Tratamento para pneumonia: conheça as opções para enfrentar essa doença

Por Dr. José Aldair Morsch, 5 de janeiro de 2022
Tratamento para pneumonia

Definir o correto tratamento para pneumonia é essencial para a recuperação do paciente, tendo em vista as diversas manifestações dessa doença.

Segundo a ONG Every Breath Counts, essa é a enfermidade respiratória mais letal do mundo, que fez mais de 2,5 milhões de vítimas fatais só em 2019.

No Brasil, 80% das mortes por essa doença são de idosos, como aponta a Associação Nacional de Hospitais Privados (ANAHP).

Escrevi este texto para que você entenda que com pneumonia não se brinca, mas também para mostrar que há meios qualificados de prevenção.

Continue lendo para saber mais.

Qual o tratamento para pneumonia indicado por tipo?

Um dos desafios que os médicos pneumologistas enfrentam na hora de prescrever o tratamento adequado é diagnosticar corretamente o tipo de pneumonia.

Como vamos ver, a doença, que se caracteriza pela inflamação dos bronquíolos e dos alvéolos, pode ser causada por múltiplos fatores, inclusive pela simples aspiração de objetos.

Dessa forma, em se tratando de pneumonia, cada caso realmente é um caso.

Na prática, isso demanda abordagens adequadas ao tipo de doença, idade e histórico do paciente.

Entenda o que fazer na sequência.

Tratamento para pneumonia viral

Considerada como o tipo mais frequente de pneumonia, é causada pelo vírus Influenza A, que, por sua vez, costuma ser mais ativo nas estações mais frias do ano.

Portanto, esse é um tipo de pneumonia causada pelo vírus da gripe, que, além do tipo A, também apresenta as variantes B e C.

Tal como a maioria dos tipos da doença, seus sintomas são febre, tosse, dor no tórax, dificuldade para respirar, dor de garganta e, em certos casos, conjuntivite ou rinite.

No tratamento, além de repouso, hidratação e dieta baseada em alimentos leves, podem ser prescritos diferentes medicamentos antivirais.

Tratamento para pneumonia bacteriana

Como o nome indica, a pneumonia bacteriana é causada por bactérias que são inaladas pelo sistema respiratório.

A mais comum delas é a Streptococcus pneumoniae, que vem a ser o agente da pneumonia pneumocócica.

Também pode ser causada por outras bactérias, essas menos comuns, tais como Enterobacter, Proteus, Klebsiella e Chlamydia psittaci, entre outras.

Seus sintomas são parecidos com os da pneumonia viral, somando-se a eles alterações da pressão arterial, confusão mental e toxemia. 

Em geral, o tratamento envolve antibióticos por um período de uma a duas semanas.

Tratamento para pneumonia química

Conhecida também como pneumonite química, nesse tipo de inflamação os alvéolos são contaminados por substâncias ativas que prejudicam os pulmões.

Agrotóxicos, fumaça e outros compostos inaláveis podem desencadear essa enfermidade que pode evoluir para a forma bacteriana.

Além dos sintomas típicos de uma pneumonia viral, ela é acompanhada de tosse produtiva com muco e dores ao respirar.

Seus sintomas não aparecem imediatamente após a inalação da substância química nociva, podendo se manifestar somente após três dias.

Diferentemente dos outros tipos, casos de pneumonia química não são tratados com medicamentos, que dão lugar à fisioterapia e inalação de oxigênio.

Tratamento para pneumonia fúngica 

Tipo de pneumonia mais frequente em pessoas com imunidade baixa, a pneumonia fúngica pode ser causada pelos fungos pneumocystis jiroveci ou cândida.

Dessa forma, ela é relativamente frequente em portadores do vírus HIV, sendo considerada uma doença bastante agressiva, por provocar inclusive alterações anatômicas nos pulmões.

Em geral, ela é tratada com medicamentos antifúngicos.

Como tratar pneumonia

Tratamento para pneumonia varia de acordo com o tipo da doença e pode se estender por cerca de três semanas

Tratamento para pneumonia aspirativa 

O sistema respiratório recebe ar pelas traqueias que, por sua vez, estão também conectadas à boca.

Sendo assim, é possível que, em alguns casos, fluidos, secreções e líquidos provenientes do sistema digestivo migrem para os pulmões.

Se o sistema imunológico ou a tosse não elimina esses resíduos, pode haver a chamada pneumonia aspirativa, na qual a infecção acontece em razão das bactérias estomacais.

Por isso, esse tipo de pneumonia acomete normalmente pessoas que sofrem de refluxo esofágico ou que tenham sido submetidas a procedimentos odontológicos ou digestivos.

Seu tratamento consiste basicamente na administração de antibióticos.

Tratamento para pneumonia atípica 

É chamada de pneumonia atípica a que é causada por agentes menos comuns que a média, como os vírus Chlamydophila pneumoniae, Legionella pneumophila e Mycoplasma pneumoniae.

O contágio acontece quando há contato com a saliva de uma pessoa infectada, o que a torna mais frequente entre pessoas que compartilham espaços confinados, como presídios.

Em razão da virulência dos microorganismos causadores, ela é também chamada de pneumonia grave, ainda que seus sintomas se assemelhem aos da viral.

Para o tratamento, são prescritos medicamentos antibióticos.

Tratamento com pneumologista

Pneumologista é o médico especialista que atende pacientes com suspeita de doenças do sistema respiratório

Quanto tempo dura o tratamento da pneumonia?

Como vimos, a pneumonia é uma doença com muitas causas possíveis e, sendo assim, a duração do tratamento varia conforme o agente causador.

Normalmente, a medicação é prescrita para períodos que variam de 7 a 14 dias, podendo, em alguns casos, se estender por até três semanas.

Tratamento caseiro para pneumonia funciona?

Pneumonia é uma doença que pode matar, portanto, o tratamento caseiro deve ser desencorajado

O ideal, sempre, é consultar um médico para o diagnóstico e prescrição do tratamento adequado.

Qual médico consultar para tratar pneumonia?

Sendo uma enfermidade que acomete o sistema respiratório, o especialista mais indicado para diagnosticar e acompanhar o tratamento da pneumonia é o pneumologista.

Consulte online com a Morsch

Sabia que você pode recorrer à telemedicina para fazer uma primeira consulta de avaliação caso venha a apresentar sintomas de doenças respiratórias?

Veja como é fácil marcar seu atendimento médico online na plataforma Morsch:

  1. Acesse a página de agendamentos
  2. Use o campo de buscas para selecionar a especialidade e escolha o profissional de sua preferência
  3. Defina um entre os horários de agendamento, ao lado da identificação do médico
  4. Você será redirecionado para uma página de login. Se não tiver cadastro, selecione “Criar conta”
  5. Preencha o formulário com informações de identificação e prossiga
  6. Crie uma senha e acesse o sistema
  7. Confirme o horário da teleconsulta e faça o pagamento
  8. Meia hora antes do atendimento, você vai receber o link de acesso à sala virtual via WhatsApp ou SMS.

 

Conclusão

O tratamento para pneumonia deve ser prescrito o quanto antes já que, com o tempo, os danos causados ao sistema respiratório tendem a se agravar.

Com a plataforma de teleconsulta Morsch, você tem mais um aliado para realizar um diagnóstico preciso e acelerar o tratamento.

Assine nossa newsletter e receba conteúdos tão úteis quanto este em sua caixa de entrada.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE