Ressonância de campo aberto: indicações e como é feito o exame

Por Dr. José Aldair Morsch, 16 de agosto de 2021
Ressonância campo aberto

Crianças, idosos e pessoas que sofrem com claustrofobia podem se beneficiar da ressonância de campo aberto.

Esse exame nada mais é do que uma variação da famosa ressonância magnética (RM), utilizada para obter imagens de partes internas do organismo.

Apesar da importância da RM, muitos pacientes temem o procedimento por precisarem ficar dentro de um aparelho por minutos ou até poucas horas.

Dependendo da área examinada, fica difícil, também, se manter imóvel para a captação de imagens de boa qualidade.

Nesse cenário, é grande a contribuição dos equipamentos de campo aberto, que você vai conhecer melhor no decorrer deste texto.

Também vou explicar como é feito o exame, suas indicações e locais onde pode ser realizado.

Se o assunto interessa, siga com a leitura.

Ressonância de campo aberto: o que é?

Ressonância de campo aberto é um exame de imagem que emprega um campo magnético e um aparelho específico para obter registros de partes internas do corpo.

Em vez do tradicional equipamento de RM fechado, essa variação do teste utiliza um aparelho com três lados abertos, dando maior conforto e segurança ao paciente.

Inflamações, infecções, tumores, problemas nos vasos sanguíneos, calcificações e ruptura de ligamentos são exemplos das várias condições investigadas com a ajuda da ressonância magnética.

Indicações da ressonância magnética de campo aberto

A ressonância magnética pode ser indicada para apoiar o diagnóstico de males que afetam diversas partes do corpo, por exemplo:

    • Crânio 
    • Pescoço
    • Abdômen
    • Bacia 
    • Pelve 
    • Coluna
    • Mãos
    • Pés
    • Cotovelos
    • Ombros
    • Joelhos.

A seguir, conheça as situações em que os médicos costumam dar preferência à RM de campo aberto.

Para examinar extremidades

Extremidades como pés e mãos são mais fáceis de examinar com o suporte de um aparelho que possibilita maior mobilidade para o técnico e o paciente.

Portanto, a ressonância de campo aberto é mais recomendada para avaliar essas estruturas.

RM de campo aberto

Exame de imagem com várias indicações, ressonância de campo aberto é segura e cômoda

Para gestantes

Um dos ganhos mais evidentes com a descoberta da ressonância magnética foi dar uma opção de teste de imagem que não usa radiação ionizante para obter os registros.

Ao contrário dos equipamentos de raio X e de tomografia computadorizada, o de ressonância emprega um campo magnético para captar os dados.

Isso é importante porque a exposição aos raios X está relacionada ao desenvolvimento de males como o câncer, sendo contraindicada para gestantes, por exemplo.

No final da gravidez, quando a barriga está crescida, o aparelho de campo aberto proporciona maior conforto para as mulheres.

Para crianças

Crianças também não devem ser expostas à radiação ionizante em excesso.

Além disso, a experiência dentro de um equipamento de RM fechado não é das mais agradáveis.

E ainda precisam permanecer imóveis para o exame.

Então, em vez de recorrer a uma anestesia, o médico pode indicar uma ressonância de campo aberto para facilitar a realização do teste.

Para idosos, obesos e pacientes claustrofóbicos

Essas pessoas têm maior comodidade quando a RM é feita com campo aberto.

Essa opção diminui o desconforto e a sensação de estar enclausurado, tão temida por aqueles que sofrem com claustrofobia.

Quando o paciente tem alergia ao contraste iodado

Há casos em que é necessário aplicar uma substância que evidencia algumas estruturas, chamada contraste, para aumentar a acurácia dos exames de diagnóstico por imagem.

Existem diferentes meios de contraste, sendo que os iodados são mais usados em exames como tomografia e radiografia.

Essa substância pode provocar reações alérgicas em algumas pessoas.

Já o contraste administrado durante a ressonância magnética é feito com gadolínio e raramente causa qualquer reação.

Ressonância magnética

Através da ressonância magnética é possível analisar tecidos, órgãos e sistemas do corpo humano

Como é feita a ressonância de campo aberto

Na data e hora marcadas, o paciente comparece ao serviço de saúde e retira todos os objetos de metal antes do exame.

Após orientações do médico ou técnico que fará a ressonância, ele se deita sobre a mesa do equipamento de RM.

Depois de posicionado, o aparelho é ligado para que o teste comece.

A parte de cima do equipamento é direcionada à área em estudo que, sob influência do campo magnético, agita moléculas que são lidas por um algoritmo presente num computador.

Os dados captados durante a ressonância magnética são enviados a um software que os traduz em imagens de alta resolução.

O procedimento dura, em média, 30 minutos e exige que o paciente permaneça imóvel.

Ressonância magnética de campo aberto: onde fazer?

Hospitais, clínicas e laboratórios especializados em diagnóstico por imagem costumam oferecer a opção de ressonância de campo aberto.

Lembrando que é importante especificar o tipo de equipamento de RM no pedido médico, assim, fica mais fácil marcar o exame.

Qual médico solicita a ressonância?

Como a ressonância magnética pode ser feita para estudar vários tecidos, órgãos e sistemas, médicos generalistas e especialistas podem solicitar esse teste.

Listo alguns tipos de médicos que pedem o exame com frequência:

Marque sua consulta online

A solicitação de uma ressonância magnética e outros exames de imagem serve para auxiliar no diagnóstico de problemas de saúde.

Mas, antes de recorrer a esses procedimentos, é fundamental passar por consulta com um médico de sua confiança, mantendo os cuidados em dia.

Com o suporte da tecnologia, você e sua família podem ter assistência de qualidade sem sair de casa, usando a plataforma de teleconsulta Morsch.

Nela, você encontra uma série de profissionais que atendem via videoconferência, podendo solicitar exames e emitir receitas durante a consulta online.

Veja como é simples marcar a sua:

  • Acesse a página de agendamentos
  • Use o campo de buscas para selecionar especialidade desejada e escolha o profissional de sua preferência
  • Defina um entre os horários de agendamento, ao lado da identificação do médico
  • Você será redirecionado para uma página de login. Se não tiver cadastro, selecione “Criar conta”
  • Preencha o formulário com informações de identificação e prossiga
  • Crie uma senha e acesse o sistema
  • Confirme o horário da teleconsulta e faça o pagamento
  • Meia hora antes do atendimento, você vai receber o link de acesso à sala virtual via WhatsApp ou SMS.

Conclusão

A ressonância de campo aberto é uma ferramenta importante para aumentar o conforto durante o exame.

Também diminui riscos para pacientes que não podem ser expostos à radiação ionizante.

Esse e outros testes podem ser solicitados durante uma consulta a distância, intermediada pela plataforma de telemedicina Morsch.

Confira as opções disponíveis e agende agora mesmo a sua teleconsulta.

Gostou deste artigo? Então, compartilhe com sua rede de contatos.

Assine a newsletter para acompanhar novos conteúdos exclusivos.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE