CID N39 – Outros transtornos do trato urinário

Por Dr. José Aldair Morsch, 29 de março de 2022
CID N39

CID N39 é o código para outros transtornos do trato urinário, conforme a Classificação Internacional de Doenças.

Vou trazer aqui informações sobre significado, diagnóstico e tratamento da CID N39.

Ao final, apresentarei soluções que podem qualificar a assistência médica em condições como essas.

CID N39: o que significa?

A CID N39 – Outros transtornos do trato urinário é caracterizada pela presença de agente infeccioso na urina em volume acima de 100 mil unidades formadoras de colônias bacterianas por mililitro de urina (ufc/ml).

É assim que define a Sociedade Brasileira de Nefrologia.

Esta CID exclui:

  • Hematúria SOE (R31)
  • Hematúria com lesão morfológica especificada (N02.-)
  • Hematúria recidivante e persistente (N02.-)
  • Proteinúria SOE (R80).

Ela possui sete subcategorias:

  • N39.0: Infecção do trato urinário de localização não especificada
  • N39.1: Proteinúria persistente não especificada
  • N39.2: Proteinúria ortostática não especificada
  • N39.3: Incontinência de tensão (“stress”)
  • N39.4: Outras incontinências urinárias especificadas
  • N39.8: Outros transtornos especificados do aparelho urinário
  • N39.9: Transtornos não especificados do aparelho urinário.

 

Conduta médica para a CID N39

Destaco a seguir informações sobre diagnóstico e tratamento de casos de CID N39.

Acompanhe.

Anamnese

Em casos suspeitos de CID N39, a anamnese médica deve ser feita com o objetivo não somente de diagnosticar a condição, como também identificar se trata-se de:

  • Cistite (infecção no trato urinário baixo)
  • Pielonefrite (infecção urinária alta).

Em casos de cistite, o médico deve obter resposta positiva para perguntas como:

  • Dói para urinar?
  • Você tem ido ao banheiro com mais frequência que o habitual?
  • Você sente alguma alteração na cor ou no cheiro da urina?

Já pacientes com pielonefrite devem responder positivamente a questões como:

  • Você teve febre alta (acima de 38ºC)?
  • Você sentiu calafrios?
  • Você teve dor nas costas?

Destaco aqui que a pielonefrite costuma se manifestar após um quadro de cistite.

Exames

Para detectar a CID N39, bem como avaliar a gravidade e determinar o agente etiológico, devem ser realizados exames como:

 

Especialidade

Segundo os Protocolos de Encaminhamento da Atenção Especializada do Ministério da Saúde, a depender da gravidade, do patógeno e do perfil do paciente, o caso pode ser encaminhado para:

 

Tratamento

O tratamento para casos de CID N39 varia conforme os fatores acima destacados.

Reproduzo abaixo algumas recomendações presentes nas Diretrizes sobre Infecções Urológicas da Sociedade Brasileira de Urologia.

Para casos de cistite aguda, podem ser prescritos:

  • Sulfametoxazol-trimetoprima 
  • Nitrofurantoína
  • Fosfomicina Trometamol 
  • Pivmecillinam 
  • Fluoroquinolona.

O tratamento de pielonefrite aguda pode incluir medicamentos como:

  • Fluoroquinolona
  • Cefalosporina (grupo 3a).

Tendo como alternativas:

  • Aminopenicilina/BLI
  • Aminoglicosídeo.

Para diferentes cenários, o documento deve ser consultado.

Serviços Morsch para a CID N39 

Falei neste conteúdo sobre a CID N39, incluindo informações sobre diagnóstico e tratamento.

Para casos de necessidade, a Telemedicina Morsch conta com soluções sob medida.

Por meio da nossa plataforma, é possível emitir laudos de exames de forma rápida e segura.

Caso sua clínica não disponha dos equipamentos, é possível adquiri-los conosco em comodato.

Os dados podem ser enviados automaticamente pelo próprio aparelho ou encaminhados manualmente pela plataforma.

Então, encaminhamos os laudos em cerca de 30 minutos ou tempo real para casos de urgência.

Você também pode realizar uma teleconsultoria para debater diagnósticos e tirar dúvidas ou encaminhar seu paciente para consulta com um especialista para ampliar a investigação.

Fornecemos também uma segunda opinião médica.

Conheça nossa plataforma com uma avaliação gratuita ou entre em contato.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE