Inteligência Artificial na saúde: uma nova era na atuação médica

Por Dr. José Aldair Morsch, 28 de novembro de 2016
Importância da inteligência artificial na saúde

A medicina está atravessando um novo rumo atualmente – o da Inteligência Artificial na saúde.

A ideia de desenvolver uma espécie de “cérebro humano eletrônico” para facilitar a atuação na área da saúde ainda é algo recente. Porém, em outras áreas, ele já encontra mais avançado.

Na verdade, essa espécie de robô virtual foi uma das primeiras a serem pensadas pelos cientistas que pegaram os primórdios da história da computação.

No que se refere aos estudos tecnológicos da modernidade, aqueles que visam a construção de sistemas computacionais inteligentes de modo artificial são os mais ambiciosos.

Não à toa, a comunidade médica também foi, aos poucos, cativada pelos diferenciais da inteligência artificial na saúde – pensando no grande potencial e suporte que seriam trazidos para a medicina.

A crença é de que os supercomputadores, capazes de armazenar dados, conhecimentos e outros, se tornariam verdadeiros médicos artificiais – o que poderia auxiliar principalmente no diagnóstico de enfermidades.

E foi assim que a IAM (Inteligência Artificial em Medicina) surgiu, sendo este um programa de estudos norte-americano que levou tanto à realização de diagnósticos quanto de recomendações de origem terapêuticas.

Os médicos que se especializaram nos estudos da inteligência artificial na saúde criaram, assim, uma relação entre este tipo de inteligência avançada com os conhecimentos médicos.

Neste artigo, mostrarei os principais benefícios da Inteligência Artificial na saúde e as tarefas que já estão sendo aplicadas nesse tipo de sistema.

Boa leitura!

O que é Inteligência Artificial na saúde?

IA é um ramo da Ciência da Computação que cria dispositivos que simulam a capacidade humana de raciocinar, tomar decisões e até de resolver problemas.

A tecnologia consegue aprender conceitos e ir se aperfeiçoando a partir de dados nela inserida, ou seja, assimila as informações e ajusta suas ações de acordo com elas.

Na saúde, a Inteligência Artificial pode atuar de várias formas:

  • Fornecer dados;
  • Ensinar a tratar doenças;
  • Ajudar na prevenção e nos diagnósticos precoces;
  • Identificar o melhor tratamento para cada caso.

Além disso, ela facilita e transforma processos e procedimentos do cotidiano, tornando o atendimento dos profissionais de saúde cada vez mais efetivo.

Benefícios da inteligência aritificial na saúde

Precisão de diagnósticos, eficácia, armazenamento de dados, conheça as vantagens da Inteligência artificial na saúde.

Quais os benefícios da inteligência artificial na saúde?

As vantagens da Inteligência Artificial na saúde não se restringem ao atendimento do paciente propriamente dito.

Suas aplicações se estendem a processos operacionais, que podem ser melhor organizados para obter resultados mais satisfatórios.

As tarefas que foram beneficiadas pelo avanço da Inteligência Artificial na saúde são: 

Diagnósticos mais precisos

Nem todo caso é diagnosticado com facilidade, já que, por vezes, a comunidade médica se depara com casos raros ou demasiadamente complexos.

Para estas situações, o sistema de Inteligência Artificial na saúde busca um diagnóstico mais seguro e provável, com base no próprio histórico do paciente.

Além disso, os softwares estão fornecendo imagens cada vez mais claras e realistas.

Isso torna a identificação do problema mais rápida e assertiva – se comparado a quando era tudo realizado manualmente.

E tem mais: os novos equipamentos são capazes de identificar condições médicas que geralmente passariam despercebidas – pelo fato de o profissional não estar procurando por elas especificamente. 

Otimização do armazenamento de dados

Com o avanço do Big Data, em que a quantidade de dados armazenados é enorme, a Inteligência Artificial na saúde surge como uma aliada.

Isso porque ela centraliza essas informações e as disponibiliza na nuvem, proporcionando maior segurança ao paciente.

Com isso, muitos processos se tornam automáticos, como a parte de pesquisa do histórico clínico, liberando o médico para focar ainda mais no paciente em si.

Softwares eficazes

Os softwares desenvolvidos para o setor da saúde estão cada vez mais completos e eficazes.

Atualmente, é possível ver o histórico clínico do paciente de maneira mais rápida, além de ser possível adicionar novas informações quando necessário.

Graças ao prontuário eletrônico, todos os dados do paciente ficam armazenados de forma segura, sendo acessado apenas por quem possui login e senha e é previamente autorizado.

Essa flexibilidade de adicionar novas informações a cada consulta torna o prontuário muito mais rico em detalhes, se comparado ao documento antes disponível apenas no papel.

Maior base de dados para diagnósticos precoces

Através da Inteligência Artificial na saúde, é possível realizar um rastreamento mais preciso sobre o estado de saúde do paciente e sobre o histórico familiar, determinando a probabilidade de ele adquirir determinada doença.

Com isso, cria-se a possibilidade de evitar que a enfermidade se desenvolva e, ao mesmo tempo, aumentar as chances de cura – por permitir um diagnóstico precoce. 

Tarefas clínicas que podem ser aplicadas com Inteligência Artificial na saúde

Existem outras tarefas que passaram por modificações devido ao avanço da Inteligência Artificial na saúde. Confira as principais!

Lembretes e alertas em tempo real

Os médicos são notificados, instantaneamente, caso haja qualquer tipo de alteração na condição de saúde do indivíduo.

Com isso, o corpo médico pode registrar a ocorrência no prontuário eletrônico, bem como acionar o atendimento mais rápido – o que é muito importante nos casos de emergência.

Crítica quanto ao tipo de terapia adotada

O sistema de Inteligência Artificial checa possíveis omissões, erros ou inconsistências em planos de tratamentos médicos.

Salvamento na nuvem auxilia recuperação de dados

Por terem salvamento na nuvem automaticamente, os sistemas de inteligência artificial auxiliam na otimização de históricos médicos completos

Possível recuperação de dados

Se informações ou dados forem perdidos, isso não é grande problema para os sistemas de Inteligência Artificial na saúde.

Eles conseguem recuperá-los com facilidade – principalmente graças ao armazenamento de tais informações em softwares em nuvem, que realizam backups frequentes.

Interpretação e reconhecimento de imagens

Principalmente para a realização de laudos médicos de exames como: 

  • Radiografias;
  • Tomografias;
  • Angiogramas;
  • Mamografias;
  • Ressonância magnética.

Associação de sintomas a possíveis enfermidades

Determinados conjuntos de sintomas podem indicar não só uma, como várias doenças. 

Com o sistema de Inteligência Artificial na saúde é possível fazer uma associação entre os sintomas, histórico do paciente e possível enfermidade, para promover um diagnóstico mais preciso.

Pontos negativos do sistema de Inteligência Artificial na saúde

Alguns sistemas de Inteligência Artificial só funcionam após um registro pessoal e computadorizado de cada médico – e ainda não são todas as instituições que contam com tal registro eletrônico. 

Além disso, eles também podem ser prejudicados pela falta de uma interface simples e facilitada, especialmente para aqueles médicos que não são muito familiarizados com a tecnologia ainda.

Outro ponto negativo é a dificuldade para adaptação do sistema às necessidades do médico em questão. 

Isso faz com que os médicos (já demasiadamente ocupados) precisem configurar os sistemas manualmente.

Porém, com o passar dos anos, todos esses pequenos problemas vêm sendo deixados de lado graças às atualizações frequentes dos sistemas de Inteligência Artificial na saúde. 

A única questão que ainda predomina entre alguns médicos é a tecnofobia, ou seja, a negação dos benefícios proporcionados pela utilização da tecnologia no meio de trabalho.

É necessária uma adaptação para usufruir dos benefícios da Inteligência artificial na saúde

É importante ter em mente que novas tecnologias existem para auxiliar os médicos a melhorarem o atendimento.

O que esperar dos supercomputadores?

A área de ciências da computação vem explorando novas técnicas e derrubando fronteiras que jamais imaginamos fora de nosso contexto.

O desafio dos últimos tempos foi criar um ‘supercomputador’, ou seja, uma máquina capaz de entender e responder no mesmo idioma que os humanos. 

Ele ficou conhecido como Watson

O computador é um sistema recente da IBM que foi desenvolvido para responder aos questionamentos realizados em um programa de TV norte-americano, o Jeopardy..

O Watson é um supercomputador capaz de responder a perguntas complexas em 3 segundos. 

Sua capacidade permite a execução de mais de 100 tarefas (complicadas) ao mesmo tempo. 

Não à toa, o sistema vem sendo utilizado principalmente no campo de pesquisas em universidades, institutos e faculdades de medicina.

Qual a relação entre telessaúde e Inteligência Artificial na saúde?

Atualmente, o campo da telemedicina vem se tornando um aliado de clínicas e consultórios médicos. 

Mas o que o termo significa? Trata-se de uma área da telessaúde que oferece atendimento médico de forma remota.

A telemedicina permite atender pacientes através da teleconsulta, realizar o telemonitoramento do estado clínico da pessoa, entre outros – tudo virtualmente.

Ela também facilita a interpretação de exames médicos (telediagnóstico) comuns, como eletrocardiograma, eletroencefalograma, espirometria, mamografia e outros neste sentido.

Desta forma, a telemedicina se tornou uma alternativa mais viável (e também mais em conta) para a adequação em hospitais e, principalmente, em consultórios e clínicas de menor porte.

Principalmente porque os laudos à distância são feitos por médicos especialistas em cada área, eliminando a necessidade de contar com esses profissionais presentes.

A telemedicina pode aumentar suas áreas de atendimento e também de cobertura

Com a telemedicina, você tem diagnósticos precisos e laudos gerados em até 30 minutos!

Como posso trazer a telemedicina para a minha clínica ou consultório médico?

A telemedicina funciona da seguinte forma: imagine um paciente com uma forte dor na região do coração.

Ele pode realizar o eletrocardiograma digital em sua clínica e os dados coletados pela máquina serão enviados para a central de telemedicina integrada à clínica ou consultório em tempo real.

A central, por sua vez, irá direcionar o exame para a análise de um médico especialista. No caso do eletrocardiograma, ele será encaminhado para um profissional cardiologista. 

O médico irá avaliar o resultado e fornecer um laudo médico à distância para a sua clínica em questão de 30 minutos.

Em seguida, o resultado já será encaminhado para o médico do paciente, que saberá exatamente qual é a próxima atitude a ser tomada de acordo com as sugestões descritas no laudo do exame.

Hoje, a telemedicina, que usa métodos da Inteligência Artificial na saúde, é uma das formas mais eficientes e economicamente viáveis de revolucionar a sua clínica ou consultório médico.

Ao trabalhar com a clínica virtual, você poderá realizar uma grande gama de exames e, assim, elevar a quantidade de laudos médicos realizados –  sem que a eficiência, qualidade e, principalmente, a credibilidade do seu negócio sejam deixados de lado.

Como começar um consultório médico online?

Outra funcionalidade que a telemedicina oferece, devido ao avanço da Inteligência Artificial na saúde, é o fato do profissional da saúde poder montar um consultório virtual próprio.

Desta forma, ele passa a atender seus pacientes de forma virtual, eliminando os custos com infraestrutura de uma clínica física.

Para isso ser possível, é necessário buscar ferramentas específicas de telemedicina, que contam com as funcionalidades e configurações necessárias para realizar esse atendimento à distância.

Além disso, é possível aderir ao chamado Marketplace médico, onde ele encontra diversos especialistas disponíveis e também online para auxiliá-lo em diagnósticos específicos e mais precisos.

Conclusão

A Inteligência Artificial na saúde está expandindo as possibilidades de atuação do profissional.

Ao mesmo tempo em que a tecnologia organiza as informações em tempo real, ela aprende com cada uma delas, conceito conhecido como Machine Learning.

Desta forma, ela passa a agregar no atendimento médico, auxiliando em diagnósticos, prevenindo doenças e indicando tratamentos mais apropriados.

E agora que você já sabe como trazer a Inteligência Artificial para o seu consultório ou clínica, o que ainda está esperando para inovar?

Acompanhe as novidades enviadas pela Telemedicina Morsch acessando o nosso site e assinando a nossa newsletter. A partir de então, você poderá receber dicas que farão a diferença na obtenção de sucesso em sua clínica. Preparado(a)?

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE