Qual a diferença entre Telemedicina e Telessaúde?

Por Dr. José Aldair Morsch, 17 de fevereiro de 2016
diferença entre telemedicina e telessaúde

Telemedicina e Telessaúde são nomes de especialidades que têm sido utilizadas ao longo dos anos como se fossem equivalentes.

No entanto, a Telemedicina é uma ferramenta dentro da Telessaúde responsável exclusivamente pelo tráfego  e interpretação de exames com entrega de laudos médicos. feitos a distância.

O que as duas especialidades têm em comum é o fato de ambas representarem avanços significativos na área da saúde, que permitem levar a mais alta qualidade em saúde até os lugares remotos, como zonas rurais e locais afastados.

Conceito de Telessaúde

A Telessaúde é ligada a inúmeras atividades que se relacionam a cuidados em saúde, trata de um termo que significa a utilização de serviços de informação, tecnologias e telecomunicações voltadas para a promoção da saúde.

Solicite um orçamento

Assim sendo, a Telessaúde é o que permitiu diversos avanços em sua área e que abrange :

  • Teleconferência entre médicos para discutir um diagnóstico,
  • Apoio ao paciente crônico evitando reinternações,
  • Ensino á distância para aperfeiçoamento de toda a equipe voltada para atenção á saúde,
  •  Até o uso da robótica em operações mais avançadas, do ponto de vista tecnológico.

Muito utilizada para a capacitação profissional, hoje a Telessaúde também permite aos enfermeiros e médicos obter novas experiências e ensinamentos, a partir de videoconferências de cirurgias que ocorrem em locais distantes.

Ou seja, é possível ver daqui do Brasil uma inovação médica que está acontecendo, por exemplo, nos Estados Unidos, e com isso aprender mais sobre o tema para aplicar no próprio local.

Conceito de Telemedicina

diferença entre Telemedicina e Telesaúde

Uma categoria dentro da Telessaúde, a Telemedicina, por sua vez, é uma tecnologia que permite aos médicos a troca de informações a distância e, com isso, tem levado serviços médicos a qualquer lugar além de hospitais e consultórios.

Utilizada para transferir exames e seus laudos de maneira digital, a Telemedicina pode ser usada para obter resultados de exames.

eletrocardiograma pode ser realizado em clínicas onde não há um especialista, por exemplo, além de outras especialidades como pneumologia, neurologia e radiologia.

Diferenças entre Telemedicina e telessaúde

Em relação à Telessaúde, diz a história que a sua primeira participação foi no início do século XX, quando a comunicação via rádio foi utilizada para oferecer serviços médicos na Antártica.

Já a Telemedicina foi uma ferramenta utilizada pela primeira vez em 1970, nos Estados Unidos, com o objetivo de melhorar o atendimento dos médicos nas áreas rurais.

A American Telemedicine Association (ATA) define o termo como ferramenta tecnológica com o objetivo de oferecer um atendimento melhor aos doentes que necessitam de exames com laudos á distância.

Telessaúde se refere a toda e qualquer espécie de utilização de serviços de informação em relação à saúde a partir de instrumentos de comunicação tecnológica.

A Telemedicina é uma categoria dentro da Telessaúde, que, por sua vez, proporciona especializações e serviços diretos, voltados para os médicos e enfermeiros.

Com a Telemedicina, por exemplo, é possível assistir a uma cirurgia que está acontecendo do outro lado do mundo.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define Telessaúde como “o uso de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) para prestar serviços de saúde à distância”,

Ela define Telemedicina como “a oferta de serviços ligados aos cuidados com a saúde nos casos em que a distância é um fator crítico”, se tratando de um instrumento complementar às práticas médicas.

Os benefícios da Telemedicina

Proporcionando diagnósticos com laudos médicos rápidos em diversas especialidades da Telessaúde, a Telemedicina é a ferramenta que proporciona às clínicas que estão em locais de difícil acesso e/ou que não podem contar com um médico especialista no lugar.

A Telemedicina pode oferecer aos pacientes o resultado de exames, como laudos médicos, resultados de eletrocardiograma e eletroencefalograma, entre outras possibilidades, com agilidade e alta qualidade.

  1. A Telemedicina tem sido vista com muito entusiasmo pelos médicos e novos profissionais da saúde de todo o mundo.
  2. Isso porque a tecnologia propõe vantagens e benefícios justamente às clinicas e pacientes que mais necessitam de atendimento de alta qualidade. muito além dos hospitais e consultórios das grandes cidades do país.
  3. A economia e o fato de não precisar de deslocamentos são outros pontos fortes.
  4. As clínicas que não conseguem manter um especialista, porém contam com a Telemedicina, são muito valorizadas por contar com a estrutura.
  5. Afinal, o recurso permite a essas clínicas oferecer resultados de laudos médicos e eletrocardiograma em poucos minutos.
  6. Levando informações importantes com agilidade e diversas facilidades aos pacientes, que necessitam de serviço especializado, porém não estão ao alcance dos grandes centros.
  7. Os avanços da Telemedicina

Desde que foi utilizada pela primeira vez, na década de 70, a Telemedicina é uma ferramenta que evoluiu bastante, assim como as novas tecnologias.

Atualmente, as clínicas que não têm condições de arcar com o alto custo de um especialista já podem contar com resultados rápidos e de alta qualidade em exames importantes, como:

  • Eletrocardiograma digital,
  • Espirometria clínica,
  • Espirometria ocupacional.
  • Eletroencefalograma clínico.
  • Eletroencefalograma ocupacional,
  • Holter de Ecg digital.
  • MAPA de pressão arterial,
  • Polissonografia

Sobretudo, o principal avanço da Telemedicina é o fato de o recurso levar até os locais de difícil acesso um melhor atendimento na realização de exames.

Durante décadas as populações sofreram com falta de atendimento de alta qualidade e transtornos em relação a laudos e resultados de exames médicos.

Com a Telemedicina, hoje até as clínicas mais afastadas podem contar com serviços que levam até os pacientes as melhores condições de atendimento.

Mas como entender a telemedicina na prática?

A estrutura envolvida nessa especialidade tornou-se muito simples.

Um médico, dono de um consultório ou clínica, um hospital que tem seu serviço de emergência, podem oferecer um serviço de qualidade na interpretação dos seus exames, economizando tempo e dinheiro, aumentando significativamente seus lucros.

No local de trabalho do médico, seja consultório ou hospital, basta ter um acesso a internet e após realizar o exame indicado, seja eletrocardiograma ou radiologia, imediatamente pode enviar para o especialista fazer o laudo através da plataforma de telemedicina.

Em poucos minutos estará recebendo o laudo médico com assinatura digital da empresa de telemedicina contratada.

Poderá ainda receber junto com o laudo as orientações de conduta caso seja um resultado que coloque em risco a vida do paciente ou até mesmo discutir com o especialista o resultado através de uma segunda opinião.

Além disso, as novas clínicas podem contar com a opção de comodato, ideal para quem não tem capital para investir.

Com a Telemedicina, basta contar com a instalação dos equipamentos para poder proporcionar laudos médicos e resultados de exames aos pacientes com agilidade e redução de custos.

Antes, isso só era possível com a contratação de um especialista.

Hoje, a Telemedicina já é uma realidade e também a melhor opção para clínicas que não possuem o serviço.

Resumindo, a a diferença entre Telemedicina e Telessaúde está no tipo de serviço prestado.

A Telessaúde monitora, ensina, interage com paciente e a equipe médica através de aplicativos voltados á prevenção de doenças e educação a distância.

Usando ainda o prontuário eletrônico,  a Telemedicina se encarrega de criar um ambiente de interpretação dos exames médicos feitos em áreas remotas sem especialistas.

Existe uma complementação entre as duas especialidades, visto que a Telemedicina está dentro da Telessaúde e fornece dados para a equipe médica tomar uma conduta no diagnóstico das doenças.

Gostou do assunto?

Compartilhe nas suas redes!

Assine nosso blog!

Esse post foi publicado originalmente em fevereiro de 2016, e revisado e atualizado em junho de 2018.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia pela PUC-RS. Pós-graduação em Cardiologia Pediátrica pela PUC-RS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp