CID M23 – Transtornos internos dos joelhos (artropatias)

Por Dr. José Aldair Morsch, 17 de maio de 2022
CID M23

CID M23 é o código para Transtornos internos dos joelhos, conforme a Classificação Internacional de Doenças.

Explico aqui o significado do CID M23 e recomendo procedimentos para diagnóstico e tratamento.

Ao final, apresento uma série de soluções que podem dar mais qualidade ao seu atendimento médico.

CID M23: o que significa?

O CID M23 engloba um grupo de artropatias no joelho.

Para sua categorização, é preciso observar as subcategorias e os códigos de localização abaixo.

Suas 10 subcategorias são:

  • M23.0: Menisco cístico
  • M23.1: Menisco discoide (congênito)
  • M23.2: Transtorno do menisco devido a ruptura ou lesão antiga
  • M23.3: Outros transtornos do menisco
  • M23.4: Corpo flutuante no joelho
  • M23.5: Instabilidade crônica do joelho
  • M23.6: Outras rupturas espontâneas de ligamento(s) do joelho
  • M23.8: Outros transtornos internos do joelho
  • M23.9: Transtorno interno não especificado do joelho.

Junto a cada uma delas, pode ser acrescentado um dos seguintes códigos de localização:

  • 0: Múltiplas localizações
  • 1: Ligamento cruzado anterior ou corno anterior do menisco medial
  • 2: Ligamento cruzado posterior ou corno posterior do menisco medial
  • 3: Ligamento colateral mediano ou outro menisco mediano e o não especificado
  • 4: Ligamento colateral lateral ou corno anterior do menisco lateral
  • 5: Corno posterior do menisco lateral
  • 6: Outro menisco lateral e o não especificado
  • 7: Ligamento capsular
  • 9: Ligamento não especificado ou menisco não especificado.

O CID M23 exclui:

  • Ancilose (M24.6)
  • Deformidade do joelho (M21.-)
  • Deslocamento recidivante ou subluxação (M24.4)
  • Rótula [patela] (M22.0-M22.1)
  • Lesão atual – ver lesão do joelho e membro inferior (S80-S89)
  • Osteocondrite dissecante (M93.2)
  • Transtornos da rótula [patela] (M22.-).

 

Conduta médica para o CID M23

Neste tópico, apresento informações para uma conduta médica adequada a casos de CID M23.

Exame clínico

Um minucioso exame clínico é essencial para diagnosticar o CID M23 e determinar o subtipo.

Indico exemplos de perguntas para a anamnese médica:

  • Essa dor foi causada por um choque no joelho?
  • Caso positivo, como foi esse choque?
  • Você sente dor constantemente?
  • Se não, você sente dor ao mover ou tentar mover o joelho?
  • Você sente seu joelho bloqueado ou travado?
  • Você sente como se seu joelho estivesse saindo do lugar?

A aplicação do questionário Lysholm Knee Scoring Scale pode ser útil na avaliação dos sintomas e da eficácia de algum tratamento.

Durante o exame físico, são boas práticas:

  • Verificação de inchaço e edemas
  • Detecção de calor
  • Palpação com o paciente em decúbito dorsal e com a perna flexionada a 90º
  • Comparação do lado afetado com o lado normal.

Se forem descartadas fraturas, podem ser aplicados testes de estresse como:

  • Avaliação dos ligamentos colateral, lateral e medial
  • Teste de Apley
  • Teste de Lachman.

 

Exames complementares

Se necessário, podem ser solicitados exames de imagem como:

 

Tratamento

O tratamento para lesões do menisco pode ser cirúrgico ou não-cirúrgico.

Segundo diretrizes da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), a curto prazo, a melhor alternativa de tratamento para lesões intra-substâncias do menisco é a meniscectomia simples.

A longo prazo, porém, a sutura do menisco preservaria melhor a sua função.

Para casos de CID M23.1, a primeira alternativa é o tratamento conservador.

Não havendo efetividade, pode ser realizada também uma meniscoplastia por meio de videoartroscopia.

Uma alternativa para tratar o CID 23.5 é a reconstrução do ligamento cruzado anterior com prótese artificial de partes moles, como mostra artigo de Samir Farah e colaboradores. 

Serviços Morsch para o CID M23

Falei aqui do CID M23, incluindo o significado, suas 10 subcategorias e os códigos de localização.

Também indiquei alternativas para diagnóstico e tratamento.

Se você ainda tiver alguma necessidade, conte com as soluções da Telemedicina Morsch.

Podemos emitir laudos de exames com agilidade e segurança.

Basta enviar os dados, seja de forma automática pelo próprio aparelho, ou pela nossa plataforma.

Os resultados chegam até você dentro de aproximadamente 30 minutos ou em tempo real nas urgências.

Se a sua clínica não tiver algum equipamento, pode adquirir conosco em comodato.

Contamos também com uma equipe de profissionais que podem atender seu paciente em uma consulta com um especialista para ampliar a investigação ou fornecer uma segunda opinião médica.

Se você tiver dúvidas, contamos com serviço de teleconsultoria.

Conheça nossa plataforma em uma avaliação gratuita ou entre em contato.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE