Gestão hospitalar: dicas para reduzir custos e aumentar a produtividade

Por Dr. José Aldair Morsch, 22 de março de 2018
Saiba como reduzir custos na gestão hospitalar

Atuar na gestão hospitalar, administrando clínicas, hospitais, laboratórios, instituições de saúde em geral é uma verdadeira vocação.

Afinal, essa área consiste em fazer toda a gestão do sistema de saúde, desde processos, pessoas a materiais e equipamentos. 

Fazer com que a conta no final do mês feche adequadamente, não devendo nada para nenhum fornecedor, funcionário ou até acionistas envolve um verdadeiro “rebolado” nas diversas áreas dessas instituições.

Manter a harmonia entre todos os envolvidos na máquina da saúde e, ainda, buscar o lucro está cada vez mais difícil e desafiador.

Sabendo disso, vou procurar, de maneira simples, relacionar alguns pontos e dar dicas para que você consiga otimizar a sua gestão hospitalar e, com isso, reduzir seus custos, especialmente os fixos, e aumentar a produtividade de todos.

Antes, porém, é importante ampliar a definição de gestão hospitalar, pois isso irá favorecer o entendimento posterior.

Boa leitura!

O que é gestão hospitalar?

Trata-se de uma área que une os segmentos da saúde com administração, pois o seu principal papel é justamente gerenciar os locais e as pessoas em âmbito médico.

Essa é considerada a profissão ideal para quem gosta da área da saúde, mas não deseja ou não tem aptidão para ser enfermeiro ou médico, por exemplo.

A gestão hospitalar inclui tarefas como:

  • Controle e planejamento de custos e compras;
  • Supervisão de contratos e convênios;
  • Organização de processos;
  • Resolução de problemas técnicos e administrativos;
  • Busca constante por inovação e desenvolvimento tecnológico.

Essa atuação é essencial porque garante uma boa administração do hospital e, consequentemente, promove um atendimento de qualidade ao paciente.  

Agora que você sabe o que é gestão hospitalar e a sua importância, é hora de garantir que ela seja realizada com eficiência!

Afinal, como reduzir os custos na gestão hospitalar?

Para facilitar o entendimento das ações, vou descrever os setores principais e o que pode ser otimizado em cada um deles. Confira:

1- Controle de estoques e fluxo de materiais

Esta é a área da sua empresa de maior gasto e perdas e ainda tem quem prefere controlar tudo isso utilizando apenas planilhas em Excel.

Atualmente, existem diversos softwares que otimizam esse fluxo e trazem economia tanto na compra quanto no uso dos materiais em geral.

Softwares automatizados são mais precisos e menos suscetíveis a erros humanos – sem falar que são mais ágeis, se comparados com o processo de criação e atualização de diversas planilhas no Excel, por exemplo.

Todos os dados ficam centralizados e dispostos em um único local, facilitando na gestão hospitalar. 

Com isso, evita-se que faltem materiais ou que sejam adquiridos sem necessidade.

O software também promove a economia de tempo, pois a pessoa responsável pode realizar outras tarefas utilizando a mesma quantidade de horas. 

Isso, inclusive, eleva a produtividade, permitindo que pessoas possam desempenhar mais tarefas. 

Leia aqui um enfoque completo para essa área

Diversos softwares especializados reduzem erros humanos com processos automatizados

Planilhas manuais demoram para serem preenchidas e são mais suscetíveis a erros, se comparado a um software especializado.

2- Gerenciamento da manutenção de equipamentos

Quando pensamos em manutenção preventiva, logo imaginamos um gasto desnecessário.

Isso sim é um ledo engano!

Prevenir sinistros nos equipamentos médicos hospitalares implica em evitar estragos significativos e custos muito maiores na hora do conserto.

Lembre que a internet está disponível para todos e que a busca por fornecedores de serviços e equipamentos é muito fácil.

Não aceite sempre manter o mesmo fornecedor. Investigue com cautela o mercado, pois é possível reduzir em até 80% os custos com os parceiros.

Aqui uma dica bônus: quer adquirir aparelhos para os exames mas não tem dinheiro? Avalie a possibilidade de realizar comodato dos equipamentos. 

A Telemedicina Morsch disponibiliza uma relação de aparelhos que trazem tecnologia e redução dos custos na área de exames.

Ao contratar o aparelho em comodato, seu serviço recebe mensalmente laudos de exames gratuitos como cortesia.

Falo mais sobre isso no item de gerenciamento dos recursos humanos, que conta com uma alternativa excelente para interpretação dos exames.

3- Apoio estratégico em campanhas ou controle de epidemias

Novamente, estamos diante de um evento que, a curto prazo, pode não trazer resultados visíveis, mas que a médio e longo prazo, resultam em uma economia importante para o hospital.

a- Meios de Incentivar campanhas de doação de sangue

Manter um estoque de sangue é uma tarefa árdua! 

As pessoas têm o hábito de apenas doar sangue quando um amigo ou familiar precisa, sendo difícil ter uma rotina de doadores frequentes para manter os estoques.

Já pensou em otimizar a relação com os doadores através do e-mail marketing, enviando informações úteis sobre saúde, voltadas à doação consciente?

Não esqueça que o conteúdo está do seu lado!

Exemplo de arte que pode ser usada em um email marketing ou postagem nas redes sociais

Exemplo de ilustração que pode ser usada em uma postagem nas redes sociais ou enviada, com mais informações, por e-mail marketing.

Convide os médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas, entre outros, para escreverem os artigos que serão publicados no blog da sua instituição e disparados semanalmente para os pacientes e doadores.

O mesmo vale para os casos de epidemias de mosquitos, febre amarela, hepatites, entre outros, que estão presentes em todas as regiões.

Chegar até a população através da internet, redes sociais e aplicativos é a melhor estratégia para gerar conhecimento.

Por exemplo, nosso blog tem justamente essa função. Se você chegou até nós através de pesquisa do Google e está tendo contato com um conteúdo que lhe interessa, está percebendo na prática essa funcionalidade.

O mesmo vai acontecer com os pacientes da sua cidade no momento que eles buscarem informação sobre as doenças que estão em alta na sua região.

Com certeza eles irão ler. Afinal, todos querem informações úteis para melhorar a saúde, então aproveite isso.

b- Prevenção de doenças crônicas como hipertensão e diabetes

É um grande diferencial para o seu negócio fazer com que as informações cheguem até os interessados – seja através do blog da instituição ou cadastro dos e-mails dos pacientes numa base para serem nutridos com novas informações semanais ou quinzenais.

Mostre que você é referência no assunto e compartilhe dicas úteis e cientificamente comprovadas. 

c- Campanhas para abolir o excesso de álcool e fumo

A luta contra os vícios é constante, especialmente porque eles podem levar ao surgimento de uma série de doenças e complicações. 

Essas patologias que acompanham os vícios são de altíssima gravidade – nem estou falando do problema social do alcoolismo, que afeta os que estão a sua volta.

Procure transmitir uma linguagem acessível e direta com a população da sua região e mantenha-os informados sobre os riscos.

4- Gestão de recursos humanos

A área de RH é complexa e selecionar a pessoa certa para a função que a sua empresa deseja, na verdade, é uma tarefa quase impossível.

Na prática, sabemos que é preciso de um tempo de treinamento e amadurecimento para aproveitar efetivamente o potencial de grande parte dos profissionais.

Onde podemos otimizar esse recurso?

Na área de limpeza, por exemplo, tendo em vista que a prestação desse serviço está passando por uma verdadeira revolução.

Atualmente, as empresas terceirizadas para limpeza, higienização e lavanderia é uma das grandes tendências.

A redução de custos também pode ser realizada com outras ações práticas, como:

  • Realizar as contratações de acordo com o orçamento do hospital, ampliando o quadro conforme surgirem as necessidades;
  • Controlar as atividades previstas, corrigindo-as, quando necessário, para que seja mantido o resultado desejado;
  • Investir na integração de dados, através de um software que possa ser utilizado por todos os profissionais administrativos e que centralize as informações essenciais para uma boa gestão hospitalar;
  • Utilize os serviços da Telemedicina, reduzindo a necessidade de contar com uma variedade de especialistas presentes no local.

Os desafios da Gestão de RH, porém, não se restringem às questões financeiras e de contar com as pessoas certas para cada atividade.

É preciso mensurar as tarefas e rotinas, a fim de determinar quem está desempenhando suas atividades adequadamente e quais os pontos precisam ser melhorados.

Essa análise é complexa e variável, sendo necessário que o controle seja permanente e se estendendo a todas as áreas do hospital – tendo em vista que tudo chegará até o cliente final.

A área de gestão de pessoas é complexa, e um sistema especializado pode auxiliar na redução de custos

Além de questões financeiras e de contratação, o setor de RH é importante para analisar desempenho e satisfação dos colaboradores

Mas e como vou resolver a falta de especialistas para interpretar os exames do meu serviço na gestão hospitalar?

O primeiro passo é: não contrate novos médicos especialistas! Isso mesmo, você não entendeu errado.

Aproveite os serviços terceirizados da Telemedicina e tenha mais agilidade e economia no momento de interpretar os exames.

Você tem o técnico que é treinado à distância pelo suporte da Telemedicina.

Ele faz o exame e envia pela internet para uma plataforma em nuvem, onde os especialistas estão online e irão interpretar exames e liberar os laudos médicos em poucos minutos.

Para isso, porém, é essencial que você avalie a possibilidade de adquirir softwares específicos.

Busque no mercado empresas que oferecem várias funções no mesmo aplicativo.

Não contrate vários fornecedores, mas sim procure estudar o mercado e ver opções de integração.

Não contrate um PACS em nuvem, por exemplo, só para guardar os arquivos dos exames. Utilizando a Telemedicina, você ganha o PACS integrado. 

Os exames enviados para interpretação automaticamente irão para o PACS da empresa de Telemedicina e ficarão guardados, permitindo o acesso sempre que necessário.

Já imaginou quanta economia que somente isso já pode gerar na sua gestão hospitalar?

Concluindo, fique atento a todos os detalhes para garantir uma melhor gestão hospitalar!

Precisamos entender que pequenas ações em cada setor de sua empresa se traduz em um somatório de benefícios que, no final do mês, representam uma porcentagem significativa em economia.

A tendência no mercado da saúde é terceirizar a limpeza, higiene, lavanderia e interpretação dos exames, evitando novas contratações de especialistas.

Se você quer mais informações sobre o assunto, entre em contato comigo pelo whatsapp que aprece na tela ou comente abaixo.

Compartilhe sempre conteúdos informativos como esse nas suas redes para que mais pessoas tenham acesso a informações de qualidade!

Não esqueça de assinar a nossa newsletter para receber automaticamente os conteúdos no seu e-mail.

Até mais! Forte abraço!

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE