Aquisição ou comodato? Entenda as diferenças para adquirir aparelhos para sua clínica

Por Dr. José Aldair Morsch, 10 de fevereiro de 2016
aquisição ou comodato

Preciso de um novo aparelho para minha clínica e não sei se opto por aquisição ou comodato.

Esta constatação é cada vez mais frequente com a propagação da Telemedicina pelo mundo.

A fim de oferecer bons serviços, com segurança e qualidade, hospitais e clínicas devem priorizar a gestão de tecnologia em saúde e conhecer quais são as melhores maneiras de se investir em equipamentos médicos.

Pense na vida útil do aparelho ao decidir pela aquisição ou comodato

Para tomar uma decisão de compra, é preciso saber que o ciclo de vida dos aparelhos é composto pelas fases de inovação, incorporação, utilização e obsolescência, e que elas não são independentes, ou seja, ações realizadas em qualquer fase podem impactar nas demais.

Por isso, é necessário um planejamento adequado, de forma a contribuir com os profissionais e pacientes envolvidos e, consequentemente, a todo sistema de saúde.

O pesquisador Francisco de Assis de Souza Santos, em sua tese de doutorado desenvolveu uma metodologia para apoiar a tomada de decisão sobre a aquisição de equipamentos médicos, e definiu as diversas formas de inserir os equipamentos.

Critérios para aquisição

O gestor deve analisar as necessidades do estabelecimento médico, levando em conta os aspectos clínicos, técnicos e operacionais.

Por isso, antes de decidir entre compra e comodato, é necessário elaborar uma especificação técnica que considere as necessidades e limitações identificadas na fase de planejamento da tecnologia, cientes das alternativas tecnológicas disponíveis no mercado.

Feito isso, deve-se definir o método de aquisição, levando em conta se o hospital ou clínica são públicos, privados ou de economia mista.

Os estabelecimentos públicos, por exemplo, costumam incorporar equipamentos por meio de licitação, de modo geral, tanto sob a forma de novos equipamentos quanto sob a forma de contratação de serviços.

Se esse é o seu caso, é importante deixar as especificações técnicas claramente definidas para evitar as ofertas de menor valor, porém com tecnologias de baixa qualidade, vençam os editais.

Vale lembrar que especificações técnicas muito detalhadas podem restringir demais o número de fornecedores participantes e causar desconfiança sobre o benefício.

Diferenças entre aquisição e comodato de aparelhos médicos

Editais públicos ou compras privadas podem ser efetivadas a partir de diferentes modalidades de aquisição, como compra, comodato, leasing e aluguel.

Neste post, trataremos especificamente de aquisição e comodato, que são as opções oferecidas pela Telemedicina Morsch:

Compra: pagamento em espécie pelos aparelhos adquiridos. Pressupõe gastos com manutenção, insumos e treinamento, sem contar o custo da obsolescência, que também terá de ser assumido pelo estabelecimento de saúde;

Comodato: vincula a posse do aparelho ao estabelecimento de saúde por meio do comprometimento do beneficiário adquirir insumos do proprietário por um período, determinado em contrato.

Os procedimentos de manutenção são do cliente depois do período de garantia e, caso haja necessidade de reparos por longo período de tempo, a fornecedora troca o aparelho por outro. A principal vantagem é a redução de custos mensais, ideal para contextos de escassez de recursos.

Para fins de curiosidade, o aluguel compreende um arrendamento comumente utilizado em pequenos períodos de tempo (menos de dois anos); e o leasing é um acordo entre proprietário e locatário, em que o primeiro se compromete a entregar a posse da tecnologia em saúde em troca de pagamentos periódicos (semelhante ao leasing de carros e motos, por exemplo).  

O suporte para quem utiliza o comodato

A Telemedicinamorsh disponibiliza uma parceria com os fabricantes dos aparelhos, permitindo atendimento imediato para orientação na instalação, treinamento para usar o aparelho, treinamento para realizar o exame e enviar para a plataforma de telemedicina.

O sistema de Telemedicina em nuvem recebe os exames enviados e em seguida os especialistas logados interpretam e liberam os laudos médicos em 30 minutos. O cliente pode imprimir, salvar no computador ou enviar por email para quem quiser.

Use seu aparelho antigo para enviar os exames

Se você ainda possui seu aparelho analógico e está buscando um novo no mercado, lembre-se que é possível aproveitar os registros impressos em papel do seu aparelho e escanear ou fotografar e enviar normalmente para a plataforma de telemedicina onde serão laudados normalmente.

Aparelhos médicos fornecidos em comodato

A Telemedicinamorsch disponibiliza os seguintes aparelhos para aluguel em comodato:

  • Eletrocardiograma
  • Eletroencefalograma
  • Espirometria
  • Mapa de pressão arterial
  • Holter de Ecg digital

Em resumo, refletir sobre a aquisição e comodato de aparelhos médicos é de extrema importância no momento de aumentar os serviços que sua clínica pretende oferecer. 

Se ainda surgirem dúvidas sobre o assunto, entre em contato conosco, e continue acompanhando nosso blog e nossa página no Facebook.

Dr. José Aldair Morsch – Cardiologista – Especialista em Telemedicina

Dr. José Aldair Morsch
Dr. José Aldair Morsch
Cardiologista
Médico formado pela FURG - Fundação Universidade do Rio Grande - RS em 1993 - CRM RS 20142. Medicina interna e Cardiologista pela PUCRS - RQE 11133. Pós-graduação em Ecocardiografia pela PUC-RS. Pós-graduação em Cardiologia Pediátrica pela PUC-RS. Linkedin

COMPARTILHE

Entre em contato por WhatsApp
Enviar mensagem pelo WhatsApp