Queimação no peito: o que pode ser e quando procurar um médico

Por Dr. José Aldair Morsch, 4 de maio de 2022
Queimação no peito

Sentir queimação no peito pode ter diversos motivos.

Os principais estão ligados a problemas no estômago e esôfago, dois importantes órgãos do sistema digestivo.

Lesões e outros quadros tendem a provocar desconforto, que pode se manifestar tanto na região do abdômen quanto na torácica.

Quando esse incômodo demora a passar ou se repete, é hora de procurar ajuda médica.

Prossiga na leitura deste texto até o final para saber mais sobre a queimação no peito, possíveis causas e quais os sinais de alerta que merecem atenção.

Conte com o atendimento médico online para manter os cuidados de saúde em dia, usando a plataforma de telemedicina.

Sentir queimação no peito é normal?

Não posso afirmar que a queimação é normal.

Contudo, existem situações em que esse sintoma é comum.

Por exemplo, quando há dificuldades na digestão, provocando azia e estufamento.

Nesses casos, muitas pessoas experimentam desconforto na barriga que, às vezes, irradia para o peito.

Ou mesmo quando têm vontade de vomitar, pois o retorno dos alimentos e suco gástrico pelo esôfago pode provocar uma sensação de queimação.

O que pode ser a queimação no peito

Como qualquer outro incômodo no tórax, a queimação no peito tende a preocupar o paciente.

Principalmente porque a área afetada parece ser o coração, o que remete a problemas cardíacos e até emergências como o infarto.

No entanto, a queimação não faz parte dos sintomas típicos desse evento.

Por isso, é mais provável que ela indique alguma desordem no aparelho digestório.

O que faz sentido, afinal, é no tórax que se localiza grande parte do esôfago – uma espécie de tubo que leva os alimentos da boca até o estômago.

Mesmo o estômago fica nas proximidades do peito, localizado abaixo do músculo cardíaco.

Acompanhe seis possíveis causas para a queimação no peito.

1. Refluxo gastroesofágico

A trajetória normal dos alimentos ingeridos começa na boca, passa pelo esôfago, chega ao estômago e, em seguida, ao intestino.

O refluxo gastroesofágico ocorre quando essa trajetória se inverte, enviando o conteúdo ácido do estômago de volta ao esôfago.

Essa condição agride as paredes do esôfago, desencadeando sintomas como queimação no meio do peito.

Geralmente, o desconforto vem acompanhado por azia, náusea e enjoo.

2. Gastrite

Dor intensa no estômago, estufamento, náusea e vômito podem manifestar uma gastrite.

Essa patologia descreve a inflamação da parede que reveste o estômago internamente, surgindo na forma aguda ou crônica.

3. Esofagite

Muitas vezes, quem tem refluxo gastroesofágico desenvolve também uma inflamação no esôfago.

Além da queimação, a esofagite costuma deixar gosto amargo na boca, combinado a dores de garganta, mau hálito e rouquidão.

4. Úlcera estomacal

Caracterizada por lesões na parede do estômago, a úlcera gera dor e queimação na região do abdômen, que pode se estender até o tórax.

Também apresenta sintomas associados, a exemplo de vômitos, estufamento, náuseas e fezes com sangue.

5. Acúmulo de gases

Gases em excesso fazem com o que o intestino se expanda e pressione os órgãos ao redor, desencadeando dores.

O mais comum é que sejam percebidas como pontadas, mas o desconforto intestinal pode ser sentido em forma de queimação.

Ardência no peito

O sinal de alerta para marcar uma consulta acontece quando a queimação vem junto com uma pressão no peito

6. Infarto

Como adiantei antes, é raro o infarto se manifestar através de queimação no peito.

É claro que sintomas atípicos podem aparecer, dependendo do contexto do infarto.

Geralmente, essa emergência provoca dor aguda e prolongada, mais para o lado esquerdo e que pode irradiar para o pescoço, costas, mandíbula e braço.

Junto a esse incômodo, costuma surgir também formigamento nessas regiões.

O desconforto tende a durar cerca de 20 minutos e exige socorro imediato para evitar a morte ou sequelas.

Como aliviar a sensação de queimação no peito

Se a queimação no peito aparece raramente e junto a outros sintomas de problemas digestivos, costuma ser passageira.

Nesses casos leves, tomar antiácido e evitar certos alimentos, como café, chocolate, pimenta e bebidas alcoólicas pode ajudar.

No entanto, é preciso ficar atento e buscar orientação médica se a queimação se tornar frequente ou se demorar muito tempo para passar.

Médico para queimação no peito

A maioria dos casos deve ser investigada e tratada pelo gastroenterologista, que é o especialista no trato digestivo.

Se a queimação no peito vier de forma isolada, porém, ou dissociada de outros sintomas de problemas digestivos, pode ser melhor consultar um clínico geral.

Esse profissional tem conhecimentos amplos sobre o corpo humano e poderá iniciar a avaliação.

Se for necessário, o clínico fará o encaminhamento a um especialista para dar continuidade ao diagnóstico e tratamento.

Quando consultar?

O principal sinal de alerta acontece quando a queimação vem junto com uma pressão no peito, de maneira intensa e contínua.

Caso experimente essa sensação, vá imediatamente ao pronto-socorro, pois pode ser infarto.

Perda abrupta de peso, vômito ou fezes com sangue e dificuldade para respirar também devem motivar uma visita ao médico o mais rápido possível.

Se o quadro for grave, é necessário ir ao hospital.

Se não for, marque uma consulta médica para investigar os sintomas.

Como consultar online?

Situações que não necessitam de atendimento imediato podem ser avaliadas por meio da consulta online.

Esse é um jeito inteligente de conseguir assistência de qualidade, com agilidade e sem precisar se deslocar.

Basta ter um dispositivo conectado à internet para agendar e participar da teleconsulta.

O encontro é realizado numa sala virtual exclusiva para garantir a confidencialidade das informações compartilhadas.

Sistemas modernos como o da Telemedicina Morsch também permitem a criação e envio de documentos digitais como atestados, receitas e encaminhamentos.

Marcação de consulta pela internet

Veja como é simples marcar sua teleconsulta na plataforma Morsch:

  • Acesse a página de agendamentos
  • Selecione a especialidade desejada
  • Escolha o profissional de sua preferência e clique sobre a melhor data e hora
  • Faça seu login. Se não tiver cadastro, clique em “Criar Conta” e informe alguns dados para se registrar
  • Prossiga para a página de pagamento e confirme o agendamento
  • Pronto! No dia marcado, você vai receber lembretes e um link de acesso para a sala virtual de teleconsulta.

 

Conclusão

Gostou de saber mais sobre queimação no peito?

Em alguns casos, a condição é passageira e não gera preocupações.

Porém, vale ficar de olho nos sinais de agravos ao sistema digestivo ou circulatório, consultando um médico.

Se achou este texto interessante, compartilhe.

Assine a newsletter para ser avisado sobre os próximos artigos!

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FAMED - FURG – Fundação Universidade do Rio Grande – RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia e Cardiologia Pediátrica pela PUCRS. Linkedin

COMPARTILHE