Gestão de insumos hospitalares: você está fazendo isso corretamente?

Por Dr. José Aldair Morsch, 25 de janeiro de 2018
gestão de insumos hospitalares

A correta gestão de insumos hospitalares representa uma economia de até 50% no custo do atendimento na saúde.

O administrador hospitalar deve ter seus olhos voltados para esse setor na busca de otimizar os resultados do gerenciamento hospitalar e com isso é possível sair da lista de instituições que estão no vermelho.

Como é a rotina de logística de insumos do seu hospital? Seria possível otimizar alguns dos processos e impactar nos resultados?

Neste artigo vou listar os processos básicos envolvidos nesta logística, bem como apontar uma saída simples para resolver o seu problema.

O que é logística de insumos hospitalares?

É o ato de organizar todo o processo de aquisição, armazenamento, estocagem, controle, conservação entre outros dos materiais utilizados em todos os setores de uma instituição de saúde.

É muito fácil comprar um produto, medicamento, material médico e disponibilizar na sua instituição de saúde.

Solicite um orçamento

O que poucos administradores conseguem entender numa gestão de insumos hospitalares é que justamente este setor em particular é o que mais impacta nos resultados.

Conseguir um grau de excelência numa gestão de insumos hospitalares é fechar a torneira do desperdício.

O resultado disso?

Menos despesas em compra de novos produtos para repor o estoque e consequentemente mais resultados positivos no final do mês.

Os 7 processos envolvidos na gestão de insumos hospitalares com dicas de otimização

1- Armazenagem e estoque

Disponibilizar o setor físico para isso é fundamental para garantir a qualidade dos produtos dentro do prazo de validade.

Seguir as regras de área estimada, temperatura, luminosidade, umidade do ambiente é fundamental para preservar os produtos.

Os materiais e insumos hospitalares são altamente perecíveis, como uma banca de frutas e verduras num supermercado, eles exigem o manuseio correto para que permaneçam com sua qualidade e efetividade pelo tempo de sua validade.

Quem não pegou os produtos da parte de trás da prateleira do supermercado para aproveitar o produto mais novo?

Os mais usados devem ser colocados à frente, facilitando assim a separação e a destinação ao usuário final.

Isso todo mundo sabe, mas o que pode ser otimizado?

A automação do processo

Tudo que conseguirmos automatizar em nossas vidas traz benefícios únicos, neste caso por exemplo, vai garantir que o produto certo, na quantidade certa, tenha armazenagem controlada e destino correto, com total rastreabilidade de processos, prazos e validades.

Isso é básico, utilizo um software para isso, até aqui não vejo novidades…

Hum, vejo que seu hospital está bem administrado, mas tenho uma dica boa aqui, acho que pode ajudar na sua rotina…

Seu software tem um API de integração com o fornecedor para agilizar o processo de compras e reposição?  

Imagine a maravilha de não precisar deixar um funcionário responsável pela compra de insumos, bastando acompanhar a automaticidade do processo de compra de acordo com a quantidade de produtos no estoque. Gostou?

2- Individualização do medicamento

Sim, já pensou em desenvolver um processo de serialização com individualização dos medicamentos padronizados?

O que eu realmente ganho com isso?

Neste formato, sabemos que muitos medicamentos são fabricados com doses iguais para adultos, então organize para que não haja perdas ou sobras nos preparos.

Rotule esse setor, traga clareza nas informações para que os funcionários manuseiem os produtos de forma segura e sem desperdícios.

3- Produto cadastrado é produto rastreado

No momento que rotulamos os produtos, podemos acompanhar sua vida útil desde a entrada no centro de distribuição, armazenamento, distribuição às unidades de saúde e administração no paciente no setor que ele se encontra.

4- E o retorno das sobras?

Chamamos isso de logística reversa. Sabemos que sempre existem sobras que podem ser aproveitadas, então é possível acompanhar o retorno para o setor de armazenamento das sobras e seus devidos reaproveitamentos.

5- Relatórios e integrações para tudo dentro da instituição

Não consigo imaginar um estabelecimento de saúde sem um processo digital de logística.

Disponibilizar um software integrado capaz de acompanhar o fluxo do caminho dos medicamentos, controle de estoque e demandas de cada unidade é a base do sucesso na administração de um serviço de saúde.

Integrar essa logística com o prontuário eletrônico é fundamental para que o financeiro consiga contabilizar, faturar e cobrar os convênios corretamente, evitando glosas.  

Isso faz parte do cadastro de custo que oferece parâmetros de uso, preço e informações de cobrança.

6- Integração dos setores é a chave do sucesso

Integrar a gestão de insumos hospitalares no sistema de saúde, possibilita uma logística precisa na rotina de trabalho e também um controle mais ágil e exato da saída e entrada de produtos e medicamentos do estoque.

Tudo isso faz parte da gestão de insumos hospitalares

É possível controlar o estoque, os setores de central de abastecimento, compras, financeiro e muito mais.

O departamento de compras pode aproveitar a gestão de insumos hospitalares no processo de compras.

Busque a cota de produtos online a partir de relatórios do sistema, onde o software avalia e escolhe qual empresa comprar a partir do panorama de fornecedores escolhido pelo responsável do setor médico.  

No fechamento do pedido, se houver alteração no valor do orçamento o sistema poderá aceitar ou recusar os produtos listados.

Em caso de aceitação, os produtos são cadastrados automaticamente no sistema — que já reconhece informações básicas dos objetos, como quantidade, validade e lote, de acordo com os dados preenchidos.

7- Que software você usa no seu serviço de saúde?

Apostar no seu software utilizado para o atendimento do paciente onde traz estoque, administração, prontuário eletrônico, etc é depender de um ambiente limitado.

Precisamos entender que existem empresas que investem pesado em cada setor de atuação para trazer a excelência nos seus processos.

Podemos escolher empresas grandes onde o investimento é absurdo ou escolher estrategicamente parceiros para auxiliar nos processos.

Na área de gestão de insumos hospitalares eu recomendo a  Plannexo é uma plataforma da Bionexo totalmente online e que se integra com seu software, trazendo todos os benefícios que descrevi acima.

A Telemedicina Morsch como parceira na interpretação dos exames

Como estamos falando em software e integrações, avalie também a contratação de uma plataforma online de Telemedicina para reduzir os custos na interpretação dos exames de sua instituição.

Imagine ter exames laudados em 30 minutos por especialistas 24 horas por dia!

Os especialistas de sua instituição poderão ter mais tranquilidade nas suas vidas e o seu serviço de saúde reduz os custos dos laudos dos exames em 50%.

Pense bem, otimizar dois processos e melhorar os resultados! É o sonho de todo administrador de um serviço de saúde.

Em resumo, os benefícios de uma gestão de insumos hospitalares através de sistemas digitais, faz um controle de estoque dos produtos parecer brincadeira, e na verdade é um dos mais importantes setores nos serviços de saúde.

Controlar ou remanejar medicamentos e suprimentos, além dos itens do estoque para laboratórios de apoio ou outros setores do serviço de saúde é a saída para a economia.

Se gostou do artigo, compartilhe nas suas redes! Assine nosso blog!

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia pela PUC-RS. Pós-graduação em Cardiologia Pediátrica pela PUC-RS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp