Consulta de enfermagem: etapas, indicações e como marcar online

Por Dr. José Aldair Morsch, 15 de novembro de 2021
Consulta de enfermagem

A consulta de enfermagem faz parte da assistência prestada durante a atenção básica à saúde.

Ou seja, ela integra os primeiros cuidados dedicados ao paciente, servindo para acompanhamento, proteção e promoção do bem-estar físico e mental.

Esse atendimento costuma ser realizado por um enfermeiro com especialização na área em que se busca auxílio como, por exemplo, em obstetrícia para uma consulta de pré-natal.

Quem sofre com diabetes, hipertensão e outras condições crônicas também se beneficia do monitoramento em enfermagem, a fim de manter a doença controlada.

Neste artigo, explico como ocorre esse encontro com o enfermeiro, suas etapas e em quais situações ele está indicado.

Siga com a leitura e veja ainda como ser avaliado por esse profissional online, através da teleconsulta.

Vamos em frente?

O que é a consulta de enfermagem?

Consulta de enfermagem é um processo padronizado de prestação de cuidados feito por um enfermeiro.

Embora a consulta mais popular seja aquela conduzida pelo médico, a assistência em enfermagem tem grande contribuição para o tratamento e a recuperação do doente.

Além, é claro, do acompanhamento de condições especiais para evitar crises e agravos à saúde.

Isso porque o enfermeiro está habilitado a fazer entrevista com o paciente, verificar sinais vitais e sintomas de complicações, bem como planejar intervenções.

Conforme o artigo “Consulta de enfermagem na Atenção Primária à Saúde: cuidado às pessoas com doenças crônicas cardiometabólicas”, o papel do enfermeiro se estende por diversas etapas do cuidado de saúde:

“Por meio de intervenções e acompanhamento, ele está presente nas etapas de diagnóstico médico, adesão e compreensão do tratamento medicamentoso, prescrição e indicação de tratamentos não medicamentosos, atuação nos fatores de risco, acompanhamento de sinais e sintomas e intervenções nos aspectos sociais da pessoa.”

O que o enfermeiro faz na consulta de enfermagem?

Durante a consulta, o profissional de enfermagem presta serviços de escuta qualificada, avaliação do paciente e recomendações visando à promoção da saúde.

Dependendo da finalidade da assistência e necessidades do paciente, as ações podem ser adaptadas.

Também podem ser feitas em diferentes locais, como unidades de saúde, postos itinerantes ou na própria residência das pessoas atendidas.

De acordo com o Artigo 4.2 da Política Nacional de Atenção Básica do Ministério da Saúde, compete ao enfermeiro membro das equipes de atenção primária:

  • Realizar consulta de enfermagem
  • Procedimentos como anamnese e exame físico
  • Solicitar exames complementares
  • Prescrever medicações conforme protocolos, diretrizes clínicas e terapêuticas, ou outras normativas técnicas estabelecidas pelo gestor federal, estadual, municipal ou do Distrito Federal, observadas as disposições legais da profissão.

 

Quais são as etapas da consulta de enfermagem?

Geralmente, a consulta de enfermagem segue o padrão de outros processos do segmento, sendo formada por alguns passos.

O objetivo dessas fases é manter uma estrutura única que otimize o tempo e a coleta de informações necessárias para um atendimento de qualidade.

Estudos sobre o tema citam 5 etapas básicas para a consulta conduzida pelo enfermeiro. Detalho cada uma delas a seguir.

1. Histórico de enfermagem

A primeira fase é representada por uma entrevista com o paciente, a fim de captar dados além da queixa principal.

Se ele chega no hospital ou clínica com tontura, por exemplo, saber que já passou por episódios de pressão alta dá pistas sobre a raiz do problema.

Da mesma forma, verificar a história familiar sinaliza maior risco a algumas patologias.

Durante a entrevista, um dos diferenciais do atendimento em enfermagem é a atenção ao contexto social da pessoa e a humanização na assistência.

Essa premissa parte da máxima de que o acolhimento em saúde é capaz de acelerar o diagnóstico e elevar as chances de sucesso de qualquer tratamento.

2. Exame físico

Você pode até não ter passado por uma consulta em enfermagem, mas certamente já foi examinado durante a triagem antes de um atendimento médico.

Nesse momento, o profissional de enfermagem mede a temperatura, pressão, saturação de oxigênio e outros sinais importantes para avaliar a condição clínica.

Na consulta, o enfermeiro soma a essa dinâmica a observação de manchas, alergias, problemas para se movimentar, dores, etc.

Consultar enfermeira

As consultas de enfermagem são importantes nos cuidados físicos e mentais, acompanhamento e prevenções

3. Diagnóstico de enfermagem

Com base nas informações coletadas durante o histórico e exame físico, o enfermeiro levanta e investiga diferentes suspeitas clínicas.

Nessa fase, ele avalia exames anteriores, doenças preexistentes e, se for preciso, pede auxílio a colegas para construir um diagnóstico assertivo.

4. Prescrição e implementação da assistência

Considerando o diagnóstico, o enfermeiro faz as primeiras recomendações terapêuticas.

Elas serão aperfeiçoadas com o suporte de uma equipe de enfermagem e/ou multidisciplinar.

Mas, ao longo da consulta, é possível administrar um medicamento para aliviar dores ou solicitar testes complementares.

Se for um encontro para monitoramento, as equipes podem programar outras medidas de combate ou controle da doença.

5. Evolução de enfermagem

Por fim, vem o registro das informações na ficha do paciente para que possam ser consultadas posteriormente.

Essa etapa é fundamental para o controle de qualidade e melhoria contínua do padrão da consulta, a fim de corrigir falhas e aprimorar o processo.

O ideal é que os dados sejam armazenados em sistemas como softwares de gestão e prontuário eletrônico do paciente arquivados na nuvem.

Desse modo, ficam protegidos de pessoas não autorizadas e acessíveis com facilidade para comparações, recuperação de histórico e cruzamento de dados.

Indicações da consulta de enfermagem

Esse tipo de assistência é útil para monitorar condições clínicas e momentos importantes da vida do paciente.

A seguir, comento alguns deles.

Consulta de pré-natal na enfermagem

A gravidez é um período delicado que pede acolhimento e monitoramento da saúde da futura mãe e bebê.

Quando não há complicações gestacionais, um enfermeiro capacitado em Obstetrícia pode ficar responsável pelas consultas iniciais do pré-natal.

Se perceber agravos, ele encaminha a gestante para que um obstetra dê seguimento aos encontros e peça os exames necessários.

Consulta de enfermagem à puérpera

Os cuidados de enfermagem devem se estender até o pós-parto, período de fragilidade para a mulher.

É essencial que ela receba atenção por parte dos profissionais de saúde, esclarecendo dúvidas e contribuindo para uma recuperação rápida e tranquila.

Segundo este treinamento para enfermeiros do SUS, a consulta de enfermagem à puérpera serve para:

  • Avaliar as condições maternas após a alta da unidade onde se realizou a assistência ao parto, identificando as patologias mais frequentes nesse período
  • Controlar a evolução das patologias manifestadas durante a gestação (ex.: anemia, síndrome hipertensiva, entre outros)
  • Estabelecer e reforçar as orientações gerais iniciais durante o período de internação na maternidade
  • Reforçar o vínculo da mulher com o sistema de saúde, encaminhando-a para orientação em planejamento familiar e assistência ginecológica de rotina
  • Avaliar as condições emocionais da puérpera.

 

Consulta de enfermagem com recém-nascido

A assistência ao recém-nascido é concedida até os 2 meses de vida, com o objetivo de orientar sobre a higiene, cuidados com o coto umbilical e sinais de perigo para o bebê.

Não usar perfume ou talco, secar bem o umbigo e manter as roupas da criança limpas estão entre as principais recomendações dadas pelo enfermeiro.

Choro fraco, febre e diarreia devem alertar os pais sobre possíveis problemas de saúde.

Enfermeiro online

Especialistas na atenção primária, os enfermeiros podem solicitar exames complementares e prescrever medicações

Consulta de enfermagem na adolescência

A adolescência é uma fase de mudanças constantes e formação da personalidade, o que expõe meninos e meninas a uma série de riscos.

Gravidez não desejada, doenças sexualmente transmissíveis (DST), distúrbios de autoimagem e transtornos alimentares são alguns exemplos.

Nesse cenário, é papel do enfermeiro da atenção básica reconhecer o perfil socioepidemiológico em que o adolescente está inserido e dar orientações de saúde conforme essa realidade.

Consulta de enfermagem ao idoso

Outro período diferenciado que merece atenção é a terceira idade, quando corpo e mente sofrem desgaste e ficam mais sujeitos a doenças.

Acidentes como quedas também se tornam comuns e perigosos, pois podem comprometer a autonomia do idoso.

O apoio através da consulta de enfermagem tem foco preventivo, englobando fatores individuais, familiares e ambientais para preservar a saúde do paciente.

Há orientação, ainda, para o bem-estar mental, por meio de exercícios para o cérebro e atividades sociais que mantenham a positividade.

Consulta pré-operatória de enfermagem

Você já deve ter ouvido falar que toda cirurgia oferece riscos. Pensando nisso, as equipes de saúde programam processos realizados antes da operação, a fim de diminuir as chances de eventos adversos.

A consulta pré-operatória de enfermagem faz parte dessa dinâmica, sendo empregada como instrumento de orientação e fortalecimento do autocuidado do doente.

Durante o encontro, o enfermeiro tira dúvidas, faz um exame físico e verifica se há sinais de patologias crônicas ou vulnerabilidades que coloquem a saúde e a integridade do paciente em perigo.

As informações são compartilhadas com a equipe multidisciplinar responsável pela cirurgia.

Consulta de enfermagem saúde da mulher

Fora do período de gravidez, as enfermeiras direcionam a consulta para atividades de rastreio de câncer de mama e de colo do útero.

Porém, a assistência não se restringe a essas patologias, contando com recomendações para evitar o acidente vascular cerebral (AVC), além de males cardiovasculares como diabetes.

O encontro serve, ainda, para reconhecer situações de violência doméstica e sexual, orientar sobre o uso de contraceptivos e prevenção de DSTs.

Consulta de diabetes na enfermagem

No acompanhamento ao diabético, é fundamental avaliar detalhes sobre fatores de risco que impactam na doença, a exemplo da má alimentação.

Sinais de hipoglicemia e problemas com o pé diabético também são pontos de interesse, assim como recomendações para o autocuidado.

Nesse contexto, o enfermeiro ensina o paciente a controlar a glicemia, conservar e aplicar a insulina.

Consulta de enfermagem ao paciente hipertenso

A pressão alta também requer monitoramento para que não sobrecarregue o aparelho cardiovascular.

A consulta de enfermagem auxilia com esclarecimentos sobre hábitos saudáveis, exames e o uso de medicamentos de controle da pressão arterial.

Consulta de enfermagem em saúde mental

Com o propósito de dar suporte à reabilitação psicossocial, a consulta de enfermagem em saúde mental inclui momentos para a formação de vínculo com o paciente, avaliação mental e física.

De acordo com o artigo “Consulta de Enfermagem em Saúde Mental: revisão Integrativa”, são avaliados tópicos como:

  • Aparência do paciente (odor, situação da saúde, presença de deformidades, expressão facial)
  • Sinais de ansiedade
  • Extremos de manifestações emocionais (tristeza ou alegria exagerada)
  • Insônia ou sonolência excessiva
  • Psicomotricidade – marcha, hiper ou hipoatividade, tremores por somatizações ou efeitos de medicamentos, atitude e movimentos (in)voluntários
  • Características do pensamento.

 

Enfermagem online

As consultas online são feitas com profissionais qualificados, que promovem um acompanhamento humanizado

Consulta de enfermagem domiciliar

Doentes acamados, com deficiência ou restrição de mobilidade se beneficiam da consulta com enfermeiro em domicílio.

A assistência segue os mesmos parâmetros da realizada em hospitais e clínicas, com maior conforto ao paciente, cuidadores e familiares.

Consulta com enfermeiro online

A teleconsulta em enfermagem foi autorizada pela Resolução Cofen 634/2020.

Segundo o documento, ficam normatizadas consultas, esclarecimentos, encaminhamentos e orientações com uso de meios de tecnologia de informação e comunicação.

A assistência deve ser feita através de recursos audiovisuais e dados que permitam o intercâmbio à distância entre o enfermeiro e o paciente.

Essa novidade agrega agilidade aos atendimentos, que podem ser marcados a qualquer hora do dia ou da noite.

Plataformas de telemedicina garantem o respaldo legal e o sigilo quanto aos registros de profissionais e pacientes, dando segurança à consulta online com enfermeiro.

Em um ambiente intuitivo, fica fácil receber assistência de qualidade dentro de sistemas como a Telemedicina Morsch.

A teleconsulta ainda oferece comodidade, economia de tempo e dinheiro que seriam gastos no deslocamento até a unidade de saúde.

Como consultar na enfermagem pela internet

Procurando um profissional de enfermagem pela internet?

Basta seguir 8 passos para marcar sua consulta online na plataforma Morsch:

  1. Acesse a página de agendamento
  2. Aplique o filtro Enfermagem
  3. Confira uma lista com enfermeiros e horários disponíveis para atendimento
  4. Escolha o profissional de sua preferência e clique sobre a melhor data e hora
  5. Faça seu login. Se não tiver cadastro, clique em “Criar Conta” e informe alguns dados para se registrar
  6. Prossiga para a página de pagamento
  7. Confirme o agendamento
  8. No dia marcado, você vai receber lembretes e um link de acesso para a sala virtual de teleconsulta.

 

Conclusão

A consulta de enfermagem é uma ferramenta de suporte ao tratamento de doenças e promoção do autocuidado.

Quem sofre com doenças crônicas ou se encontra em estágios delicados como a gravidez ou velhice se beneficia desse acompanhamento humanizado.

E que pode ser feito de modo prático via teleconsulta, como expliquei neste texto.

Se achou o conteúdo útil, compartilhe.

Inscreva-se na newsletter para ser avisado sobre as novidades em saúde e tecnologia.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE