Laudo de Teste ergométrico a distância: os prós e contras

Por Dr. José Aldair Morsch, 15 de julho de 2016
teste ergométrico a distância

A telemedicina é uma grande aliada para disponibilizar laudo de teste ergométrico a distância. Me refiro ao teste de esforço como é mais conhecido.

Vamos discutir se é uma boa alternativa ou apenas um sonho.

Mesmo sendo um exame relativamente complexo, é possível ser realizado por um clínico geral e posteriormente pode ser enviado o arquivo para se interpretado por um Cardiologista na plataforma de Telemedicina.

Porque é preciso de um Cardiologista para interpretar a ergometria?

Para estarem aptos à realização do exame, médicos de outras especialidades (que não cardiologia) precisam se submeter a um treinamento. O objetivo do mesmo é eliminar por completo a possibilidade de erros durante a realização do exame para ser enviado para uma empresa de telemedicina.

A análise de todos os dados coletados durante o exame é muito complexa, envolvendo combinações de frequência cardíaca, ritmo cardíaco, traçados do eletrocardiograma que só o Cardiologista que fez residência consegue interpretar.

A realização de teste ergométrico à distância por meio da telemedicina, ou seja, realizar o exame, enviar os aquivos e receber o laudo à distância, é um serviço ainda dividido entre prós e contras na interpretação da comunidade médica. Vamos conferi-los?

Os prós do teste ergométrico a distância

De acordo com os profissionais da área de saúde, os 5 principais elementos a favor dessa modalidade à distância são:

1- O teste ergométrico é capaz de identificar com muito mais precisão e rapidez doenças cardíacas – principalmente em comparação ao eletrocardiograma;

2- O teste ergométrico a distância auxilia no diagnóstico de enfermidades quando o eletrocardiograma por si só não é capaz de oferecer o resultado com precisão nas doenças iniciais;

3- O teste ergométrico é um exame muito mais completo do que o eletrocardiograma, o qual diagnostica doenças cardíacas com comprometimento de apenas 30% da luz de uma coronária. O eletrocardiograma é positivo para entupimentos superiores a 60%, ou seja, quando a doença já está bem avançada;

4- O exame (que já faz parte da rotina de indivíduos com mais de 50 anos de idade), passível de realização pela telemedicina, poderá ser aplicado como preventivo com muito mais facilidade, tanto na rotina de idosos como de adultos de outras faixas etárias;

5- O teste ergométrico a distância é um procedimento simples que no caso possibilita a montagem dos equipamentos necessários em qualquer lugar. Ele não está atrelado a preocupações como a radiação ou com demais critérios de exames de maior complexidade.

Os contras na realização de teste ergométrico a distância

Em contrapartida, a comunidade médica ‘julga’ negativos os 4 seguintes aspectos:

1- Necessidade de treinamento de clínicos gerais. Os médicos não-cardiologistas precisarão ser treinados tanto para a aplicação do exame como também para o envio dos arquivos para a central de laudos.

2- Neste sentido, nem sempre os exames serão realizados com toda a segurança e qualidade do que seriam caso feitos pelo médico cardiologista, que já é experiente principalmente no diagnóstico de doenças cardíacas;

3- O custo para a montagem do serviço para o teste ergométrico à distância em clínicas ainda é alto, exatamente pela baixa demanda. O kit completo é composto por: esteira, carro de parada obrigatório e programa, todos eles com custos elevados;

4- Os critérios de indicação do exame de ergometria, caso oferecido por clínicas especializadas em telemedicina, ainda não são claros. Afinal, não se sabe quando o clínico geral deve – ou não – solicitar este tipo de exame, uma vez que ele não é um profissional qualificado e experiente na área de cardiologia.

Em resumo, apesar das dificuldades para inclusão dos testes ergométricos na rotina de clínicas e demais espaços médicos, a verdade é que ele pode fazer uma grande diferença no diagnóstico de doenças cardíacas.

Isso porque o exame é muito mais eficaz do que quando em comparação ao eletrocardiograma, trazendo resultados muito mais precisos (e de confiança) tanto para os médicos como para os pacientes – o que auxilia a sociedade como um todo.

Compartilhe com seus amigos! Assine nosso blog!

Dr. José Aldair Morsch – Cardiologista – Especialista em Telemedicina

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia pela PUC-RS. Pós-graduação em Cardiologia Pediátrica pela PUC-RS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp