse com sangue é outro sinal típico da tuberculose.

Mancha no pulmão é bronquite?

O diagnóstico de bronquite é mais uma possibilidade quando se observa uma mancha no pulmão.

Afinal, a doença respiratória também provoca inflamação nas vias aéreas inferiores: brônquios e bronquíolos.

Eles são como tubos que transportam o ar até os pulmões.

Mancha no pulmão pode ser câncer?

Uma minoria dos casos de mancha no pulmão sinaliza o câncer.

O tumor maligno costuma vir associado a sinais como tosse, falta de ar, dor persistente na coluna e/ou ombro e cansaço crônico.

Infecções respiratórias sucessivas também podem revelar o câncer no pulmão, mostrando que o órgão está enfraquecido.

No entanto, mesmo que perceba esses sintomas e tenha aparecido uma mancha no seu raio X torácico, não significa que você tem câncer.

Essa hipótese só pode ser confirmada com mais testes, incluindo uma biópsia – retirada de um pequeno fragmento do nódulo para ser examinado em laboratório.

Ao reparar em um ou mais sintomas, marque uma consulta médica rapidamente.

O diagnóstico precoce eleva as chances de cura para qualquer tipo de tumor maligno.

Saúde pulmonar

Dificilmente manchas no pulmão são graves, mas é recomendado procurar profissional especializado na área

Manchas no pulmão no raio X e suas cores

Antes de falar sobre as possíveis cores para uma mancha no pulmão, vou voltar um passo para comentar as características das imagens radiográficas.

Elas são produzidas pelo exame de raio X, que emprega radiação ionizante para obter uma fotografia interna de partes do corpo.

O raio X de tórax permite visualizar coração, grandes vasos sanguíneos e pulmões, sendo bastante útil no diagnóstico de anormalidades nessas áreas.

Durante a radiografia, os raios X atravessam o tórax, sendo absorvidos em maior ou menor quantidade pelos órgãos e tecidos do corpo.

Estruturas mais densas captam mais radiação, enquanto partes moles captam menos.

A radiação que não é absorvida se choca contra a chapa que fica sob o paciente durante o teste.

Partes densas, como os ossos, deixam escapar poucos raios X, aparecendo em branco nas imagens.

Já as partes moles, como órgãos, deixam passar muita radiação, sendo registradas em tons escuros de cinza.

Nesse cenário, as manchas que estiverem mais claras ou mais escuras que os tons de cinza se destacam nas imagens do raio X.

Mancha branca no pulmão

As manchas descritas como brancas podem ter aspectos distintos.

A mancha encontrada em pessoas que tiveram sintomas severos de Covid-19, por exemplo, se parece com um vidro fosco em imagens mais nítidas, como a da tomografia.

Porém, no raio X, o que aparece é uma mancha branca.

Outro diagnóstico relacionado às lesões claras são os nódulos pulmonares, que podem ser benignos ou malignos.

A maioria se enquadra nos nódulos benignos, sendo formados como sequelas de pneumonia, tuberculose e outras doenças inflamatórias.

Mas alguns sinalizam câncer de pulmão em estágio inicial.

Mancha preta no pulmão

Geralmente, as manchas escuras indicam a inalação de gases e outras substâncias tóxicas aos pulmões.

Por isso, estão relacionadas ao vício em cigarro, principal causa do câncer pulmonar.

Outra motivação é o fumo passivo, ou seja, a exposição à fumaça do tabaco ou até aos altos níveis de poluição do ar em regiões urbanas.

Quando achar mancha no pulmão é perigoso

Neste ponto do artigo, você entende que existem várias causas para a mancha no pulmão.

Parte delas não está ligada a riscos significativos para o paciente, entretanto, existem sinais de alerta que devem ser observados.

Fique atento se:

  • A mancha no pulmão aumentar de tamanho ou aparecerem mais lesões, que podem sinalizar um nódulo maligno (câncer)
  • Você for fumante ativo ou passivo e apresentar qualquer alteração no raio X de tórax
  • Houver sintomas associados à mancha pulmonar, como falta de ar, tosse constante, catarro com sangue, dores nas costas e no peito
  • Sofrer com infecções ou inflamações respiratórias – pneumonia, bronquite etc. – que se curam e retornam em intervalos curtos de tempo.

Repare que os pontos de atenção exigem acompanhamento médico.

Afinal, ao descobrir uma mancha no pulmão, buscar a avaliação de um especialista é crítico.

Nunca deixe de investigar a lesão ou pare com o tratamento recomendado por seu médico sem recomendação expressa.

Mancha no pulmão tem cura?

A mancha no pulmão é um indício de alguma anormalidade, que pode ter efeitos maiores ou menores na vida do paciente.

Caso ela represente malformação nos vasos sanguíneos, por exemplo, não haverá muitos problemas.

Normalmente, o médico fará apenas um monitoramento para descartar qualquer alteração e o paciente poderá continuar com sua rotina.

Por outro lado, doenças como a pneumonia e a tuberculose pedem tratamento que pode se estender por semanas ou até meses para que se curem.

Até mesmo os temidos nódulos benignos e malignos podem ter cura por meio de procedimentos como a cirurgia e a quimioterapia.

Nesse contexto, quanto mais cedo as lesões forem diagnosticadas, maiores as chances de sucesso do tratamento.

Existem, ainda, as manchas decorrentes de cicatrizes, que costumam permanecer no pulmão.

Dependendo de sua origem, podem evoluir para novas lesões ou impactar na capacidade respiratória.

Mas algumas não causam sintomas nem patologias.

Médico do pulmão

Consultas de checkup anual são importantes para evitar agravos à saúde do sistema respiratório

Qual é o médico do pulmão?

O médico especialista na avaliação do sistema respiratório é chamado pneumologista.

Além de mancha no pulmão, ele trata de males como:

  • Asma
  • Bronquite
  • Pneumonia
  • Doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC)
  • Tuberculose
  • Câncer
  • Apneia obstrutiva do sono.

Um aspecto interessante, como veremos na sequência, é que esse médico pode ser consultado pela internet, sem que você precise sair de casa e pelo mesmo dispositivo que usa para ler este conteúdo.

Como a telemedicina ajuda no diagnóstico pulmonar

Telemedicina é uma especialidade que rompe com a barreira geográfica para conectar pacientes e profissionais de saúde em diferentes localidades.

Essa área tem ganhado cada vez mais importância para a prevenção e diagnóstico precoce de várias doenças, incluindo patologias que afetam o pulmão.

Isso porque, muitas vezes, as doenças se manifestam somente sinais como manchas desassociadas de outros sintomas.

Outras queixas só costumam surgir com o avanço desses males, a não ser que o paciente faça um acompanhamento periódico.

Checkup anual, bateria de exames e consultas com o clínico anualmente ajudam a evitar agravos à saúde do sistema respiratório.

Com o apoio de uma plataforma de telemedicina, você e sua família são avaliados pelo médico a distância, no conforto de casa.

Entre os principais serviços viabilizados pela telemedicina estão:

  • Teleconsulta: consulta online com médicos qualificados, incluindo a análise de exames prévios e a geração de documentos como a receita digital
  • Laudo online: interpretação de imagens de exames como o raio X a distância, feita por especialistas da empresa de telemedicina e entregue em minutos
  • Segunda opinião médica: suporte para confirmar ou afastar um diagnóstico, partindo da reavaliação dos achados de testes de imagem.

Consulta online com médico do pulmão

Softwares modernos como o da telemedicina Morsch proporcionam uma experiência bem parecida com a consulta feita pessoalmente.

Na hora e data agendada, paciente e pneumologista acessam um link para entrar na sala virtual onde ocorrerá a teleconsulta.

O encontro acontece por videoconferência, permitindo que o especialista visualize a condição clínica, dificuldades para respirar e outros detalhes que ajudam no diagnóstico.

Veja como é fácil marcar seu atendimento médico online:

  1.  Acesse a página de agendamento
  2. Use o campo de buscas para selecionar a especialidade Pneumologia e escolha o profissional de sua preferência
  3. Defina um entre os horários de agendamento, ao lado da identificação do médico
  4. Você será redirecionado para uma página de login. Se não tiver cadastro, selecione “Criar conta”
  5. Preencha o formulário com informações de identificação e prossiga
  6. Crie uma senha e acesse o sistema
  7. Confirme o horário da teleconsulta e faça o pagamento
  8. Pronto! Meia hora antes do atendimento, você vai receber o link de acesso à sala virtual via WhatsApp ou SMS.

Conclusão

Ter uma mancha no pulmão nem sempre significa sofrer com uma doença grave.

No entanto, esse sinal pede investigação para descartar ou tratar males que estejam impactando na saúde pulmonar.

Daí a importância de manter uma rotina de cuidados preventivos, que fica mais simples com a consulta online.

Acesse a plataforma Morsch e marque agora mesmo o seu encontro com o pneumologista.

Se gostou deste conteúdo e quer receber mais artigos exclusivos, inscreva-se na newsletter.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE