CID F33 – Transtorno depressivo recorrente

Por Dr. José Aldair Morsch, 11 de fevereiro de 2022
CID F33

CID F33 é o código para transtorno depressivo recorrente, conforme a Classificação Internacional de Doenças.

Aqui, abordo o significado e a conduta médica para incidências de CID F33.

Ao final, apresento soluções para qualificar a assistência médica em situações assim.

CID F33: o que significa?

O CID F33 indica transtorno depressivo recorrente.

Segundo o DATASUS, o código é caracterizado pela “ocorrência repetida de episódios depressivos correspondentes à descrição de um episódio depressivo (F32) na ausência de todo antecedente de episódios independentes de exaltação de humor e de aumento de energia (mania)”.

Esse código abrange sete subcategorias:

  • F33.0: transtorno depressivo recorrente, episódio atual leve
  • F33.1: transtorno depressivo recorrente, episódio atual moderado
  • F33.2: transtorno depressivo recorrente, episódio atual grave sem sintomas psicóticos
  • F33.3: transtorno depressivo recorrente, episódio atual grave com sintomas psicóticos
  • F33.4: transtorno depressivo recorrente, atualmente em remissão
  • F33.8: outros transtornos depressivos recorrentes
  • F33.9: transtorno depressivo recorrente sem especificação.

 

Conduta médica para o CID F33

Neste tópico, trato de procedimentos recomendáveis no atendimento de casos de CID F33.

Anamnese

Um correto diagnóstico de CID F33 depende de detalhada anamnese médica.

Listo abaixo exemplos de perguntas úteis:

  • Você tem tido muitas mudanças no humor? Se sim, isso dura quanto tempo?
  • Você tem tomado decisões impulsivas e se sente impaciente?
  • Você tem se sentido triste ou indignado com frequência?
  • Você se sente excessivamente empolgado às vezes?
  • Você mantém o interesse em atividades que considera motivantes?
  • Você tem sentido mais ou menos confiança em si mesmo em relação a outra época?
  • Como está sua vida sexual?
  • Você perdeu alguém querido recentemente?
  • Como está sua alimentação?
  • Houve algum episódio recente de vômitos, náuseas ou diarreia?
  • Como está sua coordenação motora?
  • Você usou alguma droga recentemente?

 

Especialidade

O psiquiatra é o médico habilitado a tratar pacientes com CID F33.

Entretanto, a atenção básica também pode lidar com casos com menor severidade.

Procedimentos

O Manual de Intervenção mhGAP lista uma série de procedimentos para tratar casos de F33 e outros tipos de transtornos depressivos, tais como:

  • Psicoeducação: orientações a pacientes e cuidadores
  • Redução do estresse e fortalecimento do apoio social: estimular a retomada de atividades sociais
  • Promoção de funcionamento em atividades diárias e na vida comunitária: estimular a retomada de bons hábitos
  • Tratamentos psicológicos breves.

 

Medicamentos

O documento orienta o profissional a conversar com o paciente para explicar o funcionamento dos medicamentos.

A partir de então, a prescrição deve ser decidida em conjunto.

Nesses casos, são indicados os antidepressivos amitriptilina e fluoxetina.

Fatores como idade, outras condições médicas e efeitos colaterais devem ser observados.

Serviços Morsch para o CID F33

 

Neste artigo, abordei a CID F33 – Transtorno depressivo recorrente, com dados sobre diagnóstico e tratamento.

Caso ainda haja incertezas, a Telemedicina Morsch oferece soluções sob medida.

Nossa plataforma está disponível para o encaminhamento do paciente a uma consulta com um especialista para ampliar a investigação.

A equipe que coordeno conta com profissionais de diversas áreas médicas que realizam atendimento a distância.

Se isso não for necessário, nossos especialistas também prestam teleconsultoria a outros profissionais de saúde.

A Morsch conta ainda com a segunda opinião médica e a emissão de laudos de exames com agilidade.

Faça uma avaliação gratuita na nossa plataforma ou entre em contato.

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE