CID E11 – Diabetes Mellitus Não-insulino-dependente

Por Dr. José Aldair Morsch, 3 de março de 2022
CID E11

CID E11 é o código para Diabetes Mellitus Não-insulino-dependente na Classificação Internacional de Doenças.

A partir de agora, apresento o significado da CID E11, listo suas subcategorias e informo sobre diagnóstico e tratamento.

Acompanhe até o fim para conhecer também soluções que podem qualificar a assistência médica nesses casos.

CID E11: o que significa?

A CID E11 – Diabetes Mellitus Não-insulino-dependente também é chamada Diabetes tipo II.

Nela, a resistência à insulina eleva a glicemia.

Segundo o DATASUS, a CID inclui diabetes (mellitus): 

  • Início na juventude
  • Instável
  • Propenso à cetose
  • Tipo I.

E exclui:

  • Diabetes mellitus na gravidez, parto ou puerpério (O24)
  • Diabetes mellitus neonatal (P70.2)
  • Diabetes mellitus relacionado com a desnutrição (E12)
  • Glicosúria SOE (R81)
  • Glicosúria renal (E74.8)
  • Hipoinsulinemia pós-cirúrgica (E89.1)
  • Intolerância à glicose (R73.0).

Esta CID possui 10 subcategorias:

  • E11.0: Diabetes mellitus não-insulino-dependente – com coma
  • E11.1: Diabetes mellitus não-insulino-dependente – com cetoacidose
  • E11.2: Diabetes mellitus não-insulino-dependente – com complicações renais
  • E11.3: Diabetes mellitus não-insulino-dependente – com complicações oftálmicas
  • E11.4: Diabetes mellitus não-insulino-dependente – com complicações neurológicas
  • E11.5: Diabetes mellitus não-insulino-dependente – com complicações circulatórias periféricas
  • E11.6: Diabetes mellitus não-insulino-dependente – com outras complicações especificadas
  • E11.7: Diabetes mellitus não-insulino-dependente – com complicações múltiplas
  • E11.8: Diabetes mellitus não-insulino-dependente – com complicações não especificadas
  • E11.9: Diabetes mellitus não-insulino-dependente – sem complicações.

 

Conduta médica para o CID E11

Destaco aqui a conduta médica para CID E11.

Ela é embasada pelo Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas do Diabete Melito Tipo 2, do Ministério da Saúde.

Acompanhe a seguir os procedimentos recomendados.

Anamnese

Para diagnosticar CID E11, é preciso identificar sintomas e histórico familiar.

Recomenda-se anamnese médica com perguntas como:

  • Há histórico de diabetes na sua família?
  • Você tem urinado em maior quantidade ou frequência?
  • Sua sede e seu apetite estão maiores?
  • Você sente uma vontade excessiva de comer?
  • Você se sente cansado?
  • Você sente coceira ou irritação em suas partes íntimas?

 

Diagnóstico

Abaixo, listo os quatro exames para diagnosticar CID E11.

Ao lado de cada um, informo o parâmetro que indica a patologia.

Acompanhe:

  • Glicemia plasmática em jejum: ≥ 126mg/dL
  • Glicemia em qualquer horário: ≥ 200 mg/dL com sintomas de hiperglicemia
  • Glicemia após duas horas de sobrecarga oral de 75g de glicose: ≥ 200mg/dL
  • Hemoglobina glicada: ≥ 6,5%.

A positividade de qualquer dos parâmetros é suficiente para confirmar o diagnóstico.

Procedimentos

O tratamento não farmacológico para CID E11 é multiprofissional.

É recomendável o acompanhamento de profissionais de áreas como:

São indicadas medidas como:

  • Educação alimentar, priorizando uma dieta rica em fibras
  • Orientação para reduzir o consumo de álcool e cessar o tabagismo
  • Incentivo ao controle do peso
  • Estímulo a atividades físicas, com 150 minutos de exercícios aeróbicos por semana
  • Aconselhamento para redução do estresse.

 

Medicamentos

O tratamento farmacológico para CID E11 pode ser feito com:

  • Metformina: é a primeira opção de tratamento, indicada na maioria dos casos
  • Sulfonilureia: pode ser associada a outros medicamentos para intensificar o controle glicêmico
  • Inibidores do cotransportador sódio-glicose 2 (SGLT2): também pode ser associado a outros agentes antidiabéticos para reduzir a reabsorção renal de glicose
  • Insulina NPH e regular: usada para o controle glicêmico em caso de falha do tratamento farmacológico.

 

Serviços Morsch para o CID E11

Tratei neste conteúdo da CID E11, incluindo significado e subcategorias.

Também informei sobre diagnóstico e tratamento.

Para casos de necessidade, a Telemedicina Morsch conta com soluções sob medida.

Uma delas é a teleconsultoria.

Trata-se de consulta entre profissionais de saúde para debater diagnósticos e solucionar dúvidas.

Coordeno uma equipe com especialistas em áreas médicas diversas.

Se for preciso, também é possível encaminhar o paciente para uma consulta com um especialista para ampliar a investigação.

Ou ainda pedir uma segunda opinião médica.

A Morsch também emite laudos de exames de forma segura e rápida.

Faça uma avaliação gratuita para conhecer a nossa plataforma ou entre em contato.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE